Quem nunca caiu em um título clickbait, que atire a primeira pedra, não é mesmo? Mas ultimamente essa palavra está tão na moda, que já começa a perder o sentido original – basicamente, qualquer pauta que não seja do agrado de um leitor, já é motivo pra ser chamada de clickbait.

Nesse episódio conversamos sobre alguns casos recentes relacionados ao tema, aproveitando para falar de outros pontos, como: recorte editorial, fake news, boataria e “gente que só lê o título mas quer fazer uma crítica social foda no post”.

Dá o play e vem com a gente!

Participantes

Novidade

O Tecnocast agora será publicado de segunda-feira! A frequência continua sendo quinzenal, mas o dia mudou, pra conseguirmos encaixar a principal pauta da semana, sem deixar o nosso editor maluco perder o timing da publicação.

Assine o Tecnocast

Edição e Sonorização

O Tecnocast é editado por Paulo Barba.

Arte da Capa

Arte da capa feita pelos nossos amigos da Ilustrata! <3

Assistente de Compras do TB

Comprar pelo melhor preço é muito mais fácil com o Assistente de Compras do Tecnoblog. Nossa extensão monitora milhões de produtos em centenas de lojas e te avisa se ele está em seu melhor preço. Ela ainda conta com um módulo Testador de Cupons que coleta e aplica automaticamente cupons de desconto no seu carrinho de compras.

Usando o Assistente de Compras no seu Chrome você também ajuda o TB a produzir o melhor conteúdo de tecnologia do Brasil. Baixe agora!

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

leticia rosa

Pior é que muita gente que muito diz que algo é click bait também são aquelas pessoas que compartilham fake news e promoções falsas no WhatsApp.

Jóckisan

Chega tive um susto quando ouvi o meu nome hahaha Obrigado por terem citado!

Quanto ao tema do clickbait e da menina que pagou os R$ 300 mil emprestado da família, concordo com tudo o que Moblion falou.

Sobre clickbait é irritante ver no YouTube vídeos com títulos "... e veja no que deu" ou "o melhor isso", "o melhor aquilo", etc.

Tyto

Nós nos apropriamos dos termos e nem sempre os empregados da melhor forma, especialmente os que envolvem polêmicas.

Assim como ocorre com o "fake news", o clickbait acaba se tornando sinônimo de discordância com o conteúdo apresentado.

Se não gostamos de algo, já vamos taxando como fake, o que só atrapalha a identificação das reais fakes news.

Por fim, o Podcast Segurança Legal entrevistou recentemente um marketeiro político que conta como as agências trabalham para criar e distribuir fakes news e outros virais com objetivos políticos.

https://www.segurancalegal....

Caleb Enyawbruce

eu sei disso, porem se vc postou comentario é normal q existam respostas. As q vc concorda, e as q nao

Thiago Mobilon

“A palavra é minha e dou à ela o significado que eu quiser.”

Entendi, tesouro! Tá certo. Hahahaha https://uploads.disquscdn.c...

Marcus Araújo

Olha, não sei se responsabilidade jurídica permite, mas dá uma lida no Twitter do Mobilon nos últimos 10 dias mais ou menos para entender o que houve...

Marcus Araújo

Ótimo, ninguém está aqui te obrigando a nada. Nem te pedindo satisfação de nada também. 😉

Thiago Mobilon

A matéria para leigos não atinge a audiência tradicional do site. São leitores que pegam a informação e só.

Alguns viram leitores fiéis, vão para a capa, aprendem mais sobre o tema. Mas aí é aquele fluxo normal de todo mundo que começa a gostar de algum assunto.

Caleb Enyawbruce

Eu nao acho que os leitores do TB nao saibam o que significa a expressao clickbait. Mas concordo que muitos comentarios acusam o site com esse e outros termos por pura discordância (isto é, sem motivo algum).

PS.: Apesar que nao sei mais se o publico do TB é tao "selecionado" assim, diante da grande quantidade de materias voltadas para o publico leigo (tipo "saiba como trocar o wallpaper do Windows").

Caleb Enyawbruce

A home da Globo.com é baseada em clickbait. Tipo, lá deve ser algo institucionalizado, pois TODO SANTO DIA tem manchetes tipo "smartphone que bateu iphone baixa o preço" ou muitos titulos piores. E geralmente é algo especifico da home mesmo, pois quando vc entra na materia o titulo é completamente diferente. Teve uma certa vez que era tão "violenta" que eu cheguei a mandar para a empresa fabricante do produto citado.

Caleb Enyawbruce

parei de ler no "Ainda não ouvi, mas"

tuts

Só não recomendo fazer muito isso, o YouTube buga e fica te oferecendo um monte de canal coreano, arabe, indiano, tao ruins quanto os brasileiros rsrs

Caleb Enyawbruce

exato

André G

Bom saber, obrigado.

tuts

Tem como você tirar a sugestão do canal, só clicar nos três pontinhos e dizer que não quer mais ver conteúdo daquele canal, funciona.

Exibir mais comentários