Uma infeliz tendência para 2017 é a história “hackers cobram resgate em bitcoin“. Isso está acontecendo de novo: segundo o CEO da Disney, Bob Iger, hackers afirmam ter acesso a um filme do estúdio e ameaçaram liberá-lo antes do lançamento nos cinemas.

Fontes dizem ao Hollywood Reporter que os hackers exigiram uma quantia enorme em bitcoin. Eles ameaçaram lançar os cinco minutos iniciais do filme, e depois pedaços de 20 minutos, até que suas demandas sejam atendidas.

Qual o filme? Iger não revelou, mas segundo o Deadline, trata-se de Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar, que será lançado no Brasil em 25 de maio. Trata-se da continuação de um filme (Navegando em Águas Misteriosas) que não foi bem aceito pela crítica, mas que arrecadou mais de US$ 1 bilhão.

A Disney está trabalhando com o FBI, e não planeja pagar. Ela provavelmente adota boas medidas de segurança, mas fica sob risco de vazamentos porque depende de fornecedores e empresas de produção que não se protegem tão bem.

Isso é semelhante a um caso recente. Este mês, um grupo hacker invadiu um parceiro da Netflix e vazou 10 episódios da quinta temporada de Orange is the New Black. Eles entraram em negociação com a empresa, que se recusou a pagar 50 bitcoins (cerca de US$ 68 mil).

Com informações: The Hollywood Reporter, Deadline, Engadget.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

leoleonardo85
Hackers inúteis, nunca vazam filmes que eu quero ver.
Renato Oliveira
Poderiam esperar o final do ano pra vazar o novo Star Wars. Brincadeiras a parte, esses caras estão passando do limite.
Juan Lourenço
Seria bom implantar uma política de se negar a pagar, mesmo tendo prejuízos durante as primeiras tentativas, pra desincentivar a prática, com se faz na "política de não negociar com terroristas"
ばか

Ainda não sei se acho tudo isso bom ou ruim.

Wololo ?
Ainda não sei se acho tudo isso bom ou ruim.
Nicolas Gleiser
¬¬" nem vale o download na minha linda conexão de 4mb
Darkside of Universe
Se essa moda pega... Nem iremos precisar ir mais ao cinema...