Início » Celular » É oficial: Xiaomi Pocophone F1 e Redmi Note 6 Pro serão lançados no Brasil

É oficial: Xiaomi Pocophone F1 e Redmi Note 6 Pro serão lançados no Brasil

Pocophone F1 e Redmi Note 6 Pro estarão disponíveis no varejo físico e online até a semana que vem, trazidos pela brasileira DL

Felipe Ventura Por

O Pocophone F1 e Redmi Note 6 Pro estão chegando oficialmente ao Brasil. Eles estarão disponíveis no varejo físico e online até a semana que vem; no entanto, seus preços ainda não foram revelados. Ambos os modelos passaram pela homologação da Anatel a pedido da brasileira DL.

Xiaomi Pocophone F1

A DL explica ao Tecnoblog que os celulares da Xiaomi serão vendidos através da varejista Máquina de Vendas, dona das marcas Ricardo Eletro, City Lar, Eletro Shopping e Insinuante. Os preços ainda estão sendo negociados com as lojas, por isso não foram revelados.

Pocophone F1 tem Snapdragon 845 e câmera dupla

O Pocophone F1 é conhecido por sua relação custo-benefício, pelo menos no exterior: ele traz processador Snapdragon 845, 6 GB de RAM, 128 GB de armazenamento e bateria de 4.000 mAh pelo equivalente a US$ 300. Como dissemos, seu preço no Brasil ainda não foi divulgado.

A câmera traseira é dupla, com sensores de 12 megapixels e 5 MP, e quase empata com o iPhone 8 nos testes do DxOMark. O leitor de digitais fica na traseira, e há reconhecimento facial infravermelho para desbloquear o smartphone mesmo em ambientes escuros.

Na parte frontal, temos uma tela IPS de 6,18 polegadas com resolução Full-HD+ e notch para a câmera de 20 megapixels.

Xiaomi Redmi Note 6 Pro

Xiaomi Redmi Note 6 Pro

Redmi Note 6 Pro tem câmera frontal dupla e 4.000 mAh

Por sua vez, o Redmi Note 6 Pro tem especificações intermediárias. Você encontra aqui um processador Snapdragon 636, 4 GB de RAM e memória interna de 64 GB expansível via microSD de até 256 GB. A bateria tem capacidade de 4.000 mAh.

Ele possui tela de 6,26 polegadas com resolução Full-HD+ e notch. A câmera frontal é dupla, com sensores de 20 megapixels e 2 MP. A câmera traseira também é dupla, com sensores de 12 MP e 5 MP.

O Pocophone F1 e o Redmi Note 6 Pro rodam Android personalizado com o sistema operacional MIUI, que traz alguns recursos como print de tela com uma só mão (deslizando três dedos sobre o display) e funcionalidades de inteligência artificial nas câmeras.

Em comunicado, a DL diz que este é apenas o início de sua estratégia comercial envolvendo a Xiaomi. Vale lembrar que o Mi 6X e relógio Amazfit também estão passando pela homologação da Anatel.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Douglas Peixoto

Poco - 1799
RN6P - 1299

paulo yan

Prestar vai, acho difícil "prestar"=funcionar.

Celso

Isso é uma possibilidade à médio ou longo prazo.
E a variedade de aparelhos no varejo físico vai ter que ser muito grande, se quiser ter alguma chance de chamar a atenção do público leigo.

Do contrário, será mais um zumbi no mercado, a exemplo da Vi com a Meizu.

Celso

Talvez no próprio varejo.
Em lojas das próprias operadoras, pode não ser bem por aí.

Vitor Hugo

eles são idênticos, o que muda é o software.

Renan Rufino

Valeeeeu Lucas! <3
Achei hoje um Moto Z3 play com o moto power pack por uns 1760, to tentado.

Kleverton Soares

E o que foi que eu disse?

Hemerson Silva

Quem disse? kkkk 6X poderia ter global com MIUI, mas a Xiaomi fez questão de usar o Android One nele. Ou tem algum erro aí, ou a homologação foi feita errada, nem o português o aparelho tem.

Fabio Maldonado

aqui não, tiro da tomada as 06:30, uso só pra watss, as 10:00 a bateria ta em 25%, Mi8 Lite

Lucas

Ah não, são diferentes. O Mi A2 Lite é menor e tem um processador mais simples.

Esse que te sugeri é o Mi A2, versão "Global". Eles vêm com o Snapdragon 660 e opções com 32 Gb de armazenamento interno e 4 Gb de Ram, ou 64 Gb de armazenamento e 4 Gb de Ram, ou 128 Gb de armazenamento e 6 Gb de Ram.

Ah, e como esse modelo faz parte do Android One ele vem com o Android puro, não vem com o sistema da Xiaomi (o MIUI). Eu peguei o de 64 Gb de armazenamento e 4 Gb de Ram.

Vale lembrar também que como eles ainda não possuem representação no Brasil você estará sujeito à garantia oferecida pelo vendedor, que no Mercado Livre costuma ser de 3 meses, então é bom conferir os anúncios! Mas acho que como você já estava de olho no Poco já deve saber isso.

Renan Rufino

Lite, Global, Dual, 6GB. Tudo igual?

Renan Rufino

O problema é que alguns acontecem e se acontecer você vai reclamar onde ? Problema maior é esse

Rmavalli

Tenho um A2 e digo que também tem inúmeros problemas, bug no sensor de proximidade, atualização de janeiro dando bootloop, as vezes da umas lerdada nervosa também... Não é mil maravilhas, ainda mais levando em conta que é culpa das atualizações porcas da Xiaomi, mas se for comparar com o preço do nosso mercado atual, até que não é ruim.

Pierre Diniz

Os principais são relacionados à falhas no touch e vazamento de cores no display. O pessoal também reclamou bastante do da MIUI10 lançada incompleta, problemas na câmera, esconder o notch (que por si só é um bug, convenhamos), e cada update de software no f1 resolve um bug e cria mais 2.

Rafael Olah

Quais os problemas do Pocophone?

Exibir mais comentários