Início » Celular » Desespero? Canonical baixa preço do Ubuntu Edge para 695 dólares

Desespero? Canonical baixa preço do Ubuntu Edge para 695 dólares

Por
6 anos atrás

Faltam 14 dias para o fim da campanha do Ubuntu Edge no Indiegogo, mas as notícias não são boas: se nas primeiras 24 horas a arrecadação havia superado 5 milhões dólares, hoje, no décimo oitavo dia, o montante está em apenas pouco mais de 8,6 milhões de obamas, muito longe da meta de 32 milhões.

Ubuntu Edge

Ubuntu Edge

Para tentar reverter a crescente falta de interesse pelo projeto, a Canonical tomou uma série de medidas. A primeira foi a criação de pacotes com preços mais atraentes, com valores indo de 725 a 780 dólares.

Outra, mais recente, consistiu em ressaltar as qualidades do Ubuntu Edge na página da campanha. Para isso, a empresa divulgou citações sobre o smartphone feitas por vários veículos (faltou o Tecnoblog #chatiado) e até criou um comparativo entre o Ubuntu Edge, o iPhone 5 e o Galaxy S4:

Edge x iPhone 5 x Galaxy S4

Edge x iPhone 5 x Galaxy S4

Também faz parte dos esforços de divulgação a publicação de um post onde o designer Chee Yee Wong explica detalhes do desenvolvimento do projeto e o vídeo abaixo, que relata a modelagem 3D do dispositivo:

Tudo muito interessante, é inegável, mas nada disso tem se mostrado suficiente para fazer com que a arrecadação pelo menos se aproxime da meta que, a esta altura, deveria estar em cerca de 16 milhões de dólares. Com o desespero batendo à porta, a Canonical decidiu tomar uma atitude extrema: daqui para frente, qualquer um que desembolsar 695 dólares poderá levar um Ubuntu Edge para casa.

Sim, é uma medida extrema. No plano original, o Ubuntu Edge custaria 830 dólares, um valor excelente para um aparelho que se propõe a ter tela de 4,5 polegadas (de cristais de safira), 4 GB de RAM, 128 GB de storage, câmera traseira de 8 megapixels, duas antenas LTE, NFC, etc.

Só que, no primeiro dia de campanha, o Ubuntu Edge tinha valor promocional de 600 dólares, limitado às 5 mil primeiras unidades. Depois disso, o preço subia para 830 dólares. O problema é que, se outrora foi possível contribuir com o projeto com duzentos e poucos dólares a menos, pouca gente se sentiu motivada a pagar o valor integral.

O valor de 695 dólares certamente atrairá mais compradores. Mesmo assim, é pouco provável que a meta seja atingida. A expectativa é que, na última hora, alguma gorda contribuição (talvez da própria Canonical) salve a pátria, tal como a gente já viu acontecer em certas campanhas televisivas beneficentes.