Início » Antivírus e Segurança » Atualização para Internet Explorer impede boot em alguns notebooks da Lenovo

Atualização para Internet Explorer impede boot em alguns notebooks da Lenovo

Certos laptops da Lenovo não fazem boot após atualização para IE no Windows 10; Microsoft promete resolver problema

Por
42 semanas atrás

Imagine que você tem o Internet Explorer instalado no Windows 10, mas nunca o usa. A Microsoft descobriu uma falha séria de segurança e a corrigiu em uma atualização de emergência. Só que o update simplesmente impede seu PC de fazer boot. Bem, é isso que está acontecendo com alguns notebooks da Lenovo.

Foto por Josh Holmes/Flickr

A Microsoft explica em um artigo de suporte que, após instalar a correção de segurança para o Internet Explorer, o Windows “pode não ser inicializado em alguns laptops da Lenovo que tenham menos de 8 GB de RAM”.

Há uma solução provisória: desativar a Inicialização Segura (Secure Boot) acessando as configurações da UEFI/BIOS. Se a criptografia de disco estiver ativada, “talvez seja necessário realizar a recuperação do BitLocker após a Inicialização Segura ter sido desabilitada”.

Felizmente, o problema aparece somente no Windows 10 com a atualização de aniversário, lançada em 2016; versões mais recentes não são afetadas. A Microsoft garante que “está trabalhando com a Lenovo e fornecerá uma atualização em uma versão futura”.

O Anniversary Update ainda é usado por quem comprou uma licença de longo prazo (LTSC), cujo suporte termina em 2026. Além disso, PCs com processador Intel Atom da geração Clover Trail permanecem nessa versão devido a uma incompatibilidade, e ainda recebem correções de segurança.

IE responde por mais acessos que Microsoft Edge

O Internet Explorer tinha uma falha grave: um invasor podia executar código arbitrário, assumir o controle do PC, instalar programas e excluir dados. Bastava convencer um usuário com direitos de administrador a abrir um site malicioso — enviando o link por e-mail, por exemplo.

A falha, identificada como CVE-2018-8653, estava presente no Internet Explorer 9, 10 e 11. O IE responde por 5,4% dos acessos vindos de desktop, segundo o StatCounter; é mais que o Microsoft Edge.

A vulnerabilidade foi corrigida nos seguintes sistemas:

  • Windows 10
    • Atualização de Outubro de 2018 (1809)
    • Atualização de Abril de 2018 (1803)
    • Fall Creators Update (1709)
    • Creators Update (1703)
    • Atualização de Aniversário (1607)
  • Windows 8.1
  • Windows RT 8.1
  • Windows 7 SP1
  • Windows Server 2016
  • Windows Server 2012
  • Windows Server 2008

Com informações: How-To Geek.