Início » Computador » Um computador passou pela primeira vez no teste de Turing

Um computador passou pela primeira vez no teste de Turing

Avatar Por
5 anos atrás

O teste de Turing foi criado nos anos 50 por Alan Turing,um dos pais da ciência da computação e da inteligência artificial. Seu objetivo é descobrir se uma inteligência artificial é inteligente a ponto de enganar um humano, fazendo-o acreditar que se trata de uma pessoa respondendo às suas perguntas, todas feitas e respondidas com texto. Se 30% dos humanos consultados acreditarem que se trata de outro humano, a máquina passa no teste de Turing.

Neste sábado (que também marcou os 60 anos da morte de Turing), pela primeira vez, um computador passou no teste de Turing ao conseguir enganar uma banca na Universidade de Reading em Londres. A máquina, criada por uma equipe russa, "atende" pelo nome de Eugene Goostman e se passa por um garoto de 13 anos que mora na Ucrânia.

Segundo um de seus criadores, Vladimir Veselov, a ideia com a qual trabalharam era de se tratar de um garoto que diz que sabe tudo, mas, por ter apenas 13 anos, não o faz - o que, de quebra, lhe dá uma personalidade bastante verdadeira.

eugene turing

Você também pode falar com Eugene e ver se ele te convence que é humano; é só clicar na imagem para ir ao site

Há uma certa polêmica se Eugene foi mesmo o primeiro computador a passar no teste. Um professor da universidade, Kevin Warwick, defende a colocação de Eugene, dizendo que, apesar de outros testes terem sido chamados de testes de Turing, esse "teve mais comparações simultâneas do que todas as vezes anteriores, foi independentemente verificado e as conversas não foram restritas".

Antes que você lote nossos comentários falando de Skynet e dominação das máquinas, vamos fazer a ressalva: a inteligência artificial de Eugene, apesar de ser convincente, não é tão esperta a ponto de conquistar o mundo. Tanto que o teste não se baseia em respostas corretas, mas sim no quão humanas elas são. Há uma série de fatores que podem ter ajudado, como a idade da personalidade criada para Eugene, como falamos anteriormente.

Ainda assim, é um marco histórico para a computação e para a inteligência artificial.

Com informações: The Independent, The Verge