Início » Gadgets » Rumor: GoPro terá linha própria de drones em 2015

Rumor: GoPro terá linha própria de drones em 2015

Por
4 anos atrás

O que podemos esperar da GoPro em 2015? Novas câmeras de ação e drones. Sim, drones! Segundo fontes próximas à empresa entrevistadas pelo The Wall Street Journal, estas aeronaves não tripuladas já estão em fase de projeto e deverão custar entre US$ 500 e US$ 1 mil.

Este não é nenhum plano mirabolante de diversificação de negócios. A GoPro pretende lançar drones específicos para uso com as suas câmeras. É como se fosse uma nova categoria de acessórios, ideia que faz bastante sentido, aliás: drones são bastante utilizados em filmagens e é comum que as câmeras empregadas neles sejam justamente os modelos da empresa.

É compreensível. As câmeras GoPro são leves, compactas e próprias para gravações em movimento, uma combinação de características perfeita para filmagens a partir de drones.

Há várias empresas que oferecem aeronaves próprias para este fim. Entre as mais conhecidas estão DJI, Parrot e 3DRobotics.

Drone IRIS+ para câmeras GoPro da 3DRobotis

Drone IRIS+ para câmeras GoPro da 3DRobotics

Os drones destas e de outras fabricantes costumam apresentar bom conjunto de recursos e preços aceitáveis, mas têm alcance de mercado limitado.

É aí que a GoPro pode levar vantagem: por causa de suas câmeras, a companhia possui uma rede de distribuição mais ampla (a propósito, a produção de câmeras no Brasil foi anunciada nesta semana) e, portanto, terá mais facilidade para fazer seus drones chegarem ao consumidor.

Há ainda o fator influência: entre praticantes de esportes radicais, viajantes e afins, o nome GoPro costuma ser bem visto e isso pode facilitar a aceitação do produto frente às opções que já têm espaço no mercado.

A GoPro não comenta o assunto, mas o The Wall Street Journal informa que os primeiros drones da empresa deverão aparecer no segundo semestre de 2015.

Dá para apostar que a companhia irá mesmo explorar o segmento, afinal, há potencial aí: só a Parrot teve receita de quase US$ 25 milhões no último trimestre com a venda destas aeronaves.

Mais sobre: , ,