“Tuk-tuks” da Grilo chegam a São Paulo para competir com Uber e 99

Depois de estrear em Porto Alegre, triciclos elétricos da Grilo começam a circular na região da Avenida Paulista, em São Paulo

Emerson Alecrim
Por
Triciclo da Grilo (imagem: reprodução/Grilo Mobilidade)
Triciclo da Grilo (imagem: reprodução/Grilo Mobilidade)

Patinetes elétricos alugados por aplicativo não deram certo em São Paulo (e em outras cidades). Mas será que “tuk-tuks” vingam? Saberemos em breve: no dia 13, a Grilo Mobilidade começou a operar na capital paulista com esses veículos, em versão elétrica. Eles podem ser opções mais práticas que Uber e 99 em curtas distâncias.

Tuk-tuks são populares em países como China, Filipinas e Índia. Esses veículos consistem em triciclos desenvolvidos ou adaptados para transportar passageiros, mas também há versões específicas para transporte de carga.

Na Grilo Mobilidade, os tuk-tuks são chamados de… Grilos. Toda a frota da startup é 100% elétrica e tem autonomia média de 80 km. Já a velocidade máxima chega a 50 km/h. Cada corrida ou viagem é convenientemente chamada pela empresa de “pulo”.

A parte mais interessante é que os “Grilos” têm cabine totalmente fechada, com direito a travas e vidros elétricos. Os triciclos também seguem as exigências de segurança da legislação brasileira, como disponibilidade de cinto. Com frequência, esses recursos inexistem nos veículos que circulam na Ásia.

Interior de um Grilo (imagem: reprodução/Grilo Mobilidade)
Interior de um Grilo (imagem: reprodução/Grilo Mobilidade)

Como pedir um Grilo?

Por aplicativo. Há versões para Android e iPhone. Depois de feito o cadastro no serviço, basta indicar origem e destino, como nos demais aplicativos de transporte.

O valor da tarifa é calculado na hora, tendo como base parâmetros como a distância a ser percorrida. O valor mínimo é de R$ 4,89. Pelo menos por enquanto, o pagamento é feito somente via cartão de crédito.

Cada veículo transporta até dois passageiros, além do condutor. Não é possível transportar crianças no colo. Animais podem ser levados, mas eles devem ocupar um dos assentos de passageiros se forem grandes.

Além de transportar pessoas, viagens (ou “pulos”) podem ser solicitados para o envio de volumes com até 10 kg e valor de até R$ 500.

Aplicativo da Grilo (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Aplicativo da Grilo (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Há limitações geográficas

Nesta fase inicial, a Grilo cobre somente o entorno da Avenida Paulista, indo da Rua da Consolação até as proximidades da Avenida 23 de Maio. O objetivo é atender a pequenos deslocamentos, com distância de até 6 km do ponto de origem.

Também há horários de funcionamento:

  • Segunda-feira a sábado: das 6:00 às 23:00
  • Domingos e feriados: das 9:00 às 20:00

Em Porto Alegre (RS), onde o serviço surgiu, em 2019, a Grilo cobre a região do centro histórico.

Triciclo da Grilo (imagem: reprodução/Grilo Mobilidade)
Triciclo da Grilo (imagem: reprodução/Grilo Mobilidade)

Para quem quer ser condutor

A contrário do Uber e 99, a Grilo só opera com frota própria. Contudo, interessados podem se cadastrar na plataforma para ser condutor dos triciclos. É preciso ter CNH na categoria A ou AB, bem como ser MEI (microempreendedor individual).

Os aprovados passam por um treinamento para conduzir o veículo. A Grilo repassa cerca de 60% do valor de cada viagem ao condutor.

A disputa por uma vaga pode ser grande. Isso porque, em São Paulo, a operação está sendo feito com apenas 20 veículos nesta fase inicial.

Com informações: Forbes/Reuters.

Receba mais sobre Uber na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados