Início » Legislação Web » A neutralidade de rede morreu nos EUA (e está em risco no Brasil)

A neutralidade de rede morreu nos EUA (e está em risco no Brasil)

Princípio impede que sua operadora de internet limite ou bloqueie determinados sites em favor de outros

Por
14/12/2017 às 17h15
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

A neutralidade de rede impede que seu provedor restrinja a velocidade de um conteúdo na internet em favor de outro, ou dê tratamento especial para seus próprios serviços. No Brasil, ela é regulamentada pelo Marco Civil da Internet, mas as operadoras aguardavam uma decisão da FCC (Comissão Federal de Comunicações), entidade americana equivalente à Anatel, para pressionar uma mudança na lei.

Isso aconteceu na tarde desta quinta-feira (14). Por 3 votos a 2, a FCC aprovou mudanças para eliminar as regras que garantiam a neutralidade de rede. Na prática, isso significa que as operadoras americanas estão livres para bloquear ou limitar determinados sites para priorizar seus próprios serviços de música, vídeos e outros conteúdos, desde que informem isso aos clientes, segundo o Engadget.

Com o fim da neutralidade de rede, as operadoras de internet dos Estados Unidos não poderão sofrer sanções pela forma como gerenciam os recursos de suas redes, o que pode trazer consequências sérias para a concorrência. O presidente da FCC, Ajit Pai, reconhece que as operadoras poderão bloquear certos sites dependendo do plano de internet contratado.

EFF em protesto contra o fim da neutralidade de rede

Nos Estados Unidos, empresas como Facebook, Google, Twitter, Netflix, Mozilla, Dropbox e Spotify se juntaram para lutar a favor da neutralidade de rede. Ainda assim, os três republicanos (Ajit Pai, Michael O’Rielly e Brendan Carr) venceram os dois democratas (Mignon Clyburn e Jessica Rosenworcel), eliminando o princípio no país, como informa o Recode. Agora, a luta contra a decisão da FCC deve ir aos tribunais.

Por aqui, a neutralidade de rede é garantida pelo art. 9º da lei 12.965/2014, também conhecida como Marco Civil da Internet, que diz: “O responsável pela transmissão, comutação ou roteamento tem o dever de tratar de forma isonômica quaisquer pacotes de dados, sem distinção por conteúdo, origem e destino, serviço, terminal ou aplicação”.

As operadoras brasileiras terão dois argumentos para derrubar a neutralidade de rede no país. Além da decisão da FCC, que é favorável aos interesses das empresas, elas defendem que precisam priorizar determinados conteúdos na era da internet das coisas, já que a tecnologia seria utilizada para aplicações críticas, como monitoramento de trânsito ou realização de cirurgias.

  • Sammy

    Agora sim eu entendi, vi no tecmundo e não entendi merda nenhuma.

    Literalmente ( desculpe o palavrão ) FODEU DE VEZ.

  • Anderson

    Deu ruim nos EUA e em breve vai aqui :/

  • Marcelo Pietro

    Acho muito difícil o fim da neutralidade no Brasil do populismo.

  • Aqui nos Estados Unidos, mesmo com a pressão das gigantes tech (como o Higa mencionou), parece que os Republicanos vão mesmo dar sequência nesse absurdo.

    Sem querer que isso vire um comentário apenas político, principalmente numa internet tão polarizada como a de hoje, ainda é preciso citar que esse é o modus operandi do Governo Trump e dos Republicanos, há décadas: primeiro o que é importante para as grandes corporações, depois o que é mais importante para o povo. E eu digo isso vivendo no capitalismo norte americano, do qual faço parte, participo e apoio. Mas há de se ter um meio termo, não tá certo isso.

    E pra se justo, a Hillary Clinton, que era candidata dos Democratas, também namora esse comportamento. Talvez por isso, ela perdeu.

    Mas voltando à parte de tecnologia, essa briga tá longe do fim: existe algo chamado “Congressional Review Act”, que em termos leigos permite que o Congresso inverta a decisão de uma agência como o FCC. Essa é a próxima esperança dos ativistas que lutam contra o fim da Neutralidade da Rede.

    Como leitura complementar, recomendo esse post do Smithsonian, que conta como esse debate todo começou lá atrás, há mais de um século, sobre a liberdade sobre as ondas de rádio: https://www.smithsonianmag.com/innovation/debate-over-net-neutrality-has-its-roots-fight-over-radio-freedom-180952774/

    • Oswald

      Apenas faço um ajuste no teu belo comentário amigo: primeiro o que é importante para o ego dos próprios, depois o que é importante para as grandes corporações, depois o que é importante para amigos próximos e parentes e, por último, se sobrar tempo e um pouco de dinheiro, o que é mais importante para o povo. Tal qual acontece no governo Temer.

    • shinodaluk

      Essa é a visão da direita, dos republicanos, lucro depois pessoas.
      Vamos ver se quando mexerem na internet do gado da direita eles vão acordar para o quanto a ideologia do lucro NÃO TRAZ BENEFÍCIOS para ninguém além dos grandes empresários já cheio de benefícios.

      • Acho complicado rotular como direita, principalmente em se tratando dos EUA. Praticamente não existe esquerda nos EUA. Mesmo os democratas são praticamente centro direita em quase todas suas políticas econômicas e sociais.

        Salvo raras exceções, como o Sanders. Mas entendi o que você quis dizer.

        • Pode-se dividir como Direita Conservadora e Direita Liberal.

        • Ricardo – Vaz Lobo

          Essa “diferença” entre democratas e republicanos vai fazer muita gente sentir urticária.

