Início » Computador » Google Pixel Slate é um tablet com Chrome OS que roda apps de Android e Linux

Google Pixel Slate é um tablet com Chrome OS que roda apps de Android e Linux

Google Pixel Slate roda Chrome OS com uma interface otimizada para touchscreen; Pixel Slate Keyboard é capa com teclado

Por
35 semanas atrás

O Google acaba de anunciar o Pixel Slate, seu primeiro tablet em três anos. Ele roda Chrome OS com uma interface especial para toque, possui tela de 12,3 polegadas com a maior densidade de pixels no mercado, e roda aplicativos do Android e Linux. Há também a capa de teclado Pixel Slate Keyboard e uma caneta stylus.

O Pixel Slate possui tela de 12,3 polegadas com resolução 3000 x 2000. Isso resulta em uma densidade de pixels de 293 ppi, a maior da categoria; o Surface Pro 6 e iPad Pro (12,9″) têm 267 ppi e 264 ppi, respectivamente.

O Google usa aqui um painel customizado, chamado “Molecular Display”, com tecnologia LCD LTPS. A empresa diz que os elétrons se movem 100 vezes mais rápido na tela para iluminar mais pixels e garantir uma imagem mais vívida. Além disso, há dois alto-falantes frontais com perfil personalizado de áudio.

Chrome OS tem interface feita para touchscreens

O Chrome OS ganhou uma interface otimizada para touchscreens. Há uma barra inferior com atalhos para apps e um botão Voltar. Abra a lista dos programas abertos, e feche um deles deslizando-o para cima. É possível dividir dois apps na tela em modo split screen. E o launcher inteligente sugere programas que você mais usa.

Quando você conecta um teclado, no entanto, o Chrome OS volta para a interface tradicional. Nos dois modos, é possível rodar apps do Android — incluindo o Adobe Acrobat para editar PDFs — e programas do Linux. O sistema também ficou mais integrado com o Google Assistente.

O Google destaca a segurança do Chrome OS: ele tem proteção embutida contra vírus, recebe atualizações em segundo plano, e guarda senhas no chip Titan Security. Há ainda o Family Link, dando mais controle sobre o que e quando seus filhos usam; e modos Não Perturbe e Luz Noturna.

O botão liga/desliga do Pixel Slate é um leitor de digitais, dispensando senhas para o login. São 7 mm de espessura, e a bateria dura 10 horas.

A câmera traseira de 8 megapixels possui modo retrato e promete fotos melhores com o aprendizado de máquina do Google. E a câmera frontal de 8 MP tem lente grande-angular, para enquadrar mais pessoas de uma vez, e sensor com pixels maiores.

Pixel Slate Keyboard tem teclas iluminadas

O Pixel Slate Keyboard é uma capa com teclado de US$ 199. Ele se conecta magneticamente ao Pixel Slate, possui teclas retroiluminadas com tamanho completo e trackpad. O Google diz que a digitação é silenciosa, e é possível ajustar a inclinação da tela. Há ainda a Pixelbook Pen para escrever na tela. Ela é vendida separadamente e custa US$ 99.

O Pixel Slate será lançado “ainda este ano” custando a partir de US$ 599, por um modelo com processador Intel Celeron e 4 GB de RAM. Haverá opções com Core M3, i5 ou i7 — todos sem ventoinha — e até 16 GB de RAM. Ele será vendido nos EUA com 3 meses gratuitos de YouTube TV, e chegará também ao Canadá e Reino Unido.

Com informações: Engadget.

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.