Início / TB Responde / Aplicativos e Software /

O que é Flutter em programação?

Saiba o que é Flutter; entenda também as vantagens e desvantagens de usar esse framework do Google na criação de aplicativos

Wagner Pedro

Por

TB Responde
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Os desenvolvedores têm apostado no Flutter. Esse framework, criado pelo Google, entrega ferramentas importantes para simplificar e acelerar a criação de aplicativos nativos para diversas plataformas. Mas, afinal, o que é Flutter? Abaixo, vou te explicar mais detalhes sobre esse kit de desenvolvimento de software.

Flutter é um framework desenvolvido pelo Google para facilitar a criação de aplicativos nativos para diversas plataformas, como Android, iOS, Windows, Mac e Linux. Ele funciona usando a linguagem de programação Dart.
O que é Flutter? (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Aplicativos criados no Flutter têm seus códigos compilados para a linguagem base de um sistema operacional. Isso significa que eles passam a ser nativos e, naturalmente, conseguem acessar recursos do dispositivo sem precisar de intermediários, oferecendo um desempenho melhor.

Os apps também usam a mesma base de código. Então, se o desenvolvedor estiver criando uma aplicação para Android e iOS, por exemplo, não é preciso fazer grandes alterações, economizando tempo e recursos.

Além disso, os widgets nativos do Flutter são otimizados para diminuir o tempo gasto em testes, garantindo que haja pouco ou nenhum problema de compatibilidade com diferentes versões de um sistema operacional.

O software do Google entrega uma série de ferramentas importantes, como um mecanismo de renderização 2D otimizado para dispositivos móveis; biblioteca de ícones baseada no Material Design e no estilo do iOS; e um editor de linhas de comando para criar, construir, testar e compilar aplicativos.

Vantagens do Flutter

  • Multiplataforma: os desenvolvedores conseguem criar aplicativos para vários sistemas operacionais;
  • Acesso a recursos nativos: como os aplicativos são nativos, é possível acessar diversos recursos do dispositivo com mais facilidade (câmera, Wi-Fi, armazenamento, etc);
  • Maior desempenho: os apps entregam um maior desempenho, pois o código-fonte é transformado em código nativo;
  • Fácil de aprender: a interface do Flutter é intuitiva, permitindo que os desenvolvedores criem aplicativos sem usar muitos códigos, algo que facilita o aprendizado;
  • Custo-beneficio: construir aplicativos com a mesma base de código diminui os custos, já que o desenvolvedor pode criar versões para sistemas diferentes com apenas uma base.

Desvantagens do Flutter

  • Relativamente novo: o Flutter traz recursos interessantes, mas ele é relativamente novo no mercado, tendo sido lançado em 2017. Frameworks como Xamarin e React Native, por exemplo, ainda são mais consolidados e oferecem uma quantidade maior de ferramentas;
  • A linguagem não é muito popular: o Dart é uma ótima linguagem de programação, mas os desenvolvedores costumam considerar outras opções, como Java ou Kotlin;
  • Incompatibilidade de recursos: como o Flutter é um software do Google, alguns recursos estão disponíveis apenas para Android. Isso significa que os desenvolvedores desse sistema, normalmente, estão mais interessados em usar o framework do que os desenvolvedores do iOS.

Pronto, agora você já sabe o que é Flutter e conhece suas vantagens e desvantagens.