      • Gaba

        Com certeza eles estao errados, mas eu gostaria de viver num meio termo, com um governo mais “central” no espectro politico, ou liberal. Tanto esquerda quanto direita sao ruins de qualquer maneira.

        • Centro Centro pra mim sempre soou a melhor das opções. O modelo de centro esquerda dos Estados Unidos, de alguns Democratas, é o que mais se assemelha a isso num cenário mais realista.

      • Alex Rodrigues

        Internet boa e livre que não visa lucros é a de Cuba né?!

        • shinodaluk

          Quem falou o que de Cuba? Tá com esquizofrenia?
          Eu falei da ideologia do lucro tanto difundida pela direita, se pra tudo você precisa de comparação com algum país, acho que política não é uma discussão pra você, visto que todo país monta sua própria estrutura para si, levando em conta o que é melhor pra o seu povo (exceto o Brasil e alguns países onde nada segue nenhuma lógica e seus representantes apenas trabalham para si mesmos e seus conluios com corporações).

          • Alex Rodrigues

            Falei de Cuba pelo fato de ter mencionado a direita que só pensa em lucros. Até aonde sei, Cuba é um país Comunista/Socialista, coisa que a direita capitalista tenta combater.

          • shinodaluk

            Aonde falei em comunismo/socialismo? A direita combate esses tipos de políticas?
            Já ouviu falar em social/democracia?
            Por que, ao invés de me criticar, um ad hominem bem básico, você não discute sobre o tópico? Você está tentando defender a ideologia do lucro? Você é ~daqueles~ que acha o mercado se regula sozinho e defende o livre mercado em 100% de tudo? Que acha que os estados unidos são assim?
            Essa história de “a esquerda tem que ir pra cuba” já é um comentário morto, digno de crianças de 5a série que dizem apoiar o bolsonaro. A esquerda, nos últimos anos, tem vindo com idéias sólidas para o Brasil baseados nas nossas experiências e nas internacionais com uma base em nossa cultura e nosso povo, enquanto a direita só tem falado “vamos fazer o contrário” e está ai, junto com temer, acabando com todos os nossos direitos. Esses comentários que fez são o espelho da capacidade e ideologia
            da direita.

        • A Internet de Cuba é um lixo, e custa o olho da cara. Não entendi porque você falou de Cuba. Não tem nada a ver.

    • C. Herrera

      O “Congressional Review Act” é uma possibilidade fraca, na minha opinião.

      O Trump tem o congresso na mão, não acredito que a decisão venha a ser revogada, apesar das manifestações contrárias e da solicitação ao presidente da FCC para que não votasse o fim da neutralidade.

      Triste ver como signatários daquela carta aberta ao presidente da FCC, pesos-pesados como Tim Berners-Lee, Vinton Cerf, Steve Wozniak e outros, foram solenemente ignorados em seus argumentos.

    • C. Herrera

      O “Congressional Review Act” é uma possibilidade fraca, na minha opinião.

      O Trump tem o congresso na mão, não acredito que a decisão venha a ser revogada, apesar das manifestações contrárias e da solicitação ao presidente da FCC para que não votasse o fim da neutralidade.

      Triste ver como signatários daquela carta aberta ao presidente da FCC, pesos-pesados como Tim Berners-Lee, Vinton Cerf, Steve Wozniak e outros, foram solenemente ignorados em seus argumentos.

    • C. Herrera

      O “Congressional Review Act” é uma possibilidade fraca, na minha opinião.

      O Trump tem o congresso na mão, não acredito que a decisão venha a ser revogada, apesar das manifestações contrárias e da solicitação ao presidente da FCC para que não votasse o fim da neutralidade.

      Triste ver como signatários daquela carta aberta ao presidente da FCC, pesos-pesados como Tim Berners-Lee, Vinton Cerf, Steve Wozniak e outros, foram solenemente ignorados em seus argumentos.

      • Magnosama

        Trump não tem o congresso na mão.
        Apesar da maioria republicana, que já foi maior,
        hoje é de apenas um congressistas,
        os republicanos estão longe de votar em tudo proposto por Trump…
        Basta um congressista republicano mudar de lado…

    • Geraldo Lopes
  • Peacemak3R

    Tomara que surja algum tipo alternativo que evita essa besteira, ou algum provedor que vai se diferenciar das demais, não cobrando esses pacotes.

  • Ricardo – Vaz Lobo

    O mais curioso pra mim não é nem o FCC tomar essa ou aquela decisão, mas sim uma posição de republicanos indo contra o liberalismo econômico, a neutralidade obriga as teles se estapearem em concorrência, que é uma das bandeiras do partido e votando por um tipo de restrição de mercado. Me corrijam, por favor.

    Lobbizinho hardcore esse, hein…

    Is this a Trump Age?

    • Deilan Nunes

      A neutralidade da rede é o estado intervendo no mercado, com essa decisão o gov trump da dando a liberdade das empresas de entregarem um produto da maneira em que ele acharem melhor e que melhor atenda a necessidade de seus clientes.

      • Rodrigo Brim

        Bem observado.

      • Paulo Pilotti Duarte

        Não, a neutralidade é o Estado garantindo o serviço mínimo (assim como ele garante a sua propriedade privada, por exemplo). A desregulamentação da neutralidade é o Estado jogando nas mãos das empresas a capacidade delas de se organizarem em cartéis (que já existem) para determinar o melhor loteamento de serviços sem que ocorra prejuízo ou a entrada de novos players no mercado.

