Início » Curiosidades » O certo é “o Google” ou “a Google”?

O certo é “o Google” ou “a Google”?

Altas conversas para decidir se Google é menino ou menina

Paulo Higa Por
TB Responde

Google é menino ou menina? O certo é “o Google” ou “a Google”? Ou o buscador é masculino e a empresa é feminina? Em mais um dia normal, publicamos a notícia de que a inteligência artificial do Google removeu milhões de comentários e avaliações falsas da Play Store, até que um leitor decidiu comentar sobre o gênero da gigante das buscas. E isso reacendeu uma antiga discussão por aqui.

O Tecnoblog (que é um jovenzinho mesmo) sempre adotou a grafia “o Google”, mas nos últimos anos tem sido comum encontrar a forma “a Google” em outros veículos. O tal comentário da discórdia recebeu mais de uma dezena de respostas, o app de comunicação da empresa ficou louco aqui com tantas mensagens e resolvemos entrar na onda.

O TB Responde no vídeo a seguir:

Em resumo: oficialmente, o correto é “o Google”, não importa se é o buscador ou a empresa.

O serviço de streaming Netflix é no feminino.

A operadora Correios Celular é no masculino.

O canal de televisão HBO é no feminino.

E todos esses exemplos contraintuitivos são para mostrar que quem decide tudo isso não sou eu, nem você, nem nenhuma força oculta do mal entre o artigo “o/a” e o nome: é a própria empresa. O Google escolheu crescer como um menininho.

Obrigado por participar de mais uma discussão importantíssima nesta indústria vital.

Mais sobre:

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Vania Maria
Exato, é o número 10 elevado à centésima potência (o dígito 1 seguido de 100 zeros). Esse número se chama Googol, daí os caras da empresa de buscas on-line se inspiraram nesse nome e criaram o nome Google.
Vania Maria
Linda É um menininho muito lindinho que nos ajuda muito. rs
Vania Maria
David Faz sentido
Marsupial radical
HAHAHAHAHAH, muito bom! Volto de férias e tem uma matéria com vídeo onde fui o estopim da discórdia... adorei!Me importo com o português e queria uma resposta definitiva sobre o assunto, pois tinha aprendido de uma forma e seguido via escrito diferente. Muito obrigado pelas explicações!
disqus_i8w7wka0aI
disqus_KUkXAPwLVo yes but
disqus_765Yl0ewRo
digenestoledo important
F12
A free mason
F12
Nas Federais da vida.
autoinrus
julianleno easy
tanevanyosua
Krosnaterrestre 3+
Cristina Nascimento
Murri, kkkkkkkkk!
Cristina Nascimento
Marsupial Radical, já falou pra tua mãe q vc apareceu no print, no outro post?
andersonlulaarago
hideyou 3+
Theo Queiroz
Vivendo e aprendendo (y)
#Intensofox
Prefiro, um Google...
cviniciusm
Termos de uso da Uber: https://www.uber.com/legal/...
paulo yan
Excelente. Agora faz com a (o) Uber kkkk
Alexandre Silva
Sim, é o numero 1 seguido de 100 zeros. Escolheram esse nome justamente em alusão ao tamanho da internet indexada pelos servidores da empresa.
guirialli
hideyou I do not agree
hassanalnasser
disqus_RXDWGi0ykK 5+
Theo Queiroz
Nome de um número???
Natthan Fruche Terzi
Se formos pensar etimologicamente, google deriva de googol, que é um número matemático expressado por 10^100, se é número é masculino. E ponto final, hahaha
Danillo Nunes
A Jefferson (pessoa) está certíssima!
Antonio jr
/ˈæməz(ə)n/
Antonio jr
Mas se o artigo "The" em inglês e invariável quanto ao gênero, como vocês sabem que o (a) próprio (a) google decidiu? "The Google" pode ser O ou A.
Paulo Jeferson
E ameizon kkk
Valderez Baptista
Claro que Google é feminino:Você nem acaba de fazer uma pergunta e ja é bombardeado com um montão de respostas... Kkkkkk.
José Carvalho
Como participei da outra brincadeira (sim, vejo como uma discussão muito divertida...) A Google, (pois para eles terem o "direito gramatical" sobre o artigo que precede o nome, o nome em si da empresa deveria ser "O Google") tem seus motivos para ter tantas citações referindo-se a si no masculino. No fato de não serem especificamente definidos e explicitos os motivos para tal, abre-se um precedente para expecularmos.1 - A origem do nome Google;2 - Definido pelos gênios do marketing brasileiro da Google;3 - Estatísticas;(Meu Deus, como eu queria que meus professores fossem como eu e eu estivesse em sala com todos vocês, vocês são incríveis, parabéns)1 - Como todos aqui devem saber, e se não sabem, não perderam nada, o Google foi assim nomeado em homenagem ao Gogol, um termo matemático para um número, como é Pi. Não convém entrar aqui em detalhes sobre o Pi ou sobre o Gogol, e como foi a história até parar em Google, mas sabendo da origem do nome, na hora de referir-se a empresa, decidiram que para o público geral, ficaria a concordância a cargo do número, do termo, do erro. Quase que poético.2 - Sabemos como é a educação básica no nosso país, e mesmo eu, O Incrível EU, não sabia se havia alguma nota de rodapé nas regras e normas da nossa incrívelmente bela última Flor do Lácio, específica, para garantir como devemos nos referir a entidades jurídicas. Um sujeito da área do marketing, genial o suficiente para ser contratado pela Google decidiu cagar nas regras e definir, ele, como seria referida a maior gigante que a internet já viu. Odiamos o marketing só por que funciona mesmo e hoje sempre falamos .o Gúgol. por defeito. Ficou então a marca associada a forma como seu público a conhece, livra-se a empresa de uma chatisse, que é o .THE poder ser traduzido em O, A, OS, AS, em uma língua que "the people of Buenos Aires" e um paiseco da Europa usam. 3 - "O Google" já era o termo mais usado para referirem-se ao serviço/site/empresa no Brasil, quando chegaram com as traduções e representação oficial. Sabendo que este é um assunto menor, que quase ninguem leva a sério em terras da Pornochanchada, deixaram à sorte da estatística como deveriam referir-se a empresa quando não quisessem associar ou dissociar o produto da empresa mãe.O QUASE que usei na viagem de número três é por que há um grupo de pessoas que precisa levar a sério aquilo que está escrito, o temido Setor Jurídico. Eles não se dão às brincadeiras que o pessoal do marketing se dá, eles não querem saber se seu algoritmo é lindo, bem escrito, identado como deveria ser... Eles sabem que arrastar a janela pra cima pra fechar a aplicação está patenteado e eles vão mandar você parar:- Vira o código pra esquerda assim não desliza para cima...