Início » Telecomunicações » Países das Américas querem acabar com tarifas de roaming internacional

Países das Américas querem acabar com tarifas de roaming internacional

Brasil, EUA, México e Argentina fazem parte do acordo

Lucas Braga Por

É bem frustrante viajar para outro país e deixar o smartphone no modo avião para evitar as caríssimas cobranças de roaming internacional. No entanto, um acordo firmado entre 19 países das Américas pode acabar com isso e trazer o fim dessas tarifas para quem viajar.

O compromisso foi firmado pela Comissão Interamericana de Telecomunicações (Citel) na Carta de Buenos Aires. O acordo estabelece medidas para reduzir a desigualdade digital nos países das Américas; o fim do roaming tem prioridade média, e as tarifas devem ser revistas até 2022.

Os países que assinaram a declaração são: Argentina, Brasil, Bahamas, Barbados, Belize, Canadá, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Estados Unidos, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Trinidade e Tobago, e Uruguai.

Com isso, os países das Américas ficam mais próximos de uma medida adotada pela União Europeia, que acabou com as tarifas de roaming para quem viajasse entre os países com o tratado de Schengen.

Ainda não se sabe como as tarifas de roaming serão eliminadas para os consumidores. Foi criado um grupo de trabalho com os representantes de cada país, e propostas devem ser apresentadas em uma reunião que ocorre em meados de maio. A Anatel também já começou a se aprofundar sobre o tema.

Por mais benéfico que seja eliminar as tarifas de roaming internacional, é bom lembrar que ainda existem operadoras brasileiras que cobram, em pleno 2018, pelo roaming nacional ao fazer e receber chamadas em determinados planos.

Quanto custa usar o celular no exterior?

Nada barato.

A operadora que tem as melhores tarifas é a Claro para quem viaja entre países das Américas. Clientes de planos pós-pagos Claro Ilimitado podem aderir ao Passaporte Américas ao custo anual de R$ 119,90 por linha e podem utilizar à vontade sua franquia de internet e fazer ligações ilimitadas em 18 países. Quem viaja para a Europa precisa pagar uma diária de dados de apenas 15 MB pelo valor R$ 29,90, e para os demais países do mundo, 5 MB por R$ 79,90.

A Vivo vende diárias do serviço Vivo Travel para seus clientes pós-pagos. Custa R$ 39,90 por dia para as Américas e Europa ou R$ 59,90 para o resto do mundo, com franquia de dados (que varia de 5 MB a 1 GB, de acordo com o país visitado) e 50 minutos em ligações para o país visitado ou para o Brasil. Quem tem um plano atual do portfólio Vivo Família tem direito a 7 diárias gratuitas por ano.

Já a TIM oferece diárias de dados para o pós-pago custando R$ 29,90 (Américas). R$ 39,90 (Europa e África) e R$ 69,90 (Ásia e Oceania). Quem viaja para os Estados Unidos tem uma franquia diária de 200 MB. Se o destino for Argentina, Chile e Canadá, a franquia é de 100 MB. Na Europa e África são 15 MB, e nos países restantes são míseros 5 MB.

Na Oi, os preços e franquias variam de acordo com o país visitado. Nos Estados Unidos, é possível usar 200 MB de internet móvel no pós-pago pagando R$ 29,90 por dia. Quem vai para a Argentina, Chile ou França, por exemplo, paga R$ 39,90 e tem direito a 50 MB.

A principal alternativa para escapar das tarifas de roaming é comprar um chip pré-pago de uma operadora local ao chegar no destino. Dessa forma, é possível utilizar internet sem deixar metade do orçamento da sua viagem na sua conta de celular.

Com informações: Telesíntese, IstoÉ Dinheiro.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Paulão da Regulagem

A Vivo tem muita enganação, eu teria muito cuidado ao usar o Roaming para não ser sobretaxado. Me ofereceram 100min de ligações internacionais por mês. Assim que veio a conta, todos os minutos foram cobrados, ao módico preço de quase 7 reais casa..

Yago G. Oliveira

Estou indo viajar esse mês pra longe, vou ficar prestando atenção sobre isso.
Mas quando viajei ano passado pra Brasília, o meu Oi controle não foi cobrado; já no TIM Beta, me cobraram R$1,50 (tem gente que diz que beta não cobra mais).
Agora estou com Oi pré-pago e o beta, vou tentar ver como fica isso.

Yago G. Oliveira

Na Oi também, apesar de no controle não estar mais sendo cobrado.

Gabriel

Com a Claro acontece o mesmo.

Gabriel

Claro ainda cobra, pelo menos no pré. Meu DDD é 21, quando eu cheguei em São Paulo (11) recebi uma ligação e levei uma facada bonita, porém para ligar não tive problema algum. Eles só cobram por chamada recebida. Uma pessoa me ligou e de fato eu esqueci que não poderia atender, mas acabei atendendo e desliguei rapidamente (2s de chamada) e foi cobrado R$2.70 do meu saldo.

Paul

Já vim seco comentar isso! Olhou uma foto, ''PUFF'', acabou os dados.
R$160,00 por 10MB é osso. -_-

Alexandre Roberto

para ligar, tudo ok..nao cobram...
agora..atenda uma ligacao fora de seu ddd .....cobram sem do

ʞǝʌǝɥs

provavelmente por causa dos zap-zap e semelhantes

igomd

Tim acredito que cobra no Pré

igomd

Ainda existe Roaming dentro do Brasil no Pré Pago. Tim você só recebe ligação fora do DDD original se tiver crédito e paga por isso.

Fred

Também queria saber. Vivo,TIM e Claro eu sei que não cobram. Ou é a OI, ou alguma dessas que não existem de verdade

Gustavo Calanzani

Quais operadoras ainda cobram por roaming nacional?

Tiago Albuquerque

Acho que paguei 20 euros na Lyca Mobile por 6gb para usar no continente Europeu todo.

Gertrudes, a Lhama Morta

Quando fui pra Europa, comprei um chip da operadora "3" em Londres, se não me engano paguei 20 libras por 2(ou 3?)gb, e funcionava no continente inteiro.

Fica a dica

Lucas Carvalho

"5 MB por R$ 79,90"? PQP