Início » Celular » O que aconteceu com o AirPower, base de carregamento wireless da Apple

O que aconteceu com o AirPower, base de carregamento wireless da Apple

Apple AirPower teve problemas de superaquecimento; ele seria capaz de carregar iPhone, Apple Watch e AirPods ao mesmo tempo

Felipe Ventura Por

A Apple anunciou um carregador wireless bem ambicioso no ano passado. O AirPower seria capaz de carregar um iPhone, um Apple Watch e os AirPods ao mesmo tempo — algo que nem é suportado pelo padrão Qi. No entanto, várias fontes dizem que a empresa teve problemas técnicos, e que esse produto está praticamente cancelado.

John Gruber, do Daring Fireball, escreve que o AirPower tem muitas bobinas e isso esquenta demais o dispositivo. Engenheiros diziam que esse design nunca poderia funcionar, por questões técnicas, e agora eles “têm aquele olhar de ‘eu avisei’ no rosto”.

AirPower tem até 24 bobinas para carregamento wireless

Os carregadores wireless usam um princípio descoberto por Nikola Tesla no século XIX: transmitir eletricidade através do ar criando um campo magnético entre dois circuitos — um transmissor e um receptor.

A base de carregamento tem uma bobina de cobre que cria um campo eletromagnético. Por sua vez, o celular tem uma antena receptora que vibra na mesma frequência, criando uma corrente elétrica e carregando a bateria.

Sonny Dickson diz que o AirPower tem entre 21 e 24 bobinas de vários tamanhos para carregar três produtos ao mesmo tempo (iPhone, Apple Watch e AirPods). Por isso, o dispositivo produz muito calor, o que afeta o processo de carregamento. Além disso, as bobinas são divididas em três grupos num espaço muito pequeno, causando bastante interferência entre uma e outra.

O AirPower roda uma versão simplificada do iOS para gerenciar o carregamento de cada dispositivo. A ideia é que, se você colocar um iPhone na base, ele poderá informar a porcentagem da bateria do Apple Watch ou AirPods. No entanto, os engenheiros da Apple tiveram problemas de hardware e software com essa comunicação.

Site da Apple remove referências ao AirPower

A Apple planejava lançar o AirPower em 2018, e até cogitou remover a porta Lightning do iPhone X: ele dependeria apenas do carregamento wireless.

No entanto, quase todas as referências ao AirPower foram removidas do site oficial da Apple. Sobrou apenas uma imagem na página sobre os AirPods, sem mencionar o nome, dizendo: “Estojo de recarga sem fio (ainda não está disponível)”.

E agora? Sonny Dickson diz que o conceito do AirPower e a marca registrada provavelmente serão aplicados em um produto totalmente novo. Gruber acredita que a Apple “resolveu desistir e simplesmente não quer dizer isso”.

A Apple passou a adotar o carregamento sem fio no iPhone X, 8 e 8 Plus. Os novos iPhones XS, XS Plus e XR também têm suporte.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

paulo yan

Certeza que cabeças rolaram em Cupertino

L. Aguiar

Não necessariamente. O inviável, pelo menos por enquanto, é apenas fazer a base que carrega vários dispositivos ao mesmo tempo. O vacilo mesmo foi a Apple anunciar um produto como se fosse apenas questão de tempo ele chegar ao mercado, quando na verdade ela nem sabe como fabricá-lo.

RWindows

quanta frescura

Thiago

Putz, cheguei atrasado.

#sdds Esteve Jobs

Jacques

Vamo ver se depois dessa, a Apple para de anunciar produtos que não estão prontos! Gesto de empresa amadora

Trovalds

Não é exclusividade da Apple isso. E as tecnologias atuais de carregamento sem fio ainda estão bem precoces. A Apple de fato quis dar o passo maior que a perna e deu no que deu.

DeadPull

Quer dizer então que iPhones 8, 8plus, X, Xs, XsMax e Xr têm suporte pra carregamento sem fio, mas a Apple não tem e nem vai ter um carregador sem fio da própria marca? Que mancada, Apple.

Kodos Otros

Caramba, parece uma empresa amadora.

Bruno

botam eletrocardiograma num relógio de pulso e não conseguem fazer um airpower?

ñ.intendo

Noslen Azevedo Junior

Saudades do "de cujus"...