Início » Inteligência Artificial » Adobe cria algoritmo que modifica uma foto com o estilo de outra imagem

Adobe cria algoritmo que modifica uma foto com o estilo de outra imagem

Por
30/03/2017 às 12h15
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

O Photoshop tem alguns truques de edição que até hoje me impressionam: é o caso do Content-Aware Fill (preenchimento sensível ao conteúdo), que remove elementos da foto e preenche o espaço vazio. A Adobe está preparando outro recurso que transfere o estilo de uma imagem para outra.

Pesquisadores da Adobe e da Universidade Cornell (EUA) criaram um algoritmo que analisa uma foto e aplica as mesmas cores e iluminação em outra imagem. Por exemplo, ele começa com esta cidade durante o dia…

… analisa outra cidade à noite…

… e aplica esse estilo à primeira foto:

O algoritmo “Deep Photo Style Transfer” é impressionante porque faz ajustes detalhistas na imagem: repare que, no exemplo acima, ele adicionou luzes às janelas dos prédios.

Basicamente, uma rede neural analisa as cores e a iluminação na foto de referência e então as transfere para a segunda imagem. Isso inclui coisas como hora do dia, estação do ano e condições meteorológicas; ou seja, ele pode fazer um dia de inverno se transformar em verão, ou tornar ensolarado um dia chuvoso.

Detalhes como linhas e perspectivas permanecem inalterados; a estrutura da foto não é modificada. Para tanto, o programa tem que compensar de forma inteligente as diferenças entre as duas imagens. Por exemplo, se o céu estiver menos visível na foto que receberá as mudanças, o algoritmo detecta essa diferença e evita que as cores do céu se espalhem pelos prédios.

É fácil notar o paralelo entre o algoritmo da Adobe e apps como o Prisma, que aplica filtros artísticos com base no trabalho de pintores conhecidos. (Google e Facebook também criaram tecnologias semelhantes.) Mas em vez de uma pintura, este programa usa outras fotos como referência.

O algoritmo teve bons resultados nas transferências de estilo mais de 80% das vezes, e a equipe continuará a aperfeiçoá-lo. Então, talvez, ele possa se tornar um recurso nativo do Photoshop. Enquanto isso, você pode conferir o código-fonte do projeto neste repositório do GitHub.

Com informações: PetaPixel, The Next Web.

Mais sobre:
  • Henrique Queirós

    Praticamente faz o trabalho todo sozinho, fantástico.

  • Caio Martins Ramos

    Fantástico!

  • vnsvini

    Parece que todos os testes foram feitos de uma imagem clara > para uma image escura. Queria muito ver o inverso.

  • CtbaBr

    Enfim, com esse algoritmo eu conseguirei deixar Curitiba ensolada.
    Mas quem acreditara nisso?

    • Ricardo – Vaz Lobo

      Em fev/1993 estive em ctba e vi um dia ensolarado.

      • CtbaBr

        Considere-se um privilegiado!

        • Ricardo – Vaz Lobo

          rararararara!

  • Adriano

    Adobe sendo Adobe.
    Fantástico.

  • Alberto Prado

    Olha, eu acho que impressionante.
    Mas ao mesmo tempo eu penso que de alguma forma tá ficando cada vez mais fácil forjar fotos com perfeição. Claro que que se isso causar algum problema que precisa ser resolvido na justiça pode-se descobrir com perícia (por enquanto). Mas pra coisas menores… Imagina uma pessoa querendo difama a outra. Até prova que focinho de porco não é tomada. O cidadão já pode ter sido linchado.

  • Incrível.

  • It’s Linux, Babe.

  • Genarte Fernandes

    O SpeedGrade tem uma função parecida, só que com videos.

  • Renato CRON

    Você podem escrever sobre os estudos sobre temporal coherence e optical flow que usam são capazes de fazer essa mesma coisa que Adobe só que em vídeos

    https://www.youtube.com/watch?v=Uxax5EKg0zA

  • Diogo Nóbrega

    Tá bom, Adobe, chega de brincar com bruxaria.

  • a página tá dando infinitos reloads ai também?