Início » Celular » Asus lança Zenfone Max Shot e Max Plus (M2) com plataforma da Qualcomm feita no Brasil

Asus lança Zenfone Max Shot e Max Plus (M2) com plataforma da Qualcomm feita no Brasil

Snapdragon SiP 1 foi desenhado no Brasil e reúne processador e outros chips em uma única placa

Paulo Higa Por

A Asus lançou nesta quarta-feira (13) dois novos smartphones no Brasil: o Zenfone Max Shot e o Zenfone Max Plus (M2). Eles são os primeiros a chegarem ao mercado com o Snapdragon SiP 1 (anteriormente conhecido como QSiP), uma plataforma móvel da Qualcomm projetada no país e voltada para aparelhos intermediários.

Asus Zenfone Max Shot e Max Plus (M2)

Qualcomm Snapdragon SiP o quê?

Mas o que diabos é o Snapdragon SiP 1? Normalmente, um Snapdragon é apenas um system-on-a-chip (SoC), em que os componentes como o processador, o chip gráfico e o modem são fundidos em uma pastilha de silício (o chip). Neste caso, temos um system-in-package (SiP): diversos chips são soldados em uma pequena placa de circuito impresso que, por sua vez, é montada na placa-mãe do celular.

Qualcomm Snapdragon SiP 1

A própria Qualcomm escolhe os fornecedores dos cerca de 400 componentes necessários para o smartphone, como o modem de celular, o GPS, a memória flash, a RAM e outros chips. Ela também desenvolve e otimiza os drivers para que cada peça converse entre si. Ou seja, se o Android puro é o Android desenvolvido pelo Google, o Snapdragon SiP 1 é uma espécie de Snapdragon puro.

Para a fabricante do celular, a vantagem é que boa parte do projeto de hardware vem pronto, poupando tempo e custo de desenvolvimento. Com isso, a marca pode se focar em outros aspectos, como tamanho de tela, sensores de câmera, capacidade da bateria e design do aparelho.

O Snapdragon SiP 1 foi desenhado no Brasil. Já a produção, neste primeiro momento, será no exterior — mas deverá ser realizada na fábrica da USI em Jaguariúna (SP) a partir do ano que vem, possivelmente até mesmo com uma nova geração do Snapdragon SiP, caso o projeto dê certo. Em termos de desempenho, o modelo que equipa os Zenfones oferece uma GPU Adreno 506 e uma CPU como a do Snapdragon 450.

Entendido? Ok.

Asus Zenfone Max Shot e Zenfone Max Plus (M2)

O Zenfone Max Shot e o Zenfone Max Plus (M2) são praticamente idênticos por fora. Ambos possuem uma tela Full HD+ de 6,26 polegadas com resolução de 2220×1080 pixels e um notch para abrigar a câmera frontal de 8 megapixels com flash LED.

Asus Zenfone Max Shot e Max Plus (M2)

Eles trazem um leitor de impressões digitais na traseira, bateria de 4.000 mAh, uma porta Micro USB (boo!) e uma entrada de 3,5 mim para fones de ouvido. O Android é o 8.1.0 Oreo (com atualização garantida para o Pie) quase sem modificações, bem parecido com o do Zenfone Max Pro (M1).

A câmera do Max Shot é tripla, com sensor principal de 12 megapixels e lente com abertura f/1,8, uma secundária de 8 megapixels com lente grande angular de abertura f/2,2 e outra para o modo retrato. Já o Max Plus (M2) deixa a câmera ultrawide de lado, mas pode tirar fotos com fundo destocado.

O Zenfone Max Plus (M2) será vendido com 3 GB de RAM, 32 GB de armazenamento e preço sugerido de R$ 1.399 (R$ 1.299 à vista). Enquanto isso, o Zenfone Max Shot terá opções com 3 GB + 32 GB (R$ 1.499, ou R$ 1.349 à vista) e 4 GB + 64 GB (R$ 1.699, ou R$ 1.549 à vista).

Os produtos começam a ser vendidos no varejo brasileiro nesta quarta-feira (13).

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

hugo

Concerteza da para remover, é só pressionar e segurar na barra de pesquisa e arrastar até a opção de excluir e pronto, a barra de pesquisa já não incomoda mais.

Fernando Jorge Mota

Cara, eu não sei te dizer com informações exatas mas....aparentemente lá fora o Zenfone Max Pro M2 foi lançado a um preço bem tranquilo, acho que até menor que o do M1.

De qualquer jeito mais opções seria bem vindo por aqui. Acho que se viesse por até uns 1800 seria um competidor bem digno do Moto G7 Plus..

Alex D Aquino

Talvez tenham pensando no valor, estava pesquisando ele, Pq estou muito interessado, e o preço lá fora varia de 1600 a 1900, do mais básico ao mais completo.
Se for lançado aqui vem pra mais de 2mil fácil fácil.
Talvez por isso não tenham trazido ele, o que me decepcionou muito.

Celso

A Asus daqui deve achar que o Max Pro M1 ainda está muito recente, pelo jeito.
O problema vai ser apresentar o Max Pro M2 quando já estiverem pensando no Max Pro M3.

Chapecoíno

Alguem sabe se a barra de pesquisa do google sai da tela inicial ou é fixa?

Bruno Alexandre

E é... e bem caro

Bruno Alexandre

Complicado defender esse smartphone... por esse preço... lançado com android do ano passado... ai ai ai... a asus meio que pagando as críticas aos outros smartphones... até o moto one parece mais negócio

Bruno Alexandre

Orra... smartphone de entrada é abaixo dos 1k... não existe smartphone de entrada acima disso o.o

Bruno Alexandre

O próprio Marcel criticou né kkkk

Alessandro Okumura

aham fanboy aonde
leu o post acima???
eu usava asus mas pelo preco nao mais

Daniel Apenas Anormal

Com esse valor eu pego o Max Pro M1 de 4g e 64gb de armazenamento ou por menos disso o de 32gb/3gb, que é tão b9m quanto. Que eum celular excelente, bateria maior, e desempenho equivalente.

Carlin

Um ponto bem positivo não existe aquela atrocidade que a Asus faz rodar encima do Android!

Erisdan Maciel

Bom, cara de Intermediário Premium, preço justo e boa performance! Agora é só esperar baixar o preço ou torcer para que esse já não seja o preço baixo.

Franco Luiz

Claro que tem isso se chama limitar o provedorpro , simplesmente um donwclock foi feito , normal isso

Jefferson Pinheiro

Eu tb vi, porém não tem como ser o 625 ele roda em 2ghz, e no site da qualcomm o 450 é igual ao 625 porém com 1.8ghz, então acho q o cpu z deve ta trocando ps nomes já q eles são praticamente iguais

Exibir mais comentários