        Sem falar que isso também é uma barreira a mais para aqueles aplicativos/empresas novas que não tem clientes o suficiente para fazer pressão por uma via rápida ou por um plano que lhes permita crescer.

        Dá pra se dizer que a internet livre morre quando não temos mecanismos de regulamentação de manutenção dessa liberdade.

        A sua analogia é tosca, é como dizer que sem um Estado seria mais livre se não tivesse um poder judiciário, afinal, assim as pessoas e empresas é que determinariam as penas e sanções aos seus pares.

        • tuneman

          só complementando….
          vai mais alem de “serviço mínimo”, pois é muito mais importante a liberdade na internet.
          sem regulamentação as operadoras e os partidos (por meio de lobby) podem censurar parte do conteudo da internet.

          • Paulo Pilotti Duarte

            Acho que essa é a ideia principal, inclusive.
            Censurar conteúdo contrário (uma mão lava a outra) e em segundo plano podar concorrentes.

            Dois coelhos mortos de uma vez.

        • Carlos Taylor

          Bem, vão pagar pra ver se os preços vão subir, vão censurar conteúdos, complicando tudo para o consumidor, pois vão ficar sem opções de provedores pois todos vão ser a mesma merda, ou caros demais, precisando o Estado intervir e mudar tudo isso.

        • Deilan Nunes

          Quero pagar um plano apenas com Netflix, nao quero usar mais nada. O que essa lei faz é proibir que uma empresa me venda apenas o acesso ao netflix por um preço menor

          • Paulo Pilotti Duarte

            Não, o que essa lei impede é que as empresas te façam pagar mais pelo Netfflix do que pelo streaming que elas por ventura oferecerem.

            O que essa lei impede é que a empresa determine de maneira arbitrária o que você deve pagar a mais para ter.

            A sua analogia é porca, rasa e intelectualmente desonesta, ela é como dizer que o Estado mantém o poder judiciário para te impedir de furar um sinal vermelho quando estiver levando uma pessoa pro hospital.

            Você não faz a menor ideia do que é neutralidade de rede, do impacto que ela pode gerar, da assimetria de acesso que isso vai incorrer e, principalmente, de como isso iria impactar uma das maiores revoluções educacionais: o EAD.

            E se você quer usar só o Netflix, pode comprar um dos planos da TIM que tem esse foco (rede móvel).

          • Deilan Nunes

            E mesmo com essa lei as operadoras continuam vendendo serviços separados.
            Agora a pergunta que resta é: por que antes dessa lei existir, nenhuma operadora cobrava mais por velocidades diferentes pra serviços diferentes?

            A internet fez uma revolução para o ensino, e essa lei podr estar muito bem atrapalhando a próxima.

          • Paulo Pilotti Duarte

            [Todas essas questões que você levanta já foram respondidas nos comentários desse post, mas, vou me dar ao trabalho de responder novamente]

            A lei está garantindo a continuidade da inovação dentro da internet. Novamente, você não entende absolutamente NADA da neutralidade da rede.

            Existiam diversos movimentos anteriores sobre a quebra de neutralidade da rede, desde 2001 já se fala no assunto, não é como se isso tivesse caído do céu.

            As operadores móveis vendem serviços separados porque as redes móveis tem uma característica diferente das fixas. Além disso, contratualmente a rede móvel tem um gargalo de franquia imposta e corte no acesso, porém, se navega sempre no máximo possível da rede em questão (depende da célula móvel). O acesso fixo já tem gargalo arbitrário de velocidade, gargalos previstos de franquia (que não fazem sentido) e agora querem colocar gargalos comerciais, nada disso é benéfico.

            E, finalizando (e provando que você realmente não entendeu a neutralidade, o plano das operadores e o que está em jogo) as operadores alegam que a quebra da neutralidade é necessária para priorizar serviços críticos (telecirurgia, por exemplo) em detrimento de serviços normais/domésticos. Não querem, teoricamente, vender pacotes de internet mais baratos (essa era a alegação das franquias, você misturou as duas coisas). O erro, dentro do Brasil, é que o Marco Civil já prevê tráfego prioritário de serviços/pacotes críticos.

            Você sequer sabe o que está defendendo.

      • Carlos Taylor

        Como é EUA isso pode ser ruim, mas também pode ser bom como você citou, agora tudo depende do quanto irão cobrar. Caso isso seja realmente para melhor atender a necessidade do cliente, o preço deve continuar o mesmo com tudo liberado (sites, velocidade etc.), se for para mudar seria em uma cobrança a menos por algo que o cliente não necessita, como banda na velocidade máxima para algum site ou serviço por exemplo (o cliente poder limitar o streaming seria uma boa, pois ninguém precisa de toda aquela velocidade para assistir online). Como é EUA, as coisas não vão ficar tão ruins, mas aqui: o fator Anatel explica tudo.

  • Joaomanoel

    Ué, segundo uns posts no Reddit ainda tem que passar pela corte nos EUA, então tá longe de terminar isso.

  • Tenente Figueiredo

    Mexe na minha aposentadoria, mas não mexe na minha internet.

    • Luis

      Eu nunca fiz um comentário sobre política na vida (acho que todos são farinha do mesmo saco sujo). Mas agora eu posso garantir pra você: que mesmo com muitos erros de português, eu demonstro toda minha indignação com esses pilantras que estão no poder.
      Todos os principais partidos, (PT, PMDB, PSDB e etc.) receberam “doações” de empresas envolvidas no processo da Lava-Jato e, ainda tem imbecil que não chegou à conclusão que o problema está nas bandeiras partidárias. Que inclusive serviu como justificativa pra intervenção militar no passado.
      Meus comentários recheados de erros de português, não ficam só neste tema.
      Infelizmente a Caixa Econômica, consegui mobiliza muito mais que meus comentários. Patrocinando clubes de futebol, pra manter o povão, mais preocupado com três pontos no brasileirão e etc. (O povão tá cagando, mas o WhatsApp é muito apelativo também)

      E só pra lembrar PMDB, sempre foi governo é coautor de tudo e, se nada mudar será governo novamente, independente de quem ganhar.
      O poder está no Senado e na Câmara dos Deputados.
      Obs.: Eu não votava, mas é preciso ao menos tentar mudar esse lixo que alguns imbecis chamam de democracia.

  • Daniel R. Pinheiro

    Primeiro que para que a iniciativa se torne definitiva, o congresso norte-americano precisa votar o assunto. Segundo que, é muita burrada se uma empresa, por exemplo a Comcast, uma das maiores operadoras dos EUA, dona do serviço Hulu, rival do Netflix, quiser bloquear este, em prol do seu próprio, é pedir pra perder cliente.

    Americano não é burro, se o serviço for ruim, ele parte pra outra. Se as operadoras começarem a controlar significativamente o conteúdo para benefícios próprios e ganhar vantagens, será um tiro no pé, uma vez que haverá migração de clientes para outra… E assim vai.

    • Leandro

      Aqui no Brasil, se tiver isso um dia, todas as operadoras se juntam para bloquear o YouTube se a Google não liberar uns Temers… Mesma coisa com Netflix. Ai não tem para onde correr, kkk…

      • Daniel R. Pinheiro

        Aqui no Hu3 a história é diferente, obvio…

      • MVP

        Isso ai é só parte do problema, imagina um empresa pequena/media que depende de internet, e a comunicação dos serviços que ela precisa fica lenta “do nada”, logo ela vai precisar de um pacote de serviço melhor e mais cara, adivinha quem vai acabar pagando por isso?

      • Marcelo Pietro

        Acho dificil isso acontecer no curto ou médio prazo.Temos um ano eleitoral pela frente e o novo governo vai querer agradar.Não digo que não vão tentar,mas é só os internautas se mobilizarem.Cito como exemplo o caso da internet fixa que queriam impor franquia.

        • Jefferson Rodrigues

          Apesar de o STF ser vendido, acredito que eles não iriam permitir tal atrocidade contra a nossa internet.

      • Renan

        Acho que não vão começar pelo YouTube e Netflix.

        Vão começar pelos torrents, porque daí eles conseguem associar “quem reclamar é porque defende download ilegal, o CIDADÃO DE BEM não será afetado”.

        • Paulo Pilotti Duarte

          Quem usa torrent vai fazer como se faz na Europa: seedbox.

          Uma solução com despesa e barreira, lógico, mas não é tão complexo.

        • Paulo Pilotti Duarte

          Quem usa torrent vai fazer como se faz na Europa: seedbox.

          Uma solução com despesa e barreira, lógico, mas não é tão complexo.

    • Jefferson Rodrigues

      Mas todas elas, à princípio, farão o mesmo. Então, não terá para onde correr.

    • Renan

      O problema é que nos EUA, principalmente no interior, muitas operadoras tem monopólio. Ou você usa o serviço delas ou… não usa internet.

      Como você faz para migrar quando não há alternativa?

    • Abraão Caldas

      Ele sofrem do mesmo problema que nós, muitos lugares só tem um provedor de internet.

      • Gesonel o Mestre dos Disfarces

        exato, 50 milhões de lares americanos só tem um provedor disponível, ou nem isso. Cadê a tal da concorrência?

    • Paulo Pilotti Duarte

      Não sei o quão difícil é de passar. Trump teoricamente tem base pra isso (até onde eu sei).

      Nos locais onde tem opção, sim (imaginando o cenário perfeito e ideal em que as concorrentes não façam exatamente a mesma coisa).

  • Leon

    Esse Ajit Pai é um vagabundo vendido, mesmo!

    • CtbaBr©

      Eu ia comentar exatamente isso,
      Esse cara sera o alvo de dardos de muitos Yankees!

      • Leon

        Toda desgraça pra esse sujeito é pouco.

  • Jefferson Rodrigues

    Eu acho que as operadoras não vão conseguir esse feito aqui, pois teremos órgão e ONGs que irão tentar impedir que isso aconteça. Tomo como exemplo um caso, ainda não definido, que é a implantação de franquia de dados na banda larga. Fizemos muito barulho contra isso. 2018 não será fácil nesse quesito.

    • Nicolas Gleiser

      a neutralidade da rede já não existe aqui amigo …
      Whats a vontade em varias operadoras, facebook tbm.
      O Dezzer no tim beta(e acho que em outros planos tbm) sem descontar da franquia
      Por mais que essa parte do tradeoff da neutralidade seja aparentemente boa, tem que tomar cuidado.

      • Paulo Pilotti Duarte

        Redes móveis tem características distintas da internet fixa. Mas concordo que a neutralidade aqui no Brasil tem seus pontos fracos, mas todos estão na internet móvel (por enquanto).

        • Nicolas Gleiser

          confesso que não li na integra o texto do marco civil, mas qual seria essa característica distinta ?

          • Paulo Pilotti Duarte

            Teoricamente elas tem limites de fato para o uso – por isso a característica é “distinta”. Não sou especialista em redes móveis então não tenho como saber se isso é verdade. No MC não tem nada que faça distinção entre as duas redes, tanto que gera bastante debate o fato de existir zero rating em redes móveis e ninguém fazer nada.

            E mesmo essa interpretação é consensual:

            “Para o presidente do NIC.br e membro de notório saber do CGI.br, Demi Getschko, a leitura é de que a regulamentação da neutralidade de rede proíbe privilégios técnicos aos pacotes de dados. Quer dizer que não podem ser adotadas medidas que acelerem certos dados. “Ou seja, não existe ‘fast lane’”, resume.

            Na leitura do ‘pai’ da internet brasileira, até aí não há relação direta com o fato de certas aplicações serem grátis ou pagas, ou pagas por um terceiro. O problema fica mais evidente no modelo de bloqueio ao fim da franquia, o que em si já é juridicamente discutível. Se adotado o bloqueio, mas algum aplicativo específico ainda pode ser acessado, configura-se a quebra da neutralidade de rede.

            “Se o serviço é ‘acesso a Internet’, certamente violou-se a neutralidade. Se o serviço passa a ser ‘acesso ao aplicativo X’, deixa de ser acesso a Internet e, nesse caso, não há o conceito de neutralidade. Mas esse ‘salto’ pode ser visto como bastante artificial”, avalia Getschko. ”

            REF: https://goo.gl/fjnBUw

            E ainda:

            ““Algumas operadoras de telefonia móvel têm oferecido acesso grátis à redes sociais para seus usuários (…) Neste caso, o mercado se antecipou à regulamentação da questão, e está, portanto, incompatível com o posicionamento legislativo estabelecido por meio do Marco Civil”, afirma o CTS, ressaltando que as operadoras desobedecem o artigo 9º da lei com a prática. O centro participa ativamente da elaboração do Marco Civil desde 2010, quando os debates públicos e da sociedade civil que resultaram em projeto de lei teve início.”

            REF: https://goo.gl/VAES1d

            No meu entendimento isso claramente viola o principio de neutralidade da rede nas redes móveis, mas, tem quem defenda isso alegando essas diferenças técnicas entre as duas redes.

          • Nicolas Gleiser

            Muito obrigado pelas informações …
            A galera que defende, deve ter em mente que parece uma vantagem pro consumidor(e na real até agora esta sendo, gasto quase 5gb mes só com o deezer), mas que pode ser usado como argumento em alguma outra decisão .

  • Jose X.

    é isso aí, palmas, tem que desregular tudo mesmo, que mania besta essa do estado querer se meter em tudo né

    /s

    • Cara, antes de ser regulamentado, era um monopólio. Você já leu a respeito da história da AT&T?

      Eu entendo querer menos interferência do Estado, mas esse é um dos poucos casos onde essa interferência é necessária!

      Haja visto as pernas abertas do sistema de saúde dos EUA que mata milhões de pessoas por ano que não conseguem arcar com os custos, ou as milhares de famílias individadas por causa de problemas se saúde, algo de extrema necessidade.

      Internet hoje é algo de suma importância na vida das pessoas. Não podemos lidar como qualquer outro tipo de negócio, ainda mais porque a concorrência é mínima. Leia sobre a Comcast nos EUA.

      Vamo se informar aí, galera.

      • Jose X.

        pelo jeito você não conhece o reddit 🙂

  • Adriano Angelo

    Aqui no Brasil tem gente que abriria mão da neutralidade da rede só para poder usar o Whatsapp “de graça”.

    • Infelizmente, sim.

    • Christian Hartung

      Esse é um ponto que nunca entendi.

      Tem neutralidade, mas tem um monte de app que não desconta da franquia. E não é só o zap não. Tem operadora que tem Facebook sem descontar da franquia, Instagram, Mercado Livre, Netshoes, etc. (podiam colocar Netflix e Spotify, mas aí é pedir demais).

      Mas essa diferenciação não vai contra o princípio de “neutralidade”? Lembro que um bom tempo atrás estavam discutindo isso, mas não lembro que fim deu (se é que deu algum fim).

      • Eu fui debater com esse argumento aqui e entendi então que na verdade é a positividade da rede, já que falaram que “neutralidade” só vale pras coisas negativas….. só rindo.

        • Christian Hartung

          Foi o que entendi também.

          No fim, lá fora pelo menos, a concorrência vai decidir o que vai acontecer.

          Enquanto algumas operadoras vão criar as tais barreiras, outras darão straming de músicas ou vídeo sem descontar da franquia. (o que seria um crime em uma rede verdadeiramente neutra)

      • MercadoLivre/Netshoes/etc não é “de graça”, pelo que pesquisei rapidamente é uma empresa que fecha contratos para que quem pague o tráfego seja o site e não o usuário.

        Em outras palavras: é uma espécie de telefone 0800, só que para dados, para que as pessoas possam se comunicar com a empresa sem gastar.

        E provavelmente é mais barato que um 0800 de verdade.

        • Rodrigo

          E é exatamente por isso que a neutralidade da rede combate, que uma empresa pague para seu acesso ser privilegiado (seja com melhor velocidade, franquia ou mesmo possibilidade de acesso). Quando você está em uma rede em que o Deezer não cobra assinatura e é liberado na franquia e o Spotify, além da assinatura, usa a franquia normal, qual você acha que o usuário prefere?

          Pra entrar no Netshoes não usa a franquia, mas na da Dafiti usa, em qual loja o usuário vai comprar?

        • Christian Hartung

          O que mantem meu ponto de que NÃO existe neutralidade, mesmo no Brasil onde, em tese, deveria existir por lei.

    • Amaranto_cristal

      Está iludido .A empresa só está “devolvendo” o que tirou de voce e ai voce acha que ela deu algo.

  • Gabriel B.R.

    Eu li em algum lugar que a neutralidade de rede só passou a existir em 2011. O mundo era esse apocalipse todo antes disso e eu me esqueci, ou essa informação está errada?

    • Paulo Pilotti Duarte

      Os movimentos anti-neutralidade por parte das operadores são bastante antigos, faltava uma penetração maior para isso ser confirmado. Quando as operadoras começaram a se organizar ao redor dessa pauta muitos países redigiram leis para impedir o controle da internet.

      Seu raciocínio se torna incompleto e recheado de cinismo quando faz uma comparação/correlação dessas.

    • ToxicBR

      Lembro bem que coisas como bloqueio de VOIP/Chamadas de Vídeo, lentidão em Torrents e em Streaming de vídeos era comuns. Isso afetava indiretamente inclusive o Brasil. Isso há 10 ~8 anos atrás.

    • Jose X.

      sua informação está errada…posso confirmar isso pelo menos desde 1995, quando a se iniciou a internet comercial no Brasil (fui até beta tester da Embratel)

  • Fabio Nakagawa

    Republicanos salvando a internet livre! Por algum tempo…

  • Renan

    A forma mais fácil de aumentar a proteção da neutralidade da rede é torná-la protegida constitucionalmente. Qualquer lei nova pode revogar o Art. 9º do Marco Civil da Internet. Felizmente, a ANATEL não tem poder para acabar com ela como a FCC.

  • Laerte Victor

    “elas defendem que precisam priorizar determinados conteúdos na era da
    internet das coisas, já que a tecnologia seria utilizada para aplicações
    críticas, como monitoramento de trânsito ou realização de cirurgias.”

    pra isso ja existe link dedicado, bando de arrombado

  • Fodeu.

  • Luis

    A República Federativa do Brasil (das bananas) é soberana, têm suas próprias leis e normas… Aqui o voto é direto, ao contrário de lá. Por tanto é muito simples de impedir: Removão do cenário político, todos os SENADORES e DEPUTADOS, (retirem o poder partidário) de todos que apoiarem as corporações em agradecimento às generosas “doações” partidárias ou “doações pessoais”. Não dúvido que tentem aqui também (acho até que essas matérias já são lobby), o atual governo está no poder só pra atender os interesses da galera que tem dinheiro pra comprar uma camisa da seleção brasileira pra ir protestar. Um país em que boa parte dos Deputados e Senadores são investigados ou já respondem processos por corrupção, vc só pode esperar o pior. Eles estão lá pra defender seus interesses pessoais, interesses de seus patrocinadores e amigos, enquanto os interesses do povão, ficam em último lugar, só pra garantir a reeleição. Pressão popular é o nome pra deixar as coisas favoráveis aos consumidores.
    Não sejam ingênuos!

    • zoiuduu .

      O voto é direto, mas tb é proporcional aos partidos, se vc votar no joão do PP, o PP pode dar alguns votos ao josé, e o josé será eleito até sem nenhum voto.

      • Luis

        Tem toda razão na sua afirmação!

        Eles sempre escolhem candidatos, com apelo público, pra empurrar alguns que nunca estariam lá, se não fosse dessa forma vergonhosa. Mas não tem como um Tiririca, por exemplo colocar muitos indiretamente lá e, no Senado e para Presidente, até onde eu sei é direta.
        Por isso, eu mencionei “retirem o poder partidário”
        Não votar no candidato da mesma legenda é um duro golpe (principalmente no Senado), isso já seria o bastante pra pressionar todos os partidos!

        O grande problema daqui é que boa parte dos eleitores ganham o pão de cada dia, com essa merda de política. Mas eu duvido que se todos pressionarem, se o candidato X, vai querer perder a boquinha pra outro candidato nas próximas eleições.

        Qualquer erro de português que te ofender é só falar… Blz!

      • Luis

        Tem toda razão, mas aqui Senadores e Presidente é direto!

        Por isso, eles escolhem candidatos pra Deputado com apelo popular, pra ajudar a colocar alguns nomes que não estariam lá se não fosse esse detalhe imoral.
        Mas nem mesmo o deputado mais votado conseguirá sozinho colocar muitos lá. E se tirar o Senador da legenda que apoiar, já é um duro golpe. O suficiente pra pressionar qualquer partido político, isso inclusive se aplica pra tudo que esses políticos querem fazer atualmente.
        Por isso eu falei: Retirem poder partidário.
        Infelizmente boa parte dos eleitores ganham a vida com essa merda de política, mas é possível pressionar, sim. O povo aqui aceita tudo calado e, ficam um exército de pessoas que tentam apoiar esses pilantras
        (em qualquer discussão digital), só pra defender o pão de cada dia.

        Não caia nesse “Lobby”!

        “São Paulo – Quatro deputados federais eleitos que lideraram a votação em São Paulo e no Rio tiveram votos suficiente para levar oito outros candidatos para o Congresso de carona. Eles foram os únicos do País a registrar mais votos que o necessário para não somente se eleger, mas também para, sozinhos, levar ao menos mais um colega de partido ou coligação para Brasília em 2015. São eles: Celso Russomanno (PRB) e Tiririca (PR), em São Paulo, e Jair Bolsonaro (PP) e Clarissa Garotinho (PR), no Rio.”
        Fonte:Rodrigo Burgarelli e Daniel Bramatti, O Estado de S. Paulo
        08 Outubro 2014 | 09h18

        (Mas são: 513 Deputados)

        (Tecnoblog, vcs também perderão com esse lobby)

    • Homem Broa

      Parei de ler no “removão”.

