Início » Celular » Motorola Moto G8 Play: mais tela, bateria e câmeras

Motorola Moto G8 Play: mais tela, bateria e câmeras

O básico da linha Moto G evoluiu, mas ficou mais caro: Moto G8 Play tem preço sugerido de R$ 1.099

Emerson Alecrim Por
Nota Final 8.1

A Motorola costuma atualizar a linha Moto G uma vez por ano, mas mudou de estratégia em 2019: o Moto G7 Play foi lançado em fevereiro e, nove meses depois, já contamos com o sucessor Moto G8 Play.

Apesar do intervalo curto entre esses lançamentos, o novo modelo traz avanços importantes para a linha. Começa pela tela, que agora está maior: 6,2 polegadas contra 5,7 polegadas da geração anterior. Depois vem as câmeras: agora são três na traseira contra uma no G7 Play. Além disso, a bateria agora tem 4.000 mAh em vez de 3.000 mAh.

O efeito colateral dessas mudanças está no preço: o Moto G8 Play chegou ao mercado custando R$ 1.099, ou seja, R$ 100 a mais que o seu antecessor. Compensa pagar um pouco mais por ele? E outra: será que o processador Helio P70M do G8 Play se comporta bem? É o que você vai descobrir neste review.

Análise do Motorola Moto G8 Play em vídeo

Design e som

Aquele calombo traseiro que caracteriza a família G7 e outras linhas da Motorola foi aposentado (amém?). O Moto G8 Play tem o seu conjunto de câmeras alinhado ao lado esquerdo superior da traseira e mantém o leitor de impressões digitais mais ao centro. Esses detalhes fazem o modelo lembrar um pouco o One Action e outros celulares recentes da marca.

Motorola Moto G8 Play

Eu só esperava um pouco mais de robustez. Apesar de o corpo do aparelho ser de um material firme, a tampa traseira é feita de um plástico frágil que, como tal, parece ser facilmente suscetível a riscos. Ainda bem que a Motorola incluiu uma capinha de silicone na embalagem do smartphone.

Motorola Moto G8 Play

A fabricante manteve ainda a porta USB-C na parte inferior e a conexão para fones de ouvido na superior. Mas houve uma mudança que eu não poderia deixar de destacar: ao contrário do seu antecessor, o Moto G8 Play traz gaveta híbrida, ou seja, você só pode usar dois SIM cards ou um SIM card mais um microSD.

Motorola Moto G8 Play

Em compensação, houve um acréscimo no áudio. Enquanto o Moto G7 Play traz apenas uma saída de som, o G8 Play conta com duas: uma logo acima do notch para chamadas e outra na borda inferior.

O aparelho não usa os dois alto-falantes ao mesmo tempo para gerar um efeito mais interessante, mas pelo menos a saída de áudio inferior tem volume máximo alto, som claro e pouca ou nenhuma distorção.

Motorola Moto G8 Play

Tela

O Moto G8 Play não é tão compacto quanto o G7 Play. O efeito disso a gente percebe na tela: do tipo IPS LCD, o painel agora conta com 6,2 polegadas de tamanho contra as 5,7 polegadas da geração anterior. A resolução, porém, continua sendo HD+.

Para uma tela desse tamanho, seria legal se a resolução fosse maior, mas os 1520x720 pixels do G8 Play dão conta do recado. Levemos em conta também que o display exibe cores vívidas, além de ter brilho forte —o ajuste automático é rápido e preciso.

Motorola Moto G8 Play

Como é típico de painéis LCD, a visualização sob ângulos variados resulta em perda de tonalidades, embora discreta. O que pode incomodar é o aproveitamento do espaço frontal: se por um lado o notch diminuiu por seguir o formato de gota, por outro, a borda inferior continua sendo bem pronunciada.

Apesar disso, dá para classificar a tela como um dos pontos fortes do Moto G8 Play.

Software

O Moto G8 Play vem com o Android 9.0 Pie e, assim como outros smartphones recentes da Motorola, uma interface pouco modificada. O lado positivo disso é que o sistema operacional acaba tendo fluidez e estabilidade.

Mas alguns detalhes podem incomodar. Um exemplo: se um aplicativo tiver ícone quadrado ou retangular, ele será exibido dentro de um círculo, causando um efeito um tanto estranho.

Motorola Moto G8 Play - software

Em contrapartida, a Motorola colocou um app de câmera mais funcional aqui e, ao contrário do que acontece com o Moto E6 Plus, não deixou o app Moto de fora — ele é útil para configurar a navegação em um toque, o Moto Tela (exibe notificações na tela de bloqueio), o Moto Ações (para ativar a lanterna agitando o smartphone duas vezes seguidas, por exemplo) e outros recursos.

Aqui, cabe uma observação para evitar confusão: a área de notificações exibe a opção Modo Noturno, mas ela serve apenas para deixar a tela com uma visual mais alaranjado à noite.

Para deixar o sistema com um tom escuro, é preciso acessar as configurações da tela e escolher a opção "escuro" em Tema do Dispositivo. Mesmo com essa configuração, alguns menus ainda aparecerão com fundo branco.

Motorola Moto G8 Play - Modo Escuro

De todo modo, podemos esperar melhorias: há boas chances de que a Motorola libere o Android 10 para o Moto G8 Play.

Câmeras

De uma câmera traseira no Moto G7 Play para três no Moto G8 Play: uma de 13 megapixels e abertura f/2,0, outra de 8 megapixels e abertura f/2,2 com lente grande angular de 117 graus, a terceira com 2 megapixels e abertura f/2,2 para profundidade (fundo desfocado).

São câmeras simples, mas elas entregam resultados satisfatórios, pelo menos se levarmos em conta que o Moto G8 Play é um intermediário não muito avançado.

Motorola Moto G8 Play

Em boas condições de iluminação, as fotos têm cores fortes e baixo ruído. A definição é satisfatória, mas a câmera principal pode perder um pouco de detalhamento nos pontos mais próximos às bordas das imagens.

A câmera com a lente grande angular convence. Primeiro porque, obviamente, você pode usá-la para exibir uma área maior dentro do enquadramento ou brincar com ângulos diferentes. Segundo porque ela consegue exibir tons um pouco mais quentes na comparação com a câmera principal, de novo, se a iluminação ajudar.

Foto registrada como o Moto G8 Play

Principal

Foto registrada como o Moto G8 Play

Principal, sem HDR

Foto registrada como o Moto G8 Play

Grande angular

Foto registrada como o Moto G8 Play

Principal

Foto registrada como o Moto G8 Play

Grande angular

Foto registrada com o Moto G8 PLay

Principal

Foto registrada com o Moto G8 PLay

Grande angular

Foto registrada como o Moto G8 Play

Principal

Nas fotos com fundo desfocado, o Moto G8 Play não decepciona. Porém, pode ser necessário um pouco de paciência: o ajuste de foco no primeiro plano às vezes demora e, por conta disso, pode exigir que você tenta duas ou três vezes para registrar uma foto sem erros.

Foto registrada como o Moto G8 Play

Já nas cenas noturnas ou com luz reduzida, a situação complica. Os ruídos aparecem com vontade e a definição vai lá para baixo:

Foto registrada como o Moto G8 Play

A câmera frontal, com seus 8 megapixels, não desaponta: as selfies têm boa definição e cores realistas, desde que a iluminação ajude, é claro. O modo retrato é auxiliado por software, razão pela qual falhas de desfoque podem acontecer. Felizmente, esse não é um problema frequente.

Selfie registrada como o Moto G8 Play

Selfie registrada como o Moto G8 Play

Hardware e bateria

O processador do Moto G8 Play é o octa-core Helio P70M de 2 GHz acompanhado da GPU Mali-G72 MP3. Chips da MediaTek costumam causar alguma desconfiança, mas, aqui, não notei problemas: todos os aplicativos testados rodaram numa boa e não houve comportamento anormal pelo sistema operacional.

Não dá para esperar desempenho excepcional, é lógico. Um ou outro aplicativo pode demorar um pouquinho para abrir e, jogos pesados, como Breakneck e Asphalt 9: Legends, só rodam com dignidade se você seguir a velha recomendação de manter as configurações gráficas em médio ou automático.

Complementam as especificações do smartphone 32 GB para armazenamento interno de dados e 2 GB de RAM. É justamente a RAM que merece desconfiança: eu não notei inconsistências no multitarefa, mas, vez ou outra, percebia que os ícones nas telas iniciais demoraram alguns instantes para carregar após algum app ser fechado.

Não chega a ser um problema grave, mas esse tipo de comportamento parece ser efeito de uma limitação de RAM. Já que a Motorola incrementou tanto o Moto G8 Play, devia ter equipado o modelo com 4 GB de memória — ou pelo menos 3 GB.

Desempenho do G8 Play no AnTuTu 8.0.2-OB, Geekbench 4.4.2 e 3DMark 2.0.4608

Desempenho do G8 Play no AnTuTu 8.0.2-OB, Geekbench 4.4.2 e 3DMark 2.0.4608

Da bateria eu não tive do que reclamar. Os 4.000 mAh vão permitir que você deixe o aparelho até dois dias longe da tomada com relativa facilidade.

Para testar o componente, rodei três horas de vídeo via Netflix com brilho máximo na tela, joguei Breakneck e Asphalt 9: Legends por cerca de 20 minutos cada, acessei apps de redes sociais e Chrome por uma hora e meia, ouvi música via Spotify e alto-falante externo por um hora e fiz uma chamada de 10 minutos.

Rodei os testes no decorrer de um dia, começando com 100%. Por volta das 22:00, a bateria ainda registrava quase 60% de capacidade. Muito bom! O tempo de recarga, de 20% para 100%, foi de uma hora e 40 minutos com o carregador de 10 W que acompanha o smartphone.

O Moto G8 Play vale a pena?

Na comparação com o Moto G7 Play, o Moto G8 Play representa uma boa evolução. A tela mais generosa, o trio de câmeras na traseira e a bateria 4.000 mAh (contra os 3.000 mAh da geração anterior) fazem toda a diferença para quem busca uma experiência mais incrementada em um celular intermediário.

O processador MediaTek Helio P70M pode deixar alguém ressabiado, mas a verdade é que ele se saiu bem nos testes. O fator limitador é mesmo a quantidade de memória: se o G8 Play tivesse mais do que 2 GB de RAM e pelo 64 GB de armazenamento, teria tudo para ser um intermediário deveras competitivo.

Como não tem, os R$ 1.099 acabam comprometendo o custo-benefício. Se você se interessou pelo aparelho, vale a pena esperar pelos rotineiros descontos do varejo. Eu pagaria, no máximo, R$ 850 por ele, e isso só se eu não pudesse esperar para obter um valor mais baixo.

Motorola Moto G8 Play

PRÓS

  • A tela deu uma boa evoluída
  • As câmeras também
  • Bateria com autonomia decente

CONTRAS

  • Falta um pouco de refinamento no software
  • Traseira um tanto frágil
Nota Final 8.1
Tela
8
Design
8
Câmera
8
Bateria
9
Software
8
Desempenho
8
Conectividade
8

Especificações técnicas

  • Processador: MediaTek Helio P70M octa-core de 2,0 GHz
  • GPU: Mali G72 MP3
  • RAM: 2 GB
  • Armazenamento: 32 GB expansíveis com microSD de até 512 GB
  • Tela: IPS LCD de 6,2 polegadas com resolução HD+ (1520×720 pixels) e formato 19:9
  • Bateria: 4.000 mAh com carregamento de 10 W
  • Câmera frontal: 8 megapixels (f/2,2)
  • Câmeras traseiras:
    • Principal: 13 megapixels (f/2,0)
    • Ultrawide: 8 megapixels (f/2,2) com grande angular de 117 graus
    • Profundidade: 2 megapixels (f/2,2)
  • Conectividade: 3G, 4G, USB-C, rádio FM, conexão para fones de ouvido, GPS, Glonass, WiFi 802.11n, Bluetooth 4.2
  • Sensores: leitor de impressões digitais, luminosidade, proximidade, acelerômetro, giroscópio
  • Dimensões: 157,6 × 75,4 × 9 mm
  • Peso: 184 gramas
  • Sistema operacional: Android 9.0 Pie

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

小岩井
Olha, ainda bem que peguei o 7P ao invés de esperar o 8P, mais negocio...
Baidu feat MC Brinquedo
Ainda existe um único aplicativo que me faz querer root: YouTube.Esse app é capado demais! Só com root dá pra melhorar um pouquinho...
RODRIGO
Sim! O processador é de origem estadunidense, a tela é IPS e os demais componentes são de construções razoáveis, originárias da China!!
johndoe1981
ROM custom até posso concordar que não é tão útil, mas root não, tem uma porrada de utilidade.
johndoe1981
Ao menos em questão de hardware, não fica devendo em nada.
johndoe1981
Sim, antes da marca pertencer à Lenovo.
johndoe1981
4GB/64GB é o mínimo hoje num aparelho Android para rodar com fluidez.
johndoe1981
GPUs Mali também têm problemas de compatibilidade com alguns jogos, geralmente o desempenho fica aquém do que uma Adreno em um chip equivalente.
johndoe1981
O Plus não fica muito atrás, a Lenovo capou uma penca de recursos que havia no G7 Plus, a mais sentida o NFC.
johndoe1981
Isso aí, hoje se pesquisar bem encontra vários parelhos com NFC até 1000 reais. Meu antigo Optimus G que comprei em fevereiro de 2014 já tinha NFC, sendo que paguei 850 nele, duvido que seja caro o componente.
Zé Colmedia
Assino em baixo, Baidu.Pra mim acabou a modinha do root. Os aparelhos intermediários já suprem de mais minhas necessidades. É aquela trabalheira com root pra no fim ganhar 5% de armazenamento. Tudo bem que tem muita coisa legal pra se fazer com root, (TASKER???) mas como foi dito, também estou sem paciência. kkk
Zé Colmedia
Meu antigo J5 Pro da Samsung tem NFC e custou menos de 900 bolsos.
Zé Colmedia
Estamos falando de Lenovo. Motorola do G1 e G2 era Google.
Zé Colmedia
Já sabe algo sobre a qualidade dos componentes usados? São de boa qualidade?
Zé Colmedia
Vixi muita treta, vixi...
Mickão
Compartilho da mesma opinião. No cenário atual o negócio e comprar algo que tenha um bom software logo de cara e usufruir dele mesmo. Custom ROM da trabalho demais.
GTR TELEFONIA
só me interessa o razr da motorola ,o resto passo longe.a versão play esta ficando cada vez pior desde moto g6 play que era 3gb de ram,g7 play veio com 2gb e o g8 play 2gb/mediatek.O g9 play vai vir com tudo isso e android go.
Veiga Alex
Empresa Lixo, não respeita o cliente.Moto G6 foi um fiasco depois do Update para o Pie.Vendem aqui no Brasil, pois temos poucos concorrentes e brasileiro morre de medo de celulares chineses.Eles nem imaginam que a Motorola não esta nem ai para eles.Motorola nunca mais!
Higo
Minha esposa teve dois Moto G. A primeira geração (excelente) e a quarta, que me desapontou devido ao burn-in da tela em uso normal (a primeira foi trocada na garantia, e a segunda apresentou defeito poucos meses depois). Com o tempo acabei enjoando também da interface minimalista demais do Android da Motorola. Depois disso, só entrou Samsung lá em casa.
Gabriel Naldis
Motorola? Nem de graça eu quero mais essa desgraça!
Gabriel Naldis
Motorola? Nem de graça eu quero mais essa desgraça!
Henrique
As fotos foram em qual cidade?
Henrique
As fotos foram em qual cidade?
Baidu feat MC Brinquedo
