Início » Internet » Rumor do dia: YouTube terá streaming de música (e vídeo) por US$ 10 ao mês

Rumor do dia: YouTube terá streaming de música (e vídeo) por US$ 10 ao mês

Por
6 anos atrás

Não é de hoje que o Google tenta encontrar formas consistentes de obter receita com o YouTube. Uma delas, a alternativa mais adotada em relação aos anúncios publicitários, é a modalidade de assinatura paga, que poderá ser implementada ainda em 2013 no serviço. É o que informa esta matéria da Billboard.

Segundo o veículo, fontes próximas à empresa teriam revelado que a ideia consiste em criar um serviço de streaming de áudio, tal como o Spotify ou o Rdio, mas com o diferencial – óbvio, no caso do YouTube – de oferecer também vídeos das músicas e de ter ligação direta com o Google Play All Access.

A assinatura deste serviço custaria algo em torno de US$ 10 por mês e, além de acesso ilimitado ao acervo musical, permitiria ao usuário armazenar áudio e vídeo em seu dispositivo para acesso offline, por exemplo. Uma opção gratuita também estaria nos planos do Google, mas com recursos mais limitados e exibição dos já tradicionais anúncios publicitários.

youtube_logo_wall

O foco desta modalidade de streaming seriam os dispositivos móveis, o que é bastante razoável, afinal, tablets, smartphones e afins já representam 40% dos acessos ao YouTube, de acordo com dados divulgados recentemente pelo Google.

É verdade que o mercado já conta com uma variedade expressiva de serviços do tipo, mas o YouTube tem a vantagem da sua imensa popularidade: quem é que nunca se viu acessando o serviço para ouvir suas músicas preferidas ou para conhecer novas bandas? Com áudio de mais qualidade e recursos adicionais, como a já mencionada opção de execução offline, muitos adeptos desta prática poderiam se sentir convencidos a pagar pelo serviço.

É verdade também que o Google tem um extenso histórico de conflitos com gravadoras e detentores de direitos sobre propriedade intelectual, por isso, já teria fechado acordos de licenciamento com as principais companhias do ramo, como Warner Music e Universal Music, segundo a Billboard.

Como ainda não há nada confirmado, fica a dúvida: vem mesmo um serviço pago de streaming do YouTube por aí? O Google foi procurado para comentar o assunto. Um representante disse que a companhia está sempre trabalhando para oferecer maneiras melhores para as pessoas aproveitarem o conteúdo do serviço, mas que não há nenhum anúncio para o momento. Bom, esta resposta não é um “não”, né?

Mais sobre: , ,