      • Luis

        Corrigi imbecil!
        Se encontrar mais algum erro é só falar!
        Tenha um excelente dia!

        • Homem Broa

          Realmente deu pra perceber, rsrs!

        • Homem Broa

          Realmente, dá pra notar que vc não estudou muito, rsrs!

  • Tiãoasa Andrad

    A JUSTIÇA BRASILEIRA É TÃO AMIGA DOS BRASILEIROS QUE DEIXARAM A CIA VALE DO RIO DOCE VARRER OS VALES DE MINAS GERAIS E CHEGAR ATÉ AO MAR NA BAHIA E ESPIRITO SANTO A LAMA QUE MATOU GENTE HOMESNS E PROGRESSO AMBIENTAL,
    INTERNET É COISA QUE TORNARÁ COMO OBJETO QUE COMPRA EM SUPERMERCADO,BASTARÁ UM DIA SER DESCOBERTO O QUE GERA ESTA PORRA DE SINAL E ENTÃO UM TÉCNICO ELETRÕNICO PODERÁ TIRAR DA ENERGIA ELLETRICA A BANDA LARGA COMO O SOM DO RÁDIO QUE OUVI O SOM DAS ONDAS MÉDIAS CURTAS ,
    DÁI ESTA INTERNET ,ESTE SINAL PRODUZIDO E REPRODUZIDO E ENVIADO ATRAVÉS DE ANTENAS CABOS COMEÇOU BÉM DEPOIS QUE FOI INVENTADO O RÁDIO E O TELEFONE,
    BREVE BREVE A INTERNET SERÁ PASSADO,POIS JÁ DÁ NOJERA TER E TER QUE USAR ESTA COISA BOA QUE SE TORNA DIABÓLICA PELO VALOR E POTENCIAL COMO UM MEIO DE VIDA USADO NO PASSADO QUE HOJE NÃO SE USA MAIS,…HAJA VISTO QUE EM MECANICA NADA MAIS SE INVENTA E SIM ADAPITAR À NOVAS SITUAÇÕES OS EQUIPAMENTOS MECÂNICOS,A AUTOMATIZAÇÃO ESTÁ EM CURSO DESDE QUE FORAM DESCOBRINDO O POTENCIAL DESEJO DE TER DINHEIRO NO BANCO DA SUIÇA,,,A neutralidade de rede morreu nos EUA (e está em risco no Brasil)
    Princípio impede que sua operadora de internet limite ou bloqueie determinados sites em favor de outros, E DAQUI À POUCO NAO MAI ESTAREI USANDO INTERNET ASSIM COMO MUITOS JA DEIXARAM DE LADO SEUS ENDEREÇOS ARQUIVOS DE EMAILS,,,,,,,,
    SEM MAIS ,EU SOU UM HUMILDE PECADOR
    Desabafodoasa

  • Hilton Silva

    Até na porra da internet o estado tem que se meter!?

    • Gesonel o Mestre dos Disfarces

      O problema é o estado não se meter, já que toda empresa é, no minimo, um regime totalitário.

  •  david

    cade a internet da Russia?

  • Alexandre Roberto

    essa “maravilha” passando por aqui tambem….se ao inves do site eu apontar para um “no proxy” da vida…ou trafegar por uma vpn, a principio eu driblo a restricao do provedor….ou estou errado?

    • ToxicBR

      Boa pergunta, não sei se hoje em dia as ISPs conseguem controlar trafego de VPN.

      • ميديروس فيليبي

        se for encriptada creio que não (basta apenas criar um servidor tipo Digital Ocean) dedicado a si mesmo e foda-se

  • Rola baixar uns 10TB no Xvideos só pra garantir?

  • Quem diria que a “internet of shit” ia derrubar a neutralidade da rede… minha cafeteira inteligente realmente PRECISA de ter um trafego priorizado.

  • Pra quem ainda não entendeu e viveu há uns 10 anos atrás. Basicamente regulamentaram (nos EUA) o traffic shapping que matava de raiva muita gente, eu inclusive, há uns tempos por aqui.

  • Ed. Blake

    Resumindo: Uma tragédia digital sem precedentes.

  • ToxicBR

    Internet DLC 2018 (Sem Neutralidade):
    – 20 GB mês: 129,00$
    – 40 Gb mês 149,90$
    – 80 Gb mês: 199,90$
    + 5 Gb Mês ao fim da franquia: + 20.00$

    – Pacote Notícias: Sites de noticias de todo o mundo de empresas não parceiras + 20.00$
    – Pacote Games: Acesso as redes Steam, Nuuvem, Origin e etc: + 20,00$
    – Pacote Streaming lv 1: Youtube, Twitch + 20.00$
    – Pacote Streaming lv 2: lv1 + Netflix, Amazon Video + 40.00$
    – Pacote Lojas online: de empresas não parceiras +20.00$
    – Pacote Estudante: Acesso portais de instituições de ensino e EAD: +20.00$
    – Pacote VOIP: Acesso ao VOIP de todas as empresas não parceiras: +20.00$
    – Sites governamentais: Gratuito
    – Cortesia: Facebook, Whatsapp e Twitter ilimitado a partir da 0h.

    Loot Box: Cada assinante tem o direito a comprar um loot box por mês ao valor de 10.00$, ela pode vir aleatoriamente com qualquer um dos pacotes acima.