- .... Esse povo que não leva nada na esportiva, e de manhã costuma abrir o dia comendo abelhas, trigo, ovos e bebendo leite fervendo (juridicamente pão com mel páleo...), criou estes documentos:https://policies.google.com...Que contempla estas estatísticas. Esta é a versão mais recente, as mais antigastambém estão disponíveis:- 36 Referências diretas a "a Google";- 2 a "o Google"https://policies.google.com...- 13 Referências diretas a "a Google" (Sempre a tratar a empresa da forma adequada)- 11 a "o Google" (destas, apenas 2 deixam espaço para interpretações, todas as outras especificamente tratam de produtos)Podemos ir brincando assim, mas quando se levanta a questão de qual é a forma CORRETA, só há uma resposta, aquela que segue as normas da língua Portuguesa. Quando discutimos qual é a melhor forma, ou a mais usual, podemos trazer nossas opiniões para a mesa e, com muita cerveja, ir rindo e comendo petiscos.Ps.: As estatísticas me deixaram em dúvida algumas vezes, pois não sei se o Google manipula o texto de acordo com o país de onde vem a pesquisa, de qualquer forma, tentei SEMPRE separar os termos em Português brasileiro do europeu para evitar injustiças.
Kainã Barros
Ufaaaaaa!! Até que enfim alguém pra iluminar a cabecinha do pessoal. Comentei algo parecido em um outro site de tecnologia mas não deu tanta discussão, eu sempre fico triggered quando vejo A Google.
disqus_Wb9avENhMR
vittorhugoop yes but
Murilo
#shocked https://uploads.disquscdn.c...
Lucas Gonçalves
Cara, independente de ser feminino ou masculino, se o artigo "a" é utilizado, existe um substantivo oculto na frase, no caso empresa, que por via de regra não torna errado. Prova disso é que, mesmo se a palavra empresa aparecesse na frase, não poderia ser dito "o empresa Google", ou "o plataforma de games steam".
Renato Kaiser
Esse é o problema em atribuir gênero à objetos - uma bizarrice do português.
Thiago Moraes
Sempre achei feio comentaristas desse blog falando "a google", sempre preferi "o google".
yunusardianto
disqus_H8NDlIb4sm already read
Inocente da Silva
Google é trans. Pode ser homem, pode ser mulher, depende da circunstância.
cviniciusm
Termos de uso da Netflix: https://help.netflix.com/pt...
cviniciusm
Vejam os termos de serviço do Google: https://policies.google.com...
David
A Google refere-se à empresa que detém o Gmail, o Google drivers, etc e que detém tbm O Google motor de busca! Assim temos o Google motor de busca da Google!
David
Motor de busca é masculino e empresa é feminino logo... A Google, empresa, tem um produto que é o Google, motor de busca! Isto é português, a empresa não tem como decidir que isto é de outra maneira a menos que queiram recatalugar o motor de busca como outra coisa, um produto feminino, passando ambos a ser femininos.
anderson
Desde a primeira vez que li na internet e revistas, "a Google" que detestei. Nunca fez sentido para mim chamar o Google de a Google.
Krosna Terrestre
Sempre pronunciam nos seriados e comerciais "ámazon dot com"
ArtGamerBr
Para se referir a empresa Google utiliza-se "a" para se referir ao buscador Google utiliza-se "o".
Alexandre Silva
Google é nome de um numero, e "número" é substantivo masculino. Logo é "o Google". Agora se for se referir á empresa... mesmo raciocínio, empresa é substantivo feminino, logo é "a Google".
Henrique Braun
Na própria propaganda dizem O Duster :/
Henrique Braun
Todo mundk jkkkkk
MagicCarpetDriver
Nao arroba como at, mas tipo: varios emails da universidade sao direcionados a [email protected]
Raphael Souza
At Google? Não faz sentido.
Agnaldo Carmo
Eu sempre falei "o Google" aí da bem que não vou ter que mudar meu hábito
wjld
https://uploads.disquscdn.c... ¯\_(ツ)_/¯
Vítor Hugo
Em inglês é "the" sem gênero, portanto em português tanto faz
Jão ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ
Quero distância desses acadêmicos e informais então. MUITA distância.
Eduardo RFS
Várias linguagens perdem gênero neutro ao longo do tempo com a mania de humanos de tratar coisas inanimadas como humanos
Paulo Pilotti Duarte
Desculpa, mas nunca vi nenhuma discordância relativa a pluralização dessas palavras. Pode me indicar qualquer leitura sobre os casos que você expõe aqui?Ainda assim, contudo, a discordância existindo precisa de um argumento relativamente forte para manter o diálogo dentro da discussão. Posto isso, o que eu aponto é que não temos muitos indícios que sustentem a ideia dos normativos nessa questão.
Paulo Pilotti Duarte
A norma culta é mutável e é sucetivel a questões políticas. Variações consideradas na norma culta não necessariamente estão lá por conta de estudos ou quaisquer outros critérios técnicos lingüísticos que se adote. Usualmente é uma boa medida para saber o que e como usar em determinados contextos, claro, mas não tem nada de definitivo nela.
clemerson
A Uber
angelobio
É usado no meio acadêmico e informal. A norma culta não adota. Fim.
c2kraus_716
O problema está na sequência dos fatos, porque o produto nasceu antes da empresa. Ao longo da história do buscador você verá "a Google Inc" citada diversas vezes, inclusive no site oficial até hoje, porque esse é o nome da empresa. Adotar oficialmente "o Google" provavelmente veio depois da criação da Alphabet Inc que sinstituiu a Google Inc. De qualquer modo, cabe a empresa querer ser reconhecida pelo produto ou como empresa, mas isso só é um problema para o nosso idioma já que lá eles não perdem tempo com isso, pois usam The e It para empresas.
Linda
Então o Google é machinho, que gracinha rsrs.
Jefferson Rodrigues
Essa discordância existe até em pluralização como em: agua, chuva, papel.
anilopapoy5150
Sempre tive essa dúvida...
DeadPull
Foi BAN te conhecer ;-)
Breno Ribeiro
O que queremos em 2019: https://uploads.disquscdn.c...
Vegeta humilde
Sempre discuti com meus primos e uns amigos sobre os gêneros na hora de falar de um determinado carro ou marca. Agr sempre vou olhar no site pra conferir, se não tiver site ptbr fudeu
Vegeta humilde
Num tecnocast ele mesmo diz q não sabe pq ficou/é assim.
Vegeta humilde
aaaaaaaaaaaaamazon
Lucas Morais
Comentário desnecessário e deselegante :/
Jarbas Coqueiro
Um "a" longo e mazon
Leonardo Spricigo
O Vapor
Jarbas Coqueiro
Sempre foi assim. Gênero sempre foi parte do português
Paulo Pilotti Duarte
A verdade é que temos duas (grosso modo) escolas diferentes de análise gramatical: normativos e descritivos.Os primeiros defendem que em alguns casos podemos usar uma concordância nominal em elipse (com palavras ocultas dentro da oração) e o segundo grupo diz que não podemos porque a concordância deve se ater ao que está sendo escrito/falado.Contudo, nenhuma regra dá base aos normativos nessa questão. Pelo contrário, derivando as regras do latim vulgar temos que aqueles substantivos que definem objetos (entes) inanimados devem ter sua desinência de gênero convencionada, ou seja, de acordo com aquele que se designa (no caso, a empresa determina se é ou não é "menina", por exemplo).
fan
Ai que tanto mimimi técnico. A empresa chama do que quer e pronto. Se a empresa já se declara o, então é o!
🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ
To cagando pq falo de qualquer jeito mesmo e eras isso. :D
Jefferson Rodrigues
O que escrevi foi o que li em gramática. Como você mesmo escreveu que não existe concenso entre os gramáticos.
Comentário Mil Grau℗
E assim vamos consertando as nossas cagadas pq nos baseávamos nos comentários de amigos e afins. Vlw parsa, agora é memorizar e chama O Steam.
Capitão Caverna
bom sabereu, erroneamente, sempre falei A steam.obrigado.
Comentário Mil Grau℗
sempre chamei O SUV e O Duster. Hj em dia essa porcaria de quererem inserir gênero em tudo está tornando o mundo chatão!
MagicCarpetDriver
Ou @ Google...
Paulo Pilotti Duarte
Não é questão de gramática não. LP não tem gênero neutro e não existe concordância em elipse na NCLP (com palavra oculta, ainda que muitos gramáticos normativos digam que existe, mas, isso forçar regra onde não existe).Como não temos gênero neutro a desinência de gênero se dá por convenção, no caso, daquele que quer ser chamado. Ou seja, a empresa determina, provavelmente em termos de posicionamento de marca, como quer ser chamada: A ou O.
