Início » Celular » Huawei anuncia Mate 30 Pro com quatro câmeras e nenhum app do Google

Huawei anuncia Mate 30 Pro com quatro câmeras e nenhum app do Google

Mate 30 Pro é novo celular topo de linha da Huawei com processador poderoso e tela OLED que escorre pelas bordas

Paulo Higa Por

Direto de Munique — A Huawei apresentou nesta quinta-feira (19) seu novo smartphone topo de linha, o Mate 30 Pro. O modelo pode filmar em câmera ultra lenta e fotografar com zoom óptico de 3x, além de ser equipado com processador Kirin 990 da própria fabricante, bateria de 4.500 mAh com carregamento rápido de 40 watts e sistema operacional Android 10, mas sem aplicativos do Google.

Huawei Mate 30 Pro

Hands-on do Huawei Mate 30 Pro em vídeo

Sob embargo comercial dos Estados Unidos, a Huawei está impedida de negociar com empresas americanas e não pode licenciar os aplicativos do Google, o que inclui a Play Store. O Android 10 é um sistema operacional de código aberto e pode ser utilizado livremente, mas traz de fábrica somente as ferramentas da própria Huawei, a interface EMUI 10, os softwares encontrados no mercado chinês e a loja de aplicativos AppGallery.

Assim como na série P30, a Huawei deu atenção especial às câmeras. Na traseira, temos um conjunto quádruplo com a grife da Leica: uma principal de 40 megapixels (f/1,6) com estabilização óptica de imagem; uma ultrawide de 40 megapixels (f/1,8); uma teleobjetiva de 8 megapixels (f/2,4) com zoom óptico de 3x; e um sensor de profundidade 3D.

É possível tirar fotos em macro a uma distância de 2,5 centímetros e capturar imagens no modo noturno, inclusive com a lente ultrawide. Mas as novidades principais estão em filmagem: o efeito de desfoque de fundo é feito em tempo real e as gravações são realizadas em 4K HDR+ a 60 quadros por segundo, com ISO até 51.200. Um modo de câmera ultra lenta pode atingir 7.680 fps em HD.

Huawei Mate 30 Pro

A tela OLED de 6,53 polegadas (2400×1176 pixels), batizada de Horizon Display, tem uma curvatura de 88 graus nas laterais, maior que a do Galaxy Note 10+. Ela possui um notch maior que a gota d’água do P30 Pro para abrigar cinco sensores: uma câmera frontal de 32 megapixels, um sensor de gestos, um sensor de luz ambiente e uma dupla para detecção de profundidade.

Huawei Mate 30 Pro

A traseira, nas cores preto, prata, verde ou roxo, tem um acabamento em gradiente: ela é brilhante na região das câmeras, mas vai se tornando fosca na parte inferior para ficar mais resistente a marcas de dedos e melhorar a ergonomia. Também haverá modelos em “couro vegano”. Não há mais botões físicos de volume: o controle é feito por meio das bordas da tela que escorre pelas laterais.

Huawei não pode embutir Google Play no Mate 30 Pro

O Mate 30 Pro é o primeiro flagship da Huawei afetado fortemente pelas sanções impostas pelos Estados Unidos. Os principais desfalques são os aplicativos do Google, o que inclui a Play Store. Apesar de rodar Android 10, o celular roda um software mais parecido com o oferecido no mercado chinês, apenas com a interface EMUI 10 e os softwares da Huawei.

Huawei AppGallery

Isso significa que a loja de aplicativos é a AppGallery, da própria Huawei. Segundo a empresa, a plataforma Huawei Mobile Services tem 570 milhões de usuários ativos mensais em 170 países. A AppGallery possui 390 milhões de usuários, que fazem mais de 180 bilhões de downloads por ano. Um dos aplicativos mais usados é o Huawei Brower, com mais de 200 milhões de usuários.

No entanto, a AppGallery ainda terá que evoluir muito para chegar perto do nível da Play Store. Por isso, a Huawei criou um fundo de US$ 1 bilhão para incentivar os desenvolvedores a criarem aplicativos para sua loja. Esse dinheiro será utilizado em treinamentos, distribuição e marketing dos aplicativos.

Huawei Mate 30 Pro tem 5G rápido e bateria de 4.500 mAh

O conjunto de hardware ficou mais poderoso. O Kirin 990 é um processador octa-core de até 2,86 GHz fabricado em 7 nanômetros e acompanha um chip gráfico Mali G76 de 16 núcleos. A Huawei implantou uma NPU (unidade de processamento neural) que processa aplicações de inteligência artificial em games e fotografia de forma mais eficiente, liberando a CPU e a GPU para outras tarefas.

Segundo a Huawei, o Mate 30 Pro com conexão 5G possui 21 antenas, sendo 14 apenas para a nova geração de redes móveis. Ele suporta mais bandas que outros concorrentes, o que também melhora o desempenho: em uma demonstração, o lançamento da Huawei atingiu 1.516 Mb/s de velocidade de download, contra 985 Mb/s do Galaxy Note 10+ 5G.

Huawei Mate 30 Pro

Além do chip da Huawei, o smartphone acompanha 8 GB de RAM, 256 GB de armazenamento (com possibilidade de expansão por meio do formato proprietário NM Card) e bateria de 4.500 mAh com carregamento rápido de 40 watts. Também é possível abastecer o Mate 30 Pro por meio de um carregador wireless, com potência de até 27 watts. O compartilhamento de bateria sem fio está três vezes mais rápido em comparação com a geração anterior.

