O Ubuntu 23.04 está entre nós e estas são as principais novidades

Ubuntu 23.04 "Lunar Lobster" traz ambiente Gnome 44 focado em pequenos detalhes, e kernel Linux 6.2 que aumenta compatibilidade de hardware

Emerson Alecrim
Por
Ubuntu 23.04 "Lunar Lobster" com o wallpaper da versão (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Ubuntu 23.04 "Lunar Lobster" com o wallpaper da versão (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

No universo do Linux, abril é um mês de tradições: é quando uma nova versão do Ubuntu é lançada oficialmente (assim como outubro). A bola da vez é o Ubuntu 23.04 “Lunar Lobster”, que chega com o aprimorado ambiente de desktop Gnome 44, kernel Linux 6.2 e até um novo e amigável instalador.

O versátil Gnome 44

O Gnome 44 é o principal atrativo da distribuição. A nova versão do ambiente de desktop não traz nenhuma grande novidade. Em vez disso, há um conjunto de pequenas mudanças que o tornam interessante não só pelo visual, mas pelo aspecto funcional.

Como exemplo, o OMG!Ubuntu! chama a atenção para as telas de login e bloqueio, que agora exibem um avatar maior do usuário, bem como uma caixa de senha mais larga.

Também há um novo submenu no ícone do Bluetooth que permite conectar ou desconectar dispositivos emparelhados rapidamente. Esse ícone é acessado a partir do menu de configurações rápidas, no canto direito superior. Agora, essa área também é capaz de dar acesso aos aplicativos que estão em segundo plano.

A área de configurações (Settings) recebeu ajustes de interface e novas opções. Por exemplo, a opção Sobre (About) passou a exibir a versão do kernel Linux da distribuição.

Área de configurações do Ubuntu 23.04 com versão do kernel (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Área de configurações do Ubuntu 23.04 com versão do kernel (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

O Ubuntu Dock, a barra vertical à esquerda da interface, agora é capaz de exibir um contador de notificações nos ícones fixados ali, tal como ocorre no iOS ou no Android.

Outras novidades do Gnome 44 no Ubuntu incluem uma reorganização das opções de acessibilidade e Nautilus (gerenciador de arquivos) capaz de mostrar o conteúdo de uma pasta sem que esta tenha que ser acessada.

De modo geral, a experiência de uso ficou mais fluída. Mérito da continuidade da migração para o kit de desenvolvimento de interfaces GTK 4, trabalho que começou com afinco no Gnome 41.

Acesso rápido aos recursos de acessibilidade (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Acesso rápido aos recursos de acessibilidade (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Kernel Linux 6.2, novo instalador e mais

O Ubuntu 23.04 vem com o kernel Linux 6.2, versão lançada em fevereiro que melhora a compatibilidade com os chips Apple M1, as GPUs Intel Arc e os drivers abertos das placas Nvidia RTX 3000.

Na parte visível, um detalhe notável é o instalador da distribuição, agora totalmente baseado no framework Flutter, desenvolvido pelo Google para facilitar a criação de aplicativos multiplataforma.

Com o Flutter, a Canonical segue mantendo a instalação do Ubuntu intuitiva. A primeira tela envolve a definição do idioma. As demais permitem que o usuário escolha instalação completa ou mínima, defina a sua geolocalização, configure uma conta e até indique um tema claro ou escuro como padrão.

Um detalhe sempre importante no instalador é que, logo após a tela do idioma, você pode escolher entre instalar ou testar o Ubuntu. Nesta última opção, você conhecerá o sistema operacional fazendo-o rodar a partir do pendrive.

Já entre os softwares pré-instalados estão o navegador Firefox 111, o cliente de email Thunderbird 102 e a suíte de escritório LibreOffice 7.5.2.

Firefox no Ubuntu 23.04 (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Firefox no Ubuntu 23.04 (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Para desenvolvedores e usuários avançados, há recursos como Ruby 3.1, Python 3.11, Qemu 7.2.0 (para virtualização) e Remmina 1.4.29 (para acesso remoto).

Uma novidade que pode ser desagradável é a total substituição do Flatpak (para instalação e gerenciamento de pacotes) pelo Snap. A explicação dada pela Canonical para isso é que os Snaps são suportados tanto em servidores quanto em desktops, enquanto o Flatpak foi pensado apenas para instalações com interface gráfica (GUI).

Quem quiser continuar com o Flatpak deve instalá-lo a partir dos repositórios do Ubuntu.

Ubuntu 23.04: quando e onde?

O Ubuntu 23.04 “Lunar Lobster” foi lançado oficialmente nesta quinta-feira (20 de abril). Você pode fazer download da imagem de instalação a partir do site oficial. Para quem usa a versão anterior (22.10), a atualização para a nova distribuição pode levar alguns dias para ser liberada.

Note que, na página de download, também é possível encontrar uma imagem minimalista (Netboot Tarball), como apenas 143 MB de tamanho.

O gerenciador de arquivo pode dar prévias do conteúdo de uma pasta (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
O gerenciador de arquivo pode dar prévias do conteúdo de uma pasta (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Para quem está partindo de uma nova instalação, a dica é baixar a ferramenta Rufus. Com ela, é possível criar um pendrive de instalação a partir do Windows (pode ser necessário configurar o computador de destino para dar boot via USB).

Curiosamente, a nova versão marca o retorno de um “sabor” do Ubuntu que havia sido descontinuado em 2016: o Edubuntu, que traz o ambiente Gnome acompanhado de uma série de ferramentas educacionais para crianças e jovens.

Receba mais sobre Ubuntu na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados