Início » Jogos » MLG chega ao Brasil e o cenário dos eSports tupiniquim deve ir de vento em popa

MLG chega ao Brasil e o cenário dos eSports tupiniquim deve ir de vento em popa

Por
5 anos e meio atrás

Se você curte jogos, especialmente os títulos competitivos, já deve ter ouvido falar na MLG. A Major League Gaming teve início em Nova York, em meados de 2002, e foi lançada com a intenção de oficializar a prática dos eSports e realizar torneios desses jogos na América do Norte. 12 anos depois de sua fundação, a liga hoje é tão reconhecida que transmite suas competições em canais de televisão americanos.

Mas o que isso interessa para você? Bem, após esses doze anos de fundação, a MLG resolveu se expandir, e, com isso, fará do Brasil seu primeiro braço na América Latina. Atualmente, a marca é conhecida por seus torneios de Halo: Reach, StarCraft 2, Call of Duty: Black OpsLeague of Legends, e seu line-up costuma ser alterado a cada temporada.

mlg-brasil

Aparentemente, o crescente cenário dos eSports no Brasil, tendo em vista os campeonatos gigantescos de League of Legends promovidos pela Riot em solo nacional, vem colaborando bastante para a consolidação do país nos torneios de jogos eletrônicos. Outros times brasileiros de jogos como FIFA e Call of Duty também vêm demonstrando maior profissionalismo, ainda que com menos reconhecimento. Agora, além de Copa do Mundo e Olimpíadas, ganhamos também uma sede da MLG, e aposto que isso deixa boa parte dos brasileiros mais satisfeita do que os esportes tradicionais.

O campeonato chegará por estas bandas por intermédio de uma parceria com o Grupo Águia, descrito no anúncio do site como a maior e mais estabilizada companhia em entretenimento e hospitalidade esportiva do Brasil, que ficará encarregada de se valer da presença global da MLG para construir um cenário competitivo por aqui. O Grupo Águia trabalha há decadas, ainda de acordo com o comunicado, com iniciativas turísticas em esportes globais, como na Copa do Mundo.

mlg

Mike Sepso, co-fundador e presidente da MLG, disse que a aposta no Brasil neste momento será seu maior foco: “Depois que as Olimpíadas de Inverno de Sochi terminarem, nós teremos a Copa do Mundo e as Olimpíadas ocorrendo no Brasil de uma só vez. Então é um timing muito bom para começarmos a franquia da MLG no Brasil, porque muita da atenção do mundo estará nos esportes lá”.

Mas se engana quem pensa que a implantação da liga só começará depois da Copa do Mundo: a MLG Brasil vai começar a funcionar já em 23 de fevereiro, no próximo sábado, durante o processo de qualificação do torneio de Call of Duty, que já vem acontecendo. O vencedor desta etapa ganha uma vaga na final mundial, que ocorre em março, em Los Angeles.

Sepso também explicou a escolha do Grupo Águia: “Sua posição como líder entre as companhias de entretenimento esportivo na América Latina, e sua longa experiência trabalhando com a Copa do Mundo, fez com que o grupo fosse a parceria perfeita para a inauguração de nossa franquia. (…) Esta é a primeira de muitas franquias internacionais que nós planejamos lançar nos próximos anos, e estamos animados em fornecer aos jogadores sul-americanos a plataforma mais aprimorada para competir em uma escala global.”

É a primeira vez que torneios tão importantes vêm ao Brasil para ficar. Contenham as lágrimas, galera.

Mais sobre: ,