Início » Celular » WhatsApp permite baixar novamente arquivos deletados no Android

WhatsApp permite baixar novamente arquivos deletados no Android

Felipe Ventura Por
1 ano e meio atrás

Quando você manda um arquivo pelo WhatsApp — seja foto, vídeo ou uma longa mensagem de voz — ele fica armazenado nos servidores da empresa até o destinatário baixar. Então, ele é deletado... ou, pelo menos, costumava ser.

O WABetaInfo descobriu que é possível baixar novamente arquivos do WhatsApp que você excluiu no Android. Isso foi adicionado entre as versões 2.18.106 e 2.18.110 do aplicativo.

Você pode baixar imagens, vídeos, GIFs e documentos recebidos até 3 meses atrás. O usuário precisa tentar fazer o download várias vezes, e acaba conseguindo.

No entanto, isso não funciona com mensagens mais antigas. Nesse caso, o WhatsApp exibe um aviso pedindo para solicitar ao remetente que envie o arquivo de novo.

Isso vale para arquivos que foram excluídos da pasta onde o WhatsApp salva mídia no Android (sdcard/WhatsApp/). O recurso não está disponível para usuários do iOS, "provavelmente porque o diretório em que o WhatsApp salva mídia não é facilmente acessível", diz o WABetaInfo.

Este pode ser um recurso conveniente para recuperar um arquivo deletado acidentalmente. Mas o que diz a política de privacidade do WhatsApp?

Depois que suas mensagens (incluindo conversas, fotos, vídeos, mensagens de voz e compartilhamento de informações de localização) são entregues, elas são excluídas de nossos servidores.

Há aqui uma ressalva:

Para melhorar o desempenho e entregar mensagens com mídia de maneira mais eficaz, por exemplo, quando há o compartilhamento de fotos ou vídeos populares, podemos guardar esse conteúdo em nossos servidores por mais tempo.

O WhatsApp também lembra que as mensagens são protegidas com criptografia de ponta a ponta, "para que nós ou terceiros não as possam ler".

Mais sobre: ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários.