Início » Web » Google Chrome usa menos bateria limitando abas em segundo plano

Google Chrome usa menos bateria limitando abas em segundo plano

Por
22 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Nos últimos meses, o Google vem se esforçando em reduzir o consumo de bateria do Chrome, após levar um puxão de orelha da Microsoft. A versão mais recente do navegador ganhou um novo recurso nesse sentido.

O Chrome já limita abas em segundo plano a usar o processador apenas uma vez por segundo. Na versão 57 (estável), essa restrição se tornará mais forte caso a aba esteja consumindo muita energia.

Imagem por geralt/pixabay

Como explica o SlashGear, muitos sites – particularmente redes sociais e portais de notícias – usam temporizadores de JavaScript para atualizar o conteúdo da página. Alguns abusam disso, consumindo mais ciclos de CPU do que o necessário, o que desperdiça bateria.

Por isso, se uma aba em segundo plano estiver usando muito o processador por causa do JavaScript, o Chrome vai limitá-la a apenas 1% do CPU. Isso pode impedir que a página seja atualizada sozinha, mas ela ganha prioridade novamente quando estiver em primeiro plano – basta o usuário clicar na aba.

Segundo o Google, isso reduziu em 25% a atividade das abas em segundo plano, diminuindo o consumo de energia – e o gasto de bateria em laptops. Abas em plano de fundo que estiverem reproduzindo áudio ou usando conexões em tempo real através de WebSockets ou WebRTC não são afetadas.

A longo prazo, o Google quer que todas as abas em segundo plano sejam totalmente suspensas, usando novas APIs caso precisem realizar alguma atividade.

No ano passado, o Chrome 53 trouxe maior eficiência no uso de CPU e GPU para reprodução de vídeo, além de “grandes” melhorias gerais em desempenho e consumo de energia. Isso veio em resposta a um teste da Microsoft que mostrava como o navegador do Google consumia mais bateria que toda a concorrência – Firefox, Opera e Edge.

E parece que a provocação surtiu efeito: no primeiro teste, o Chrome durou 4h19min rodando um vídeo da Netflix; em um segundo teste, após os ajustes para consumir menos energia, o navegador aumentou sua autonomia para 6h03min.

Mais sobre: ,
  • raphaela1

    Porém essa função de ter que carrgar cada aba que eu abro é irritante, prefiro gastar mais bateria

    • jplr98

      Geralmente só acontece se tua RAM tá bem cheia.

    • A aba carrega em plano de fundo (gastando RAM), só não fica executando (gastando CPU).

  • Henrique Seraph

    Continuo com o UC Browser mesmo

    • Mas esse não é pra celular? A matéria fala da versão pra desktop. Não sei se funciona da mesma forma no Android…

      • Henrique Seraph

        Pra ambos, celular e dekstop. O UC pra dekstop é fantástico

        • FABIO NEVES

          A engine do UC Brownser é a do Chrome, portanto, você está rodando o Chrome apenas com uma roupagem diferente.
          Existem o chamado grupo dos 4 navegadores: Chrome, Firefox, Safari e IE.
          O resto é cópia destes com algumas remodelagens, capagens, dentre outras algumas otimizações e etc.

          • Henrique Seraph

            bom, continua sendo bem mais leve.

          • FABIO NEVES

            Leia onde eu escrevi: Capagens (Capado em relação ao Chrome original)
            Lógico que será mais leve.

          • Henrique Seraph

            Então… a crítica foi qual ai? :v

          • Marco Antonio

            Eu gosto bastante do vivaldi, baseado em chromium mas gosto dele, não é leve mas dá pra colocar todas as guias p hibernar ou só as que você escolher

        • Eu evito todos esses browsers com a engine do Google Chrome, pois pra mim são tudo farinha do mesmo saco.

          Um browser bom pro mobile é o Ghostery, pois além de contar com adblock nativo ele ainda dá conta da sua “privacidade” desativando muitos trackers.

  • Alberto Prado

    Já deu um bom salto daquelas 4 hrs e19 min. Mais uma horinha e praticamente empada com o Edge sendo que esse não tem todas as funções do Chrome.

  • Adriano

    Haaa, justamente agora que comprei uma usina nuclear só pra poder usar o Chrome. Rs.

  • Desculpa Felipe, mas não acredito mais nisso.

    Desde a versão 40.(insira algum número aqui) que o Google Chrome vem fazendo de tudo pra reduzir a quantidade de uso de ram e energia. Toda notícia é a mesma coisa… Reduzindo em (insira aqui uma porcentagem aleatória) o consumo de ram ou energia.

    Pelo tanto que ele já “economizou” eu já poderia estar vendendo energia para a concessionária e quanto a ram… A mesma já devia ter procriado dentro da CPU de tanto que ela “se economiza”.

    Por essas e outras que não abandono o FF.

    • Jefferson Rodrigues

      Também não acredito mais nisso. Toda versão é sempre essa ladainha.

    • jplr98

      Em que afirmação tu não acredita, especificamente?

    • Guilherme

      Só dá para entender quem usa Firefox se tiver um Microondas com 2GB de RAM. De resto, é estar perdendo toda a performance que o Chrome proporciona

      • Vitor Hugo
        • Guilherme

          ?

          A minha afirmação ainda permanece a mesma. O Chrome é superior ao Firefox em praticamente todos os aspectos. Qualquer benchmark que você achar por aí o Chrome vai bater o Firefox.

          • Vitor Hugo

            Não importa (exatamente por eu não usar um micro ondas com 2GB de RAM que não importa). Em qualquer máquina mais nova, os dois terão performance muito próxima. Aliás, eu ainda prefiro manter minha liberdade e privacidade na web do que ganhar milésimos de segundo de vantagem em poucas coisas.

            Ah e, claro, você não precisa entender a escolha de navegador de ninguém (?) 😛

          • Guilherme

            >Não importa
            Pra você.

            >Em qualquer máquina mais nova, os dois terão performance muito próxima
            Errado. Fiz questão de fazer vários benchmarks dos dois navegadores e o Chrome ficou à fente do Firefox por quase o dobro em todos eles. Resultados abaixo.

            Chrome 57 x64: https://imgur.com/a/F99tC
            Firefox 52 x64: https://imgur.com/a/ZdIJ9

            >Aliás, eu ainda prefiro manter minha liberdade e privacidade na web
            Não entendi o que você quis insinuar com isso. Mas acho no mínimo curioso ouvir isso de um usuário de Windows. Hahaha

            >você não precisa entender a escolha de navegador de ninguém
            Com certeza não, ainda mais quando essa escolha não faz sentido algum.

      • Eu prefiro usar o Firefox, pois não quero dividir tudo o que meu laptop me proporciona com um mero navegador qualquer.

    • Emanuel

      Recomendo testar a ultima versão do Opera. O único que me fez sair do Firefox. O único problema é que a aba que eu fixo no Opera precisa ser fixada novamente depois de fechar o programa. No Firefox ficam todas lá.

      • Opera é o novo Baidu!
        Eles tem usado táticas ardilosas de instalação a la Baidu.

        • Emanuel

          Não estou sabendo disso ‘-‘ Bizarro

  • Já as melhoras reais (fora dos laboratórios Google) foram de incríveis nada! Chrome já tinha como ativar esse recurso via uma flag há um bom tempo, e não melhorava nada, pelo contraio. Só se da noite pro dia arrumaram um flag que tava lá esquecida a séculos.

  • Safari na veia.

  • Elisson Del Cielo

    E no Macbook? Qual o melhor (melhor pra mim é poupar energia) alguém ajuda..