Início » Negócios » Uber permite que motoristas deixem de aceitar dinheiro em mais cidades

Uber permite que motoristas deixem de aceitar dinheiro em mais cidades

Aplicativo do motorista vai sugerir corridas pagas em cartão de crédito, débito e saldo do Uber Cash, em vez de dinheiro

Felipe Ventura Por
28/10/2019 às 12h44

Mais motoristas da Uber poderão bloquear corridas com pagamento em dinheiro: a empresa está expandindo uma ferramenta que permite receber somente corridas pagas de outras formas, como cartão de crédito e débito. Ainda em fase de testes, o recurso chegará a mais três cidades do interior de São Paulo "nas próximas semanas".

DInheiro

A ferramenta que bloqueia corridas com pagamento em dinheiro está sendo testada em Campo Grande, Cuiabá, João Pessoa, Ribeirão Preto, São José dos Campos, São Luís e Sorocaba. Ela chegará em breve a Bragança Paulista, Marília e Mogi Guaçu.

Se o motorista ativar essa ferramenta, o aplicativo da Uber deixará de sugerir corridas pagas em dinheiro. Surgirão apenas usuários que vão pagar a viagem com outros meios de pagamento, incluindo cartão de crédito, débito e saldo do Uber Cash.

"Os motoristas parceiros vêm expressando sua preferência por poder escolher a forma de receber seu pagamento", diz a diretora-geral da Uber no Brasil, Claudia Woods, em comunicado. "A ampliação dos testes atuais é uma etapa fundamental nesse processo, para avaliarmos uma possível implementação."

Uber mostra forma de pagamento e destino do usuário

No ano passado, a Uber começou a mostrar aos motoristas a forma de pagamento e o destino do usuário antes do início da corrida. Isso está valendo em capitais brasileiras e em algumas outras cidades. A empresa diz que isso tem "o objetivo de dar ao motorista mais transparência nas informações de cada viagem".

A Uber passou a aceitar dinheiro como forma de pagamento em 2016, a fim de se expandir em cidades onde menos pessoas utilizam cartão de crédito. Alguns motoristas criticam essa obrigatoriedade: isso exige que o parceiro sempre ande com troco, e pode aumentar o risco de assaltos. A 99 permite que os motoristas escolham a forma de pagamento de suas corridas.

Para aumentar a segurança, a Uber desenvolveu uma ferramenta no Brasil para validar usuários que não informam o número de cartão no cadastro. O U-Check usa dados como CPF para obter informações adicionais no sistema da Serasa Experian.

Mais sobre: