Início » Brasil » 99 suspende cadastro de motoristas após casos de estupro em Fortaleza

99 suspende cadastro de motoristas após casos de estupro em Fortaleza

A empresa se comprometeu a revisar a documentação de todos os cadastrados em sua plataforma

Por
39 semanas atrás

A 99 revelou nesta segunda-feira (20) quais medidas tomará após a revelação de casos de estupros cometidos por um motorista em Fortaleza. Em comunicado, a empresa disse que suspenderá o cadastro de novos motoristas durante duas semanas.

O objetivo é realizar uma revisão do processo de cadastramento de novos motoristas. Além disso, a 99 se comprometeu a revisar a documentação de todos que já estão cadastrados na plataforma. Caso haja alguma inconsistência, os motoristas serão convocados para uma análise presencial.

99

A empresa decidiu adotar as ações após o jornal O Povo revelar acusações de um motorista que estava cadastrado na plataforma para cometer estupros contra passageiras. O veículo também divulgou casos de vendas de cadastros de motoristas do aplicativo.

A empresa afirmou que passará a tomar novas medidas de segurança, como uma ferramenta de reconhecimento facial para os motoristas. A exigência deve inibir o uso de contas de terceiros como ocorre atualmente.

Na mensagem, a 99 lembrou que possui uma equipe responsável por checar a documentação de motoristas, que podem ser bloqueados a qualquer momento se forem considerados suspeitos. Além disso, o aplicativo tem um recurso que permite compartilhar a rota e os dados do motorista com outras pessoas.

A empresa afirma que “repudia qualquer forma de ilegalidade e lamenta os casos de violência”. “Nos solidarizamos com as vítimas das ocorrências e seus familiares, prestando o apoio necessário a cada uma delas, e colaboramos ativamente com as autoridades, reiterando nosso total compromisso com a segurança”.

Com informações: O Povo.

Mais sobre: