Disney+ lança plano com anúncios nos EUA e encarece assinatura sem propagandas

Modalidade de assinatura será expandida internacionalmente no próximo ano, mas ainda não se sabe se o Brasil será um dos países contemplados

Paula Alves
Por
Aplicativo oficial do Disney+ (Imagem: Mika Baumeister/Unsplash)
Aplicativo oficial do Disney+ (Imagem: Mika Baumeister/Unsplash)

Anunciado em março deste ano, o plano com anúncios do Disney+ foi lançado oficialmente hoje (8) nos EUA. Custando US$ 7,99/mês, ele oferece o mesmo conteúdo do plano premium da plataforma, mas com propagandas de 15, 30 ou 45 segundos de duração, veiculadas em blocos ao longo da programação.

Apesar de ter sido noticiado em alguns lugares como um plano mais barato, na verdade, o pacote com propagandas do Disney+ tem o mesmo valor do antigo plano premium da plataforma, que agora teve um aumento de 38% e passou a custar US$ 10,99/mês.

Isso quer dizer que os antigos usuários do serviço terão que pagar mais caro para manterem seus filmes e séries sem anúncios, ou pagar o que já desembolsavam, mas precisando lidar com propagandas no meio dos títulos.

A novidade faz parte das mudanças advindas da fase 2 do Disney+, em que fidelizar assinantes não é mais a única prioridade da plataforma e a meta agora é trazer novas formas de rentabilidade ao streaming.

Disney+ lança plano com anúncios nos EUA e encarece assinatura sem propagandas
 / Disney+ / Divulgação
Novos preços de assinatura do Disney+ (Imagem: Divulgação / Disney+)

Apesar da modalidade com propagandas visar novos clientes, segundo o Deadline, uma pesquisa do Kantar projeta que um quarto dos atuais assinantes dos EUA estão dispostos a trocar para o novo pacote, mantendo o valor que já pagavam anteriormente.

Plano será lançado globalmente no ano que vem

Embora a novidade ainda seja exclusiva dos EUA, a Disney já anunciou que a mudança será lançada globalmente no próximo ano. Valores, datas e mercados específicos, no entanto, ainda não foram revelados.

Vale lembrar que o Brasil e outros países da América Latina possuem o conteúdo familiar e adulto da Disney distribuído em duas plataformas diferentes – o Disney+ e o Star+, respectivamente. O que nos leva a questionar, caso essa mudança também chegue por aqui, se ela seria estendida aos dois serviços da empresa.

Nos EUA, a mudança de valor da plataforma impactou também nos combos em que o Disney+ está inserido. Tanto o bundle premium e básico com Hulu e ESPN+, quanto o bundle apenas do Disney+ e Hulu tiveram seus preços modificados.

Disney+ lança plano com anúncios nos EUA e encarece assinatura sem propagandas / Disney / Divulgação
Plano com anúncios do Disney+ (Imagem: Divulgação / Disney)

Plano com anúncios: Disney+ versus Netflix

Assinaturas com anúncios parecem ser uma modalidade no radar das plataformas de streaming. No mês passado, a Netflix também lançou sua versão desse pacote, disponível em todos os mercados em que a empresa atua.

No Brasil, o plano com anúncios desembarcou custando R$ 18,90/mês e aqui no Tecnoblog fizemos uma análise completa sobre sua interface e funcionalidade.

Dentre as principais diferenças da versão com anúncios da Netflix e do Disney+ está a qualidade de vídeo e quantidade de telas simultâneas de transmissão.

Enquanto o “básico com anúncios” roda em 720p e oferece apenas uma tela, a assinatura da Disney transmite títulos em 4K Ultra HD, Dolby Vision, Full HD, HDR10 e proporção expandida com IMAX Enhanced; tudo em até quatro dispositivos simultâneos.

Além disso, o pacote da empresa do Mickey também oferece o catálogo completo do streaming, o que não acontece na Netflix devido a questões de licenciamento.

Com informações: Disney e TechCrunch

Relacionados