Claro, ele não será nada barato: o Mate 30 Pro com 256 GB de espaço será vendido por 1.099 euros, enquanto a versão com 5G tem preço sugerido de 1.199 euros. A data de lançamento ainda não foi revelada.

A Huawei não confirmou se o celular será lançado no Brasil. A empresa não tem restrições no país e fornece cerca de 80% das antenas das operadoras em território nacional, mas a disputa com os Estados Unidos e o consequente impasse com o Google afeta as operações da fabricante chinesa em todo o mundo.

Huawei Mate 30 Pro – ficha técnica

  • Tela: OLED flexível de 6,53 polegadas com resolução de 2400×1176 pixels (Full HD+), bordas Horizon Display com curvatura de 88 graus e leitor de impressões digitais;
  • Processador: Huawei Kirin 990 octa-core de até 2,86 GHz (7 nanômetros) com GPU Mali G76 MP16;
  • RAM: 8 GB;
  • Memória interna: 256 GB;
  • Memória externa: suporte a cartão de memória NM Card;
  • Bateria: 4.500 mAh com carregamento rápido de 40 watts ou carregamento rápido sem fio de 27 watts;
  • Câmeras traseiras:
    • Principal: 40 megapixels (f/1,6) com estabilização óptica de imagem;
    • Ultrawide: 40 megapixels (f/1,8);
    • Telefoto: 8 megapixels (f/2,4) com estabilização óptica de imagem e zoom óptico de 3x;
    • Sensor de profundidade 3D;
    • Gravação de vídeo em 4K HDR+ 60 fps, 1080p 960 fps e 720p 7680 fps;
  • Câmera frontal: 32 megapixels (f/2,0);
  • Sistema operacional: Android 10 com interface EMUI 10;
  • Dimensões: 158,1×73,1×8,8 mm;
  • Peso: 198 gramas.

Paulo Higa viajou para Munique a convite da Huawei.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Luis de Vaz Lobo

Seria lindo...

Felipe Liʍa

masss vamos aguardar oq os "hacker chineses" podem fazer ne XD

Geraldo Lopes

D.U.V.I.D.O jamais pisou numa Universidade pública. Para de falar mentira, cara!

Fabio Santos

Eu me formei em universidade pública mais não humanas, quando quiser te Rebato sem vaselina não tenho problema algum.
Não sou fodão apenas entendo os dois lados e tento até hoje entender que vocês veem na esquerda como base kkk.

Geraldo Lopes

"Se quiser detono vocês até mesmo numa palestra numa universidade pública". O cara se acha o FODA, dono da verdade... Deve ser um retardado cheio de mágoas por nunca ter pisado numa Universidade pública por incompetência de passar num vestibular de verdade.

Fabio Santos

A economia estava sendo tapeada a tempos e você que deve mesmo se progressista sabe disto, mais não tem a coragem de citar para as pessoas tais fatos, assim como defende governo chinês invés da população você é como todo governo seja direita ou esquerda apenas pensa no teu bolso e não tem o mínimo de vontade de passar ideias como previdência privada, fundos de investimento pro povo, sim diferente que uns dizem critiquei o atual governo por abaixar taxa selic invés de estimular também o povo a investir eu ensino isto a jovens já o trabalho de todo político no geral e pessoas como você é fazer o contrário.

Marlon Fuhlendorf

Hahaha Eu graças a Deus não preciso de nada do governo. Mas respodendo a sua pergunta, SIM! Não era ótimo, mas era bem melhor. O Brasil era bem visto lá fora, a economia estava melhor, tinham mais empregos, a gasolina era mais barata, o dolar mais baixo, os agrotóxico eram em menor quantidade, a previdencia não fazia as pessoas trabalharem 20 anos a mais, os amiguinhos do presidente, não tinham cargos garantidos na canetada, nao tiravam férias com 2 meses de governo, não tinham aumento no "auxilio paletó". Entre outras muitas coisas que o lixo ta fazendo. Sem contar Amazonia e tudo mais.

Diose Carlos

Você tem razão. Andei pesquisando melhor e vi que não dá. Que bosta!!

Souza

Já comprei dispositivos da China com Android sem a Google Play.
Foi só instalar e usar os aplicativos da loja Google Play sem problemas.

Fabio Santos

Não precisa imaginar só você querer, no meu entender você é da turma progressista isenta que entende o mal do Brasil, porém se faz de cego pois quantos mais ignorantes melhor para que continuem mamando nas tetas do governo ou foi mais um que o gramcismo junto a escola de Frankfurt cozinhou o cérebro.
Se quiser detono vocês até mesmo numa palestra numa universidade pública o que não é difícil ainda mais em humanas aonde a maioria invés de aprender vira um animal funcional.

Felipe Liʍa

Pois eh.. o povao prefe comprar nas casas Bahia q qlqr Samsung da vida q ja tenha um Play Store

Felipe Liʍa

A maioria do pessoal que frequentam aqui no blog ja manja dessas ferramentas pra instalae custom rom, gapps, etc..

Problema serão as pessoas que nao tem paciência de ficar pesquisando em foruns atrás de APKs.

E isso pode prejudicar bastante as vendas dele aqui no ocidente.

Felipe Liʍa

Nao funciona

Felipe Liʍa

Ate pq vai passar mais tempo sem utilizar ele 😅

Felipe Liʍa

Na china sim.. no mundo será difícil!

Exibir mais comentários