Início » Gadgets » Como funciona um fone com cancelamento de ruído

Como funciona um fone com cancelamento de ruído

Headphones canceladores de ruído podem ser a “salvação” para lugares mais barulhentos

Por
37 semanas atrás

Fones com cancelamento de ruído nasceram para “salvar” algumas pessoas que vivem em ambientes barulhentos, trabalham com edição de áudio e vídeo ou, simplesmente, que buscam relaxar mais ao ouvir música no dia a dia. Os tipos mais populares de headphones, neste segmento, trazem isolamentos ativo ou passivo. Além da estrutura, eles também se diferenciam pelo preço. Mas será que usar esse acessório é tão bom assim e totalmente seguro? Entenda, a seguir.

Como funciona um fone com cancelamento de ruído

A principal característica desses headphones é, justamente, o que o próprio nome diz: eles bloqueiam o ruído externo para permitir que o áudio, reproduzido internamente, chegue aos ouvidos com menos interferência possível. É bom ressaltar que esses fones bloqueiam sim a maioria dos sons ambientes (variando em precisão, de acordo com o modelo), mas não 100%.

Barulhos contínuos e mais consistentes, como ventiladores, motores e etc, são mais fáceis de serem isolados do que sons mais abruptos, como gritos, uma batida forte ou alguém falando diretamente com você.

Para o consumidor doméstico desse tipo de acessório, pode-se dizer que os canceladores de ruído (especialmente os ativos) costumam cumprir bem o papel que prometem. Sobre disponibilidade do mercado, eles podem ser encontrados tanto em modelos over-ear, em formato de conchas que cobrem toda a orelha, quanto in-ear, os já conhecidos intra-auriculares.

Para explicar de forma mais didática como funcionam, vamos dividi-los entre os dois tipos mais comumente comercializados:

  • Headphones com cancelamento de ruídos ativo
  • Headphones com cancelamento de ruídos passivo

N60 NC / Divulgação

O cancelamento ativo de ruídos em fones de ouvido usa uma espécie de microfone, como um filtro, que monitora o barulho do ambiente e cria um sistema anti-ruídos a partir de ondas sonoras criadas pelo próprio aparelho. Essas ondas imitam a estrutura do barulho de fora, agindo como espelhos, “refletindo” essa onda sonora externa e cancelando-a.

Em resumo, para a forma ativa, é necessário um hardware embutido específico para este fim, o que faz com que esses modelos sejam mais caros que os passivos.

Já o cancelamento passivo de ruídos está diretamente ligado ao desenho e materiais com os quais o fone foi criado. Modelos intra-auriculares, com estrutura emborrachada ou de espuma acústica no plugs, por exemplo, ou mesmo acolchoamento das conchas auriculares, cobrindo toda a orelha, em modelos com haste, são exemplos de cancelamento passivo.

Alguns fabricantes podem, ainda, investir em designs diferenciados para ampliar esse efeito, como uma curvatura mais flexível da haste para melhor se adaptar a orelha, sem deixar espaços, e etc. Aqui, quanto mais aprimorado o design, melhor.

O cancelamento passivo, diferentemente do ativo, é mais limitado e, geralmente, consegue anular frequências acima de 1 kHz.

O mundo ideal, para um fone com ótimo cancelamento de ruídos, é o trabalho bem feito e em conjunto entre o cancelamento ativo e o passivo. Este último depende muito do design do qual foi feito para isso. Se o headphone tiver uma estrutura mais desleixada com a qualidade acústica, e desenvolvido a partir de materiais de baixa qualidade, nem mesmo o melhor cancelamento ativo será capaz de compensar o áudio.

Sennheiser headphone / Divulgação

Quais os prós de um fone com cancelamento de ruídos

1. Ótima experiência musical, sem quase nenhuma interferência externa;

2. Menor cansaço e fatiga, inclusive após o uso prolongado, muito devido à qualidade do material usado;

3. Não é necessário usar o fone com o volume no máximo para a melhor experiência. Por vezes, tentamos compensar o ruído externo aumentando muito o som e, consequentemente, prejudicando a audição. Com os canceladores de ruído não há a necessidade de correr este risco;

4. Headphones desse tipo são excelentes companheiros para viagens (quando não se está dirigindo), estudos e trabalho (quando este não demande total atenção a sua volta).

Quais os contras de um fone com cancelamento de ruídos

1. Costumam ser mais caros que fones de ouvido comuns. Os modelos mais básicos costumam ter preços a partir de R$ 900, em média;

2. Qualidade de áudio, geralmente, inferior a headphones na mesma faixa de preço. Isso acontece devido aos mecanismos usados para o cancelamento de ruído, mas não é nada tão perceptível assim;

3. Nem todos os sons externos são bloqueados, assim como dito no início do artigo;

4. No caso de fones com cancelamento ativo, é necessário recarregá-los periodicamente (em alguns modelos);

5. Esses headphones, especialmente os ativos, são um pouco mais complicados de encontrar no mercado brasileiro.

Recomendações para o uso sadio de headphones com cancelamento de ruído

É sempre bom deixar claro que, caso resolva investir em um acessório como este, é bom ter em mente algumas questões de segurança pessoal. Como esses tipos de fone podem distrair bastante, todo o cuidado é pouco ao andar pela rua para, por exemplo, não ser atropelado ou mesmo assaltado.

Se for dirigir ou desempenhar algum trabalho que demande ter atenção aos ruídos externos, o recomendado é deixar para usar fones assim em algum momento mais de lazer ou descanso. E, sinceramente, são ótimos para isso.

Com informações PC World e Electronic Design

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.