Apple cai para quinto lugar na China e Huawei assume a liderança

Com crescimento constante nos últimos trimestres, Huawei rouba espaço de concorrentes e fica em primeiro lugar no mercado de smartphones

Giovanni Santa Rosa
Por
Aplicativos no iPhone 15 Pro Max (imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)
Vendas de iPhones na China encolheram 25% (imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)
Resumo
  • A Apple despencou do primeiro para o quinto lugar no ranking de vendas de smartphones na China no primeiro trimestre de 2024. Ela registrou uma queda de 25% de unidades despachadas, em comparação com o mesmo período de 2023.
  • Huawei lidera o mercado chinês, com um aumento de 70% nas vendas e 17% de market share. Ela conseguiu avançar principalmente devido ao lançamento da linha Mate 60, equipada com chips de 7 nm produzidos localmente.
  • A Apple está buscando reverter a queda no mercado chinês ao ampliar seu centro de pesquisa e desenvolvimento e inaugurar novas lojas, como a Apple Store em Xangai.

A Apple caiu para o quinto lugar no número de vendas de celulares na China durante o primeiro trimestre de 2024. No último trimestre de 2023, ela estava na primeira posição. Quem lidera o ranking agora é a Huawei, que vem apresentando um crescimento constante desde o primeiro trimestre de 2023. Os dados são da consultoria Canalys.

Nos três primeiros meses de 2024, a Apple despachou 10 milhões de iPhones, contra 13,3 milhões no mesmo período de 2023, uma queda de 25%. Ela foi responsável por 15% das entregas.

Já a Huawei despachou 11,7 milhões de unidades no primeiro trimestre de 2024, contra 6,8 milhões no mesmo período de 2023. O crescimento anual foi de 70%. Em relação ao mercado, a Huawei foi responsável por 17% das vendas de smartphones.

Empresa1º tri/20241º tri/2023Variação
Huawei11,76,870%
Oppo10,912,6-14%
Honor10,69,79%
Vivo10,311,3-9%
Apple1013,3-25%
Números em milhões de unidades despachadas. Fonte: Canalys

Os números confirmam relatórios anteriores. Segundo a Counterpoint, a Apple teve uma queda de 24% nas primeiras seis semanas de 2024, em comparação com 2023, enquanto a Huawei subiu 64%.

O mercado chinês de smartphones não apresenta crescimento desde o último trimestre de 2021. O primeiro trimestre de 2024 foi praticamente idêntico ao de 2023, com números rondando as 67 milhões de unidades vendidas.

Isso significa que a Huawei “roubou” mercado de várias concorrentes para conseguir este crescimento de 70%. No top 5, só a Honor teve crescimento, enquanto Oppo e Vivo encolheram.

Huawei reconquista mercado local

No gráfico publicado pela Canalys, a Huawei tinha cerca de 6% do mercado no fim de 2021. A partir da metade de 2022, ela passa a crescer de maneira quase constante, interrompida por um breve período de estagnação.

O crescimento nas vendas em 2023 tem relação com o lançamento da linha Mate 60. O aparelho vem com chips de 7 nm feitos localmente. A empresa está sob sanções e não pode fazer negócios com empresas dos Estados Unidos, nem usar tecnologias do país.

Smartphone Huawei Mate 60 Pro na cor lilás
Chip do Mate 60 Pro está menos defasado em relação a concorrentes(Imagem: Divulgação/Huawei)

Os novos componentes ajudaram a diminuir a distância, em termos de desempenho, para os iPhones da Apple, que já estão em 3 nm.

Explicando de maneira bem resumida, quanto menor a litografia, menor a distância entre os transistores, o que permite aumentar a capacidade de processamento em um mesmo espaço, de maneira eficiente.

Apple quer retomar espaço

Nos últimos meses, a Apple anunciou a expansão de seu centro de pesquisa e desenvolvimento na China. Além disso, Tim Cook visitou o país para inaugurar uma Apple Store em Xangai.

A China é o maior mercado de smartphones do mundo. O país representa 20% das vendas de todos os produtos da Apple e tem uma importância estratégica para a empresa. Por isso, ela quer reverter os números ruins o mais rápido possível.

Com informações: Canalys, MacRumours

Relacionados