Início » Aplicativos e Software » Primeiro beta do Edge com Chromium chega ao Windows 7, 8 e 8.1

Primeiro beta do Edge com Chromium chega ao Windows 7, 8 e 8.1

A Microsoft diz que o Edge para sistemas operacionais antigos é basicamente o mesmo que roda no Windows 10

André Fogaça Por
21 semanas atrás

A Microsoft lançou oficialmente o primeiro beta do navegador Edge feito com base no Chromium para computadores que ainda não atualizaram o sistema operacional para o Windows 10. Os agraciados são os usuários que utilizam o Windows 7, 8 e o 8.1, que já podem utilizar a versão Canary do Microsoft Edge.

Windows 7 rodando o Edge, com base no Chromium

A Microsoft afirma que esta versão criada para os Windows mais antigos é basicamente a mesma que o Windows 10 recebeu na atualização de maio. A única diferença está na ausência do modo Internet Explorer, que serve como modo de compatibilidade para os endereços da web que ainda exigem o IE para funcionar - sério, parem com isso.

A versão disponível é a Canary, que é uma build que acabou de sair do forno da Microsoft, ainda pouco testada e que sequer foi enviada aos desenvolvedores. O grupo de pessoas que testa este tipo de versão beta encontra os piores erros na programação, que são reportados para a empresa e corrigidos em versões futuras.

Os erros são tão comuns, que a atualização do Edge em versão Canary é feita diariamente. O caminho até a versão final começa nesta build, passa para a parte de desenvolvedores, que recebem uma versão muito mais estável e que é atualizada a cada semana. Depois chega o beta, que é o estágio final dos testes, apresenta a menor quantidade de bugs possível e é atualizada a cada seis semanas. Depois disso, se tudo der certo, o Edge final é lançado para o público.

Se você tem o Windows 7, 8 ou 8.1 e quer testar o Microsoft Edge, é só entrar neste link e baixar o programa. Lembrando que o download requer a entrada no programa Insider e que este Edge em versão Canary estará recheado de bugs e problemas.

Com informações: BleepingComputer.

Mais sobre: