Início » Celular » Huawei não permite mudar launcher padrão do Android após problemas na China

Huawei não permite mudar launcher padrão do Android após problemas na China

Usuários não podem definir Nova Launcher como padrão na EMUI 9 chinesa; Xiaomi também teve problemas com revendedores

Por
22 semanas atrás

A Huawei vem impedindo que usuários mudem a tela inicial padrão para o Nova Launcher, Rootless Pixel Launcher e outros aplicativos, afetando celulares Android com a versão chinesa da EMUI 9. Isso é necessário porque alguns revendedores colocam launchers com anúncios pop-up que instalam apps sem permissão. A Xiaomi teve problemas semelhantes no mercado chinês.

Foto por Kārlis Dambrāns/Flickr

Usuários da Huawei vêm reclamando desde novembro que não conseguem mudar a tela inicial padrão, mesmo sendo possível instalar o Nova Launcher, Action Launcher e outros. É importante lembrar que isso afeta somente as versões para a China de celulares como o Mate 20 Pro e Honor Magic 2; essa restrição não está presente na versão global da EMUI 9.

A Huawei confirma em seu fórum oficial que colocou essa limitação de propósito. A empresa lista quatro motivos, todos relacionados à experiência de uso. Certos launchers aproveitam para instalar mais apps no celular sem explicar isso claramente. Alguns vão além e usam os mesmos ícones da Huawei para seus apps próprios, enganando o usuário.

Há casos em que o launcher coloca anúncios pop-up na interface para ganharem dinheiro. Por fim, tudo isso leva a um maior uso do processador e bateria, aumentando a temperatura.

E se o launcher não tiver nenhum desses problemas? Nesse caso, o desenvolvedor precisa entrar em contato com a Huawei e solicitar permissão para usar a API setDefaultLauncher. Se o pedido for atendido, os usuários poderão mudar a tela inicial padrão.

Revendedores modificam software da Xiaomi e Huawei

A Xiaomi já teve um problema semelhante. Alguns revendedores compram celulares Mi na China, destravam o bootloader e modificam o sistema para acrescentar outro launcher cheio de anúncios ou com malware. Por isso, ela adotou algo chamado Anti-Rollback Protection: o dispositivo não faz boot se roda uma versão não-autorizada do Android.

A Huawei foi mais longe e simplesmente deixou de fornecer códigos oficiais para desbloquear o bootloader, impedindo o root e a instalação de ROMs personalizadas. Ainda assim, é possível usar o ADB (Android Debug Bridge) para desinstalar apps do sistema — como o launcher padrão da empresa. Alguns usuários relatam que, dessa forma, é possível escolher outro launcher.

Com informações: Huawei, XDA Developers.

Mais sobre: , ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.