Wellington Gabriel de Borba
Vou pedir para o pessoal do Acelerados fazer um vídeo sobre se é a Duster ou o Duster. Me irrita essa mania do brasileiro de chamar SUV no feminino.
Comentário Mil Grau℗
Se vc tá k e andando pra regra de gênero escolha apenas uma então e foudass os outros.
Comentário Mil Grau℗
A cremosa.
Comentário Mil Grau℗
Ou pode ser simplesmente o jeito dele msm, existem pessoas com diversos tipos de trejeitos e não é por isso que não vou curtir o trabalho dela.
Comentário Mil Grau℗
Agora só falta o Tecnoblog fazer mais um post duvidoso: "Afinal, como se pronuncia Amazon? Ámazon, Amázon ou Amazôn?"
Comentário Mil Grau℗
Usa masculino em tudo e já era mermão, ficar com essa picuinha de selecionar A ou O pq é serviço ou empresa é balela. Sempre chamei O Google e vou continuar chamando assim.
Jefferson Rodrigues
Isso é questão de gramática e não de escolha de quem quer que seja. Se eu falo O GOOGLE, estou me referindo a algum serviço da empresa. Entre o artigo definido e o substantivo GOOGLE existe uma palavra oculta, que, nesse caso, é a palavra SERVIÇO. Mesma coisa se for A GOOGLE. Nesse caso, a palavra oculta é EMPRESA. Ou seja, ficaria assim: A (empresa) Google é reconhecida mundialmente; O (serviço) Google é um dos melhores do mundo.
Kodos Otros
Realmente, não sabia. Sempre falei a Google com rel. a empresa e O google com rel. ao buscador.Bom saber!
Julian Leno
Sempre reviro os olhos quando vejo "A Google" num site imundo acolá...
Felipe Xavier
Comentei diversas vezes nessa thread. Não sei porque é tão complicado do pessoal entender que esse O ou A é com base nos valores de marca, a voz que a empresa quer passar.
Valdinei Ferreira
Lembrando aqui das discussões... "Netflix é menina?" aushaushaushausEnquanto alguns reclamam de mimimi (fazendo mais mimimi), eu só fico rindo aqui das situações.
🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ
Tomou banho quente e saiu no frio!
🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ
Eu falo "a google" quando estou ocultando a palavra empresa e quando me refiro ao buscador falo "o google" e estou cagandox pra essas regrax de gênero, isso em pleno 2018 é muito bregax.
Ronaldo Gogoni
E é "o" Steam, conforme descrito no manual oficial para tradução de termos da Valve. https://docs.google.com/doc..."Steam é usado no masculino (ou seja, o Steam)".
Paul
Foi o que eu já havia dito a alguém aqui nos comentários em outro post. Não importa se vc chama de A ou O, SEMPRE será O pq ELES PRÓPRIOS reconhecem a empresa assim, como já diz no post.A Alphabet que foi criada um dia desses, que é a ''mãe'' das outras empresas fora das buscas.E sinceramente? Sempre foi esquisito chamar/ler ''A Google''. Kkk
Leandro Alves
Pode ser uma paralisia facial de um lado do rosto e você está rindo ainda por cima..
Paulo Pilotti Duarte
Vai ver é o bico de selfie dele.
Paulo Pilotti Duarte
Na verdade, a regra para entes inanimados é exatamente que o gênero é convencionado. Mas deve existir literatura tanto no campo semântico como no campo do sintático com discussões sobre o tema.E sim, era bem mais simples ter um gênero neutro como se tinha no latim vulgar para designar esse tipo de ente da língua/mundo.
Paulo Pilotti Duarte
Essa é a coisa mais estúpida que existe (o X como apagamento de gênero).E o pior, quem não gosta desse tipo de ação impositiva sobre a língua e o usa do mesmo modo de maneira "pós-moderna" (ironicamente) vai acabar criando bases para, num futuro, esse tipo de variação se sedimentar através do uso-desuso (língua, qualquer uma, se transforma a partir do uso de variantes, pouco importante se estas são de forma irônica ou não).
Paulo Pilotti Duarte
No latim tínhamos o gênero neutro para designar entes inanimados. Posteriormente o gênero neutro foi abolido no latim vulgar e, consequentemente, do português. Como não existe o gênero neutro na LP (tanto na variação europeia como na brasileira) estes entes inanimados passam a ter gênero convencionado, ou seja, como dito na matéria, que decide em português sem a empresa é menina ou menino é a própria empresa.Esse problema se deu justamente pela simplificação dos falantes de latim vulgar. Se a LP tivesse um gênero neutro seria bem mais simples.
ばか
x Google.É assim que funciona atualmente, não?
Exibir mais comentários