Início » Negócios » Nubank tem dobro de receita em 2018 e continua a reduzir prejuízo

Nubank tem dobro de receita em 2018 e continua a reduzir prejuízo

Nubank divulga resultado financeiro de 2018: receita aumentou 117% e prejuízo foi reduzido em 14,3%

Por
29 semanas atrás

O Nubank divulgou seu resultado financeiro de 2018 e a fintech tem algumas boas notícias para compartilhar: a receita mais que dobrou se comparada ao ano anterior, enquanto o prejuízo foi reduzido em 14,3%. Ela já tem 6 milhões de clientes, enquanto a NuConta possui 3 milhões de usuários.

O ano de 2018 foi agitado para o Nubank: a empresa lançou um novo cartão de crédito contactless, ativou a função débito, atualizou a interface do aplicativo para iPhone e Android, expandiu a NuConta para mais usuários, e recebeu um grande investimento da chinesa Tencent.

Tudo isso se refletiu no resultado financeiro. A receita anual foi de R$ 1,23 bilhão, aumento de 117% em relação a 2017. Enquanto isso, o prejuízo líquido ficou em R$ 100,3 milhões (contra R$ 117 milhões no ano anterior).

O volume de recebíveis de cartão de crédito teve aumento de 78% em um ano, totalizando R$ 6,9 bilhões. Isso indica que o Nubank não aumentou apenas a base de clientes: eles realmente estão usando o roxinho. É algo importante para a empresa, porque ela recebe um percentual do valor de cada compra.

Enquanto isso, a provisão para créditos de liquidação duvidosa caiu 6,9% em 2018. Isso sugere que o Nubank precisou separar menos dinheiro para cobrir eventuais inadimplências e atrasos de pagamento.

Nubank aumenta despesas mas ruma à lucratividade

As despesas operacionais aumentaram 82% em um ano. Isso inclui emissão de cartão, marketing, manutenção de sistemas e especialmente recursos humanos. Ela fechou o ano com cerca de 1.300 funcionários e abriu 400 vagas em janeiro.

Assim como outras startups, o Nubank continua tendo prejuízo, mas ele vem diminuindo ao longo dos anos à medida que a fintech atrai mais clientes e lança mais serviços. Pouco a pouco, ela vai rumando à lucratividade — algo crucial para que ela continue existindo.

O Nubank se tornou um “unicórnio” no ano passado, ou seja, o valor da startup ultrapassou US$ 1 bilhão. Inclusive, ela recebeu um investimento da Tencent que a avalia em cerca de US$ 4 bilhões.

Para expandir seu portfólio — e agradar os investidores — a fintech passou a oferecer empréstimo pessoal; os testes começaram em fevereiro.

Com informações: InfoMoney.