Eita!Lembro que em 2011 ~ 2012 eu era um rato de rom. Vivia nos fóruns da vida pra pegar a versão mais atual, mas com o passar do tempo fui perdendo a paciência.Hoje só quero tirar o telefone da caixa e usar. O máximo que faço é personalizar o telefone com a Nova Launcher e já era!Não ligo nem pra update de Android, pois o S.O está tão maduro que desde a versão 7 pra cá mudou tão pouco que nem mesmo isso me faz correr atrás de updates.
Trovalds
MediaTek, dispenso. Mesmo não sendo um processador ruim, sem chance de ROM personalizada.
SmokingSnake
Estranho mesmo, o moto G4 play já tinha 2GB de ram
Rodrigo Sassaki
Maravilha, muito obrigado meu caro, um abraço!
Felipe Liʍa
o público q vai comprar esse G8 Play mal sabe oq é root, imagina instalar uma custom ROM!!!!
Alex Edelweiss
2014?
Keaton
2GB de RAM?! O que é isso? 2017?
João
Aquele da Multilaser parece excelente perto desse haahuahuhua
Emerson Alecrim
Vai. Deve sair na semana que vem.
RODRIGO
Que p* é essa de Bluetooth 4.2 e Wi-Fi 4??? Já estamos falando sobre Wi-Fi 6 e Bluetooth 5.1, isso sim!! Este smartphone, para a minha opinião, está muito ruim e reprovado!!!
RODRIGO
Melhor comprar o Multilaser H, faz bem melhor coisa da vida contra o G8 play capado!!! Quem diria que uma marca considerada rejeitada saísse melhor contra uma multinacional???
johndoe1981
Tem um tempo que dá pra encontrar aparelhos com NFC como Moto G6 Plus/G7 Plus/Z3 Play e ZenFone 5 abaixo dos 1000 reais, alguns até abaixo de 900, tem que pesquisar bem. E aparelhos de 1100 já encontra com relativa facilidade com NFC.
X-Tudãoᴳᴼᵀ
NFC é raridade em aparelhos até 1000 reais, incluindo ai Xiaomis.
X-Tudãoᴳᴼᵀ
2GB de RAM hoje em dia só é aceitável na linha E.
johndoe1981
Sim, quem não quer comprar aparelho novo só pra ter o Android mais atual. Só visitar o fórum do xda, onde não faltam ROMs custom pros aparelhos mais populares que não tenham chip MediaTek.
johndoe1981
Se a pessoa não estiver interessada na versão mais atual do Android, é só não instalar, simples. É melhor ter a opção de ROM e não querer instalar do que querer atualizar e não haver um firmware custom, como acontece com aparelhos com MediaTek.
Felipe Silva
Eu larguei essas drogas faz tempo, quero que o celular só saia da caixa e funcione até a sua morte.
Felipe Silva
Saudade da época que moto g era sinonimo de desempenho descente por um preço justo.
Baidu feat MC Brinquedo
Ainda tem usuário pra rom custom?
Tales
2GB de RAM por 1099 é o absurdo dos absurdos.
Jonathan
É o tipo de aparelho para leigos pegarem na loja física, pois o valor não condiz com as especificações. É triste que a Motorola tenha chegado nesse baixo nível de custo benefício.Saudades dos Moto G1 e G2
johndoe1981
Dou 5 500 reais pra fazer caridade. Porque sem NFC, sem Wi-Fi 802.11ac, sem Bluetooth 5.0, sem tela ao menos Full HD, sem ao menos 4GB de RAM e 64GB de armazenamento, com chip MediaTek que nunca vai ver ROM custom na vida, não vale mais do que isso.
johndoe1981
Dou 5 500 reais pra fazer caridade. Porque sem NFC, sem Wi-Fi 802.11ac, sem Bluetooth 5.0, sem tela ao menos Full HD, sem ao menos 4GB de RAM e 64GB de armazenamento, com chip MediaTek que nunca vai ver ROM custom na vida, não vale mais do que isso.