    Assinatura fundador: Todos os serviço com 160 Gb Mês: 299,00$
    Assinatura elite: Todos os serviços com dados ilimitados: 399,00$

    *É garantido no horário de 6h a 0h o mínimo de 25% da velocidade contratada, de 0h a 6h são garantidos 50%.

    Criar dificuldades para cobrar por …

  • “As operadoras brasileiras terão dois argumentos para derrubar a neutralidade de rede no país”
    Terão, mas não quer dizer que vão conseguir.

    Espero que o Brasil seja mais sensato nessa questão e mantenha a neutralidade de rede.

  • Homem Broa

    Se nos EUA que é uma nação verdadeiramente democrática e civilizada uma parada dessas passou, que dirá numa terra de corrupção como esta nossa.

    Vão aproveitando o Netflix enquanto podem.

    • Luis

      “Por cinco vezes na história, o
      candidato com menos votos foi eleito presidente. Há, porém, respeito incondicional aos resultados do pleito”

      Democracia, em que o candidato com menos votos é o presidente!

      Fonte: http://www.cartacapital.com.br/internacional/o-sistema-politico-dos-estados-unidos-vicios-e-virtudes

      Esse é sem sombras de dúvidas, o modelo que o PSDB, quer para República das Bananas!

      Continue tentando fazer lobby, pra defender seu ganha pão… Continue q talvez algum alienado acredite em vc.
      Vai lá defender sua legenda partidária, seja lá qual for.

      • Homem Broa

        Parei de ler no “cartacapital”.

        • Luis

          Deu pra notar que leitura e conhecimento, não fazem parte do seu cotidiano!
          No Google têm outras fontes, mas seu objetivo não é esse. Não é mesmo?
          Talvez algum alienado acredite que você é um cidadão comum e, não note o militante partidário.

          Trabalho de merda esse seu…
          Ainda mais com esse sistema educacional lixo que nós temos.
          Imagino a quantidade de merda que você lê na web, pra achar o “parei de ler”. Mas pensando melhor, um bot também poderia fazer esse trabalho árduo.

          Imbecil (ou singelo BOT), tenha uma boa jornada de trabalho e um feliz e próspero ano!

          Os comentários deveriam ter CAPTCHA, pra separar humanos de BOTS!

      • Homem Broa

        Carta Capital como fonte? É sério isso??

  • DireitaBrasileira

    Esqueceram de dizer que a Internet ficará mais barata, pois as pessoas só pagarão pelo o que pretendem usar, será um sistema de pacotes. Quanto mais o Estado estiver longe da economia, melhor…o Estado só faz os preços aumentarem e a qualidade dos serviços diminuírem, o livre mercado é a solução para os problemas no Brasil, vender todas essas empresas estatais como Petrobras,Correios,CEF,BB, Eletrobras e etc.

  • Luis

    A República Federativa do Brasil (das bananas) é soberana, têm suas próprias leis e normas…
    Aqui o voto é direto, ao contrário de lá. Por tanto é muito simples de impedir: Removam do cenário político, todos os SENADORES e DEPUTADOS (retirem o poder partidário das legendas), de todos que apoiarem as corporações em agradecimento às generosas “doações” partidárias ou “doações pessoais”. Não dúvido que tentem aqui também (acho até que essas matérias já são lobby), o atual governo está no poder só pra atender os interesses da galera que tem dinheiro pra comprar uma camisa da seleção brasileira pra ir protestar. Um país em que boa parte dos Deputados e Senadores são investigados ou já respondem processos por corrupção, vc só pode esperar o pior. Eles estão lá pra defender seus interesses pessoais, interesses de seus patrocinadores e amigos, enquanto os interesses do povão, ficam em último lugar, só pra garantir a reeleição. Pressão popular é o nome pra alterar o panorama atual.
    Não votar no Senador do partido e diminuir o número de cadeiras na Câmara dos deputados, é uma boa forma de pressão popular!
    Não sejam ingênuos!

    Obs. : Eu sei que um candidato pode eleger outros deputados. Mas são: 513 Deputados, e são poucos, Celso Russomanno e Tiririca da vida. A maioria ganha por seus méritos… Ou não (nosso sistema é muito corrupto).

    (Eu Admiro o Tiririca por sua posição atual)

    Segundo comentário, o primeiro aguarda “moderação” da equipe… Censura?
    Acho que não!

    (Equipe Tecnoblog, vcs também perderão com esse “lobby”)

  • Amaranto_cristal

    Lembrar que isso é completamente artificial.É basicamente provedores espionando e analisando o que as pessoas usam pra cobrar pelo que elas consomem de conteúdo.

  • Tiago Celestino

    Fico mais preocupado com as consequencias aqui no Brasil. Vendo o quanto os executivos das teles multinacionais pensam sobre seus consumidores, o lobby, o dinheiro que será inserida no bolso de deputados concorrentes as eleições, com certeza irá ser de se esperar que algo bem parecido vai chegar aqui e se lá fora, mesmo com aa grandes empresas apostando no “bom senso”, a lei foi aprovada (espero que ñ seja executada), aqui, aonde poucas empresas são relevantes, passaria despercebido.

  • Jose X.

    guerra dos lobbies: teles (att, verizon, etc) x internet (google, facebook, amazon, etc)…por enquanto a quadrilha republicana está no bolso das teles

    não existe ninguém bonzinho aí, mas as teles **sempre** foram agressivamente cartelizadas/monopolistas/oligopolistas, são de longe muito piores