Início » Gadgets » Lâmpadas da Philips Hue transmitem dados a 250 Mb/s

Lâmpadas da Philips Hue transmitem dados a 250 Mb/s

Transmissão de dados é inteligente, mas a recepção depende de um adaptador USB para o PC

André Fogaça Por

A Philips anunciou ontem (19) que está lançando uma nova versão de suas lâmpadas Hue, que são fabricadas pela divisão da empresa chamada Signify e que são capazes de enviar dados em uma velocidade de até 250 Mb/s. Com nome de Trulifi, os gadgets utilizam ondas de luz para transmitir dados, no lugar de ondas de rádio dos roteadores Wi-Fi.

Trulifi philips hue

O Trulifi não utiliza uma tecnologia completamente nova, já que a rede com base em luz é chamada de LiFi e já existe desde 2011. Ela utiliza lâmpadas de LED que oscilam a luminosidade que é emitida e um receptor percebe as diferenças, que não são perceptíveis ao olho humano.

Um paralelo bem simples de entender está no controle remoto da sua TV, que utiliza uma forma muito rudimentar da ideia, já que trabalha com sinais luminosos para o receptor do televisor, que compreende o padrão e aumenta o volume, ou troca de canal, ou abre a Netflix.

No caso da lâmpada Trulifi, a oscilação da luz, com um receptor em forma de pendrive em uma porta USB, é capaz de transmitir até 150 Mb/s para vários dispositivos que estão na área onde a luz chega. Se a conexão for dedicada, de ponto a ponto, a empresa promete até 250 Mb/s.

Receptor

Receptor para rede LiFi

A velocidade de transmissão de dados não é tão alta quanto nos roteadores Wi-Fi do mercado, mas há duas grandes aplicações que podem ser interessantes. A primeira é em locais onde há muita interferência de ondas de rádio de várias redes sem fio. A segunda é a privacidade, pois os dados são transmitidos pela luz e apenas o local iluminado recebe a informação – a sala ao lado, mesmo com uma parede fina, mas opaca, não recebe a internet.

Não há informações sobre preços, mas a adoção pode ser menos trabalhosa do que o pensado, já que a fabricante garantiu que as novas lâmpadas podem ser instaladas no lugar onde estão outras da mesma marca, com a ajuda de um adaptador.

O lado negativo deste tipo de conexão é que ele não funcionará com quase nenhum produto que tem antena Wi-Fi, como seu smartphone, tablet, console, TV e todos os dispositivos de casa conectada.

Com informações: Signify.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

tuneman

Não é um problema! O produto foi realmente desenvolvido dessa maneira.
Dá pra usar um componente chamado triac, mas o custo e o tamanho poderiam ser um problema.
PWM está sendo usado até mesmo em led de lanternas de veículos.

Ronaldo Guedes

INTERESSANTE SABER DISSO...Obrigado... eu gostaria de ver isso corrigido em uma próxima versão, mas nem sei se sabem desse problema. não vejo ninguém reclamando disso. kkkk

tuneman

Creio que o motivo é que ela é dimerizada por PWM.
Trabalho com um dimmer para aviários e quando filmamos o funcionamento dele apareceram essas linhas....

Frederico Martins

Que troço inútil. 😂😂😂😂

Ronaldo Guedes

if(night and philipsHue){
badPicturesWithHorintontalLines();
}

Gustavo Rotondo

if (cameraAberta == true){
apagaLampada();
}

Gabriel P B

mas ela de fato transmite na velocidade da luz, errou rude

Mailson

Achei pouco, deveria transmitir na velocidade da luz Hue Hue Hue

Ronaldo Guedes

O grande problema das Philips Hue é que fotos/filmadas sob sua iluminação ficam horríveis... cheio de linhas horizontais... coisa que não acontece com lampadas LEDS comuns... espero que resolva esse problema nas novas.

Luiz Henrique

Só recebe os dados?
Não está claro como o receptor envia dados para as lâmpadas.

João Pedro

Interessante, não conhecia essa tecnologia.. Mas creio que aprimora-la e tiver um aumento do interesses de várias empresas, pode ser que vingue... Isso me faz pensar coisas utopicas, e quem sabe abrir leques pra outras como, o Wafi que seria internet transmitida pela água.. LoL

Mr. Poopybutthole

HU3 BR HEHUEHEHEHEHUHEHEHEH

Bruno

huehuehuehuehuehuehuehue

gib lifi plox or i report u