Início » Empreendedorismo » Financie isso: Moonspike, o foguete que levará seus arquivos para a Lua

Financie isso: Moonspike, o foguete que levará seus arquivos para a Lua

Moonspike também é o primeiro foguete a ser financiado por uma campanha de crowdfunding

Jean Prado Por

Você provavelmente já viu dezenas de campanhas malucas no Kickstarter, vide a última que divulgamos: é um drone com realidade aumentada! Esta, no entanto, se destaca por ser a primeira campanha de crowdfunding que pretende levar um foguete para o espaço. De quebra, eles ainda dão 1 MB de armazenamento para quem financiar a campanha. Quão legal é ter qualquer coisa que cabe em um megabyte no espaço?

moonspike-1

Depois de assistir a um vídeo de um balão voando pela estratosfera — camada da atmosfera de até 50 km de altitude —, Chris Larmour, cofundador da Moonspike, perguntou-se quão difícil seria levar algo para a Lua. Agora ele quer descobrir na prática.

Essa proposta de levar qualquer tipo de conteúdo digital (dentro das limitações legais e do bom senso, claro) para a Lua com a ajuda do Kickstarter não é nova, mas a Moonspike é a primeira empresa a fazer isso com um foguete e com informações transparentes de toda a missão.

Todos sabemos que não é fácil enviar qualquer coisa para a Lua. Não é à toa que toda a equipe envolvida no projeto já tem prática com essa área: além deles terem entrado em contato com engenheiros da NASA, Kristian von Bengston, também cofundador da Moonspike, já foi dono da Copenhagen Suborbitals, uma empresa de engenheiros amadores de foguetes que lançou vários foguetes bem-sucedidos com um orçamento bem limitado nos últimos sete anos.

Foguetes e capsulas da Copenhagen Suborbitals, companhia do co-fundador da Moonspike.

Foguetes e capsulas da Copenhagen Suborbitals, companhia do co-fundador da Moonspike.

Então, com uma bagagem já reconhecida, eles passaram os últimos nove meses calculando os parâmetros do foguete que, além de chegar até a Lua, deve carregar as memórias digitais de todos os apoiadores em segurança. Fotos de parentes, uma cartinha legal para os aliens, registros do seu gato. São muitas possibilidades (que devem caber em apenas 1 MB, vale frisar).

Para chegar até a Lua, eles vão construir um foguete de duas etapas com uma massa de 147 kg. Assim, eles enviam o foguete em órbita terrestre baixa (LEO, na sigla em inglês) e, quando o foguete atingir a velocidade desejada, ele se separa e é propulsionado para a Lua carregando os dados digitais com segurança, em um armazenamento em flash protegido de raios cósmicos.

Após quatro dias do lançamento, se tudo der certo, o penetrador lunar de titânio deve sobreviver ao contato com a superfície da Lua e aterrissar o foguete com sucesso. Para essa jornada, a Moonspike escolheu construir um foguete por ele ser rápido e preciso, segundo eles. Outros projetos como o Lunar Mission One usam um módulo não tripulado.

Anatomia do foguete a ser lançado pela Moonspike.

Anatomia do foguete a ser lançado pela Moonspike.

Caso você tenha alguma dúvida sobre como toda essa missão é possível, há um estudo de viabilidade na página da campanha no Kickstarter que explica o design do foguete e detalha como o projeto foi feito.

Tá, vamos supor que o projeto consiga o financiamento de que precisa. O que eles vão fazer depois? Tudo o que acontecer com os testes do foguete, seja algo de bom ou ruim, os financiadores ficarão sabendo. Algumas recompensas dão direito a vlogs, chats e até a cenas extras, interação adicional e transmissões ao vivo.

Ainda falta muito para o projeto ser financiado, no entanto: a campanha no Kickstarter até agora conseguiu 8% dos 600 mil euros que precisa arrecadar, e precisa alcançar 550 mil euros nos próximos 27 dias. Se você quiser reservar um megabyte na Lua, precisa desembolsar no mínimo 19 euros — caso contrário, ainda é possível ajudar o projeto por 3 euros.

Por que é legal? Porque envolve ciência e espaço! Quem nunca quis ajudar alguma missão lunar a ser bem sucedida? Com uma equipe que já tem experiência e uma comunicação transparente do andamento do projeto, o Moonspike pretende deixar todo mundo ciente do que está acontecendo.

Por que é inovador? Porque ele é o primeiro projeto de crowdfunding no Kickstarter que pretende levar um foguete para a Lua. Embora já exista outros projetos, como o Project One, de levar um módulo para a Lua, o Moonspike é criado por especialistas do ramo que ainda te dão o direito de enviar qualquer tipo de conteúdo digital para a Lua!

Por que é vanguarda? Porque o Moonspike será o primeiro foguete a ser construído do zero — e todos os apoiadores vão ficar por dentro de todo o processo. Semelhante ao Insight, da Nasa, que permitia ao usuário enviar o próprio nome para Marte, o Moonspike também te dá 1 MB para colocar o que você quiser (com muita compressão) e deixar na Lua.

Vale o investimento? Depende. Se você gostar muito de ciência e ficar animado com a ideia de enviar qualquer tipo de conteúdo digital para a Lua por cerca de R$ 80, vale. De quebra, você ainda ajuda a primeira campanha de crowdfunding que quer construir um foguete a ter sucesso. Caso contrário, há duas opções: ou você paga cerca de R$ 13 para ajudar o projeto, ou, se achar uma boa ideia, torce para conseguirem o financiamento.

E aí, acha que vale a pena?

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Keaton
ah... qual a utilidade disso? Mais lixo espacial? Ah, ok.
Willian Tetsuo Shiratori
Que tipo de nude cabe em 1 MB?
David Rabelo
Funcionando normal aqui!
Trovalds
TB Notifier do Google Chrome tá bugado, produção? Não apareceu nada aqui, achei que o portal tava parado.
tuneman
mandar nudes pra lua