Início » Internet » Globoplay lança streaming de conteúdo brasileiro nos EUA por US$ 13,99 mensais

Globoplay lança streaming de conteúdo brasileiro nos EUA por US$ 13,99 mensais

Globoplay terá mais de 500 títulos nos EUA, com foco na programação da Rede Globo; serviço é mais caro que Disney+ e Netflix

Felipe Ventura Por

O Globoplay começou uma expansão internacional: o serviço de streaming será lançado neste domingo (19) nos EUA com mais de 500 títulos, com foco na programação da Rede Globo como Avenida Brasil, Domingão do Faustão e Jornal Nacional, além das produções exclusivas da plataforma como Ilha de Ferro, Aruanas, Shippados e Assédio. O serviço custará US$ 13,99 por mês, mais caro que o Disney+ ou que o plano padrão da Netflix.

Ilha de Ferro

Ilha de Ferro (Globo/João Miguel Junior)

O catálogo do Globoplay nos EUA será diferente do oferecido no Brasil, especialmente no que se trata de séries americanas: por exemplo, ele não terá The Big Bang Theory (do CBS All Access), The Good Doctor, The Handmaid’s Tale, Killing Eve (todas presentes no Hulu), entre outras.

O foco estará em produções brasileiras, incluindo filmes nacionais, novelas antigas e atualmente em exibição, atrações infantis do Gloob e programas da GloboNews. Haverá também o Globo Notícia Américas, voltado para a comunidade brasileira nas Américas; ele é transmitido na Globo Internacional, canal de TV paga disponível nos EUA desde 1999.

Globoplay é mais caro que Netflix nos EUA

Em 2018, o Ministério das Relações Exteriores estimava que havia 1,4 milhão de brasileiros morando nos EUA, principalmente na Flórida. Talvez por isso, a Globo realizará um show exclusivo do Thiaguinho em Miami no dia 5 de fevereiro para marcar o lançamento do Globoplay nos EUA.

O aplicativo do Globoplay está disponível para iPhone, iPad, Android, Apple TV, Android TV, Chromecast e TVs da Samsung. A assinatura custa US$ 13,99 por mês; para comparação, o plano padrão da Netflix custa US$ 12,99 mensais nos EUA, contra US$ 6,99 do Disney+.

“A chegada do Globoplay ao mercado americano é um passo importante de expansão e da nossa visão digital”, diz Raphael Corrêa Netto, diretor de Negócios Internacionais da Globo, em comunicado. No Brasil, o serviço de streaming tem cerca de 22 milhões de usuários por mês.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
16 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Andre Costa (@mr.luizandre)

Pessoalmente, é um conteúdo que não me interessa. Mas deve pra quem mora fora pode ser legal, talvez enxerguem como uma forma de manter certo “vínculo” com o Brasil, o que também deve ser o principal motivo de assinarem a Globo Internacional.

Uma jogada esperta de Globo, resta saber se vai vingar.

Fábio Laurindo (@Fabio_Laurindo)

Mostrei pra minha tia que mora nos EUA ela disse que Globo nem morta.

Matheus Motta (@Matheus_Motta)

Boa sorte, vão precisar!

@ksio89

Concordo, Os Aspones era bem subestimada. Outra série que gostava bastante era Os Normais, que rendeu um dos poucos filmes de comédia nacional que realmente achei engraçado.

Eu acho as minisséries e microsséries da Globo muito boas, são bem menos popularescas que as novelas.