Início » Celular » Canonical ensina como migrar do Windows 7 para o Ubuntu Linux

Canonical ensina como migrar do Windows 7 para o Ubuntu Linux

Série de tutoriais tenta convencer usuários do Windows 7 a irem para o Ubuntu

Emerson Alecrim Por

Enquanto a Free Software Foundation provoca a Microsoft com uma petição para abrir o código-fonte do Windows 7, a Canonical tenta atrair usuários desse sistema operacional para o Ubuntu. Para tanto, a companhia promete uma série de tutoriais de migração. O primeiro, já disponível, é muito interessante.

Ubuntu Linux

Ubuntu Linux

Para quem esteve em Nárnia nas últimas semanas, aqui vai uma rápida explicação: no último dia 14, a Microsoft deixou de oferecer suporte ao Windows 7. Isso significa que o sistema operacional não irá mais receber atualizações de software ou segurança.

Algum suporte será mantido apenas para empresas dispostas a pagar (caro) por isso. Para os demais casos, a Microsoft sugere a migração para o Windows 10. Não é pouca gente: um levantamento da NetMarketShare aponta que o Windows 7 estava presente em 26% dos computadores pessoais no final de 2019.

De olho nessa turma, a KDE sugeriu a migração do Windows 7 para o Linux. Nesta semana, a Canonical reforçou esse recado, só que, obviamente, promovendo a sua própria distribuição: os tutoriais (em inglês) mostram como migrar para o Ubuntu.

Duas semanas depois de apresentar as razões para a distribuição ser escolhida, a Canonical publicou o primeiro tutorial no blog do Ubuntu. O texto é interessante por ser detalhado e de fácil compreensão. No começo, a empresa explica algumas terminologias e as vantagens que o Ubuntu oferece, como estabilidade, segurança e gratuidade (óbvio).

Depois, o tutorial faz uma interessante comparação entre os softwares disponíveis para Windows 7 e Ubuntu. O texto explica, por exemplo, que Firefox, Chrome e Opera têm versões para Linux, mas que o usuário terá que recorrer a uma alternativa para o Microsoft Office, como o LibreOffice.

Chrome no Ubuntu

Chrome no Ubuntu

Por fim, a Canonical faz algumas considerações sobre os requisitos de hardware e mostra ao usuário como criar backup dos seus dados no Windows 7 para levá-los ao Ubuntu.

Note que o tutorial não é voltado a usuários com conhecimentos avançados, mas para o público com pouca ou nenhuma familiaridade com o Ubuntu. Por conta disso, o material pode ser útil até para quem usa o Windows 10, mas tem interessante em experimentar o Linux.

A ser liberado em breve, o próximo tutorial mostrará como o Ubuntu pode ser instalado.

Mais sobre: , , ,

Comentários da Comunidade

14 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

João Víctor Zárate
Acho interessante esse tipo de ação de divulgação que eles fazem, junto desses tutoriais pra pessoas mais leigas, assim quem já tinha um interesse ou se interessar, consegue entender e fazer a migração de uma forma intuitiva. Foi em um desses que a muito tempo atrás eu comecei a usar o Ubuntu, atraves do wubi.
Fernando Fregonezi Marini
Acho muito legal essa iniciativa da Canonical, recentemente troquei o Windows 7 do notebook da minha namorada pelo deepin, o maior problema é o Office.
@Fabiofs
Estou testando algumas soluções para windows (tbm disponíveis pra linux), mas realmente é difícil um que substitua.
O melhor que encontrei foi o Softmaker Freeoffice. Fica a dica aí para testar
@GuilhermeE
@Fabiofs, LibreOffice é muito completo, mais que o FreeOffice e o WPS. É só questão de costume usá-lo.
No meu trabalho eu acabo usando o Google Docs mesmo e fico sem depender de sistema operacional.
Fernando Val
Não uso nenhum programa da suite Office já há uma década. Mesmo quando ainda usava Windows diariamente no trabalho.
Pika das Galaxias
Realmente é o pior problema para migrar um usuário para linux, não que as alternativas sejam ruins.
@Fabiofs



GuilhermeE:

LibreOffice é muito completo, mais que o FreeOffice e o WPS. É só questão de costume usá-lo.


O problema não é acostumar, é a compatibilidade com os arquivos do word. Ele nunca fica perfeito, sempre apresentando erros de formatação
Fernando Fregonezi Marini
As planilhas do Excel também.
Anayran Pinheiro de Azevedo
Isso aí, com muito trampo, tu consegue colocar pelo menos o Office 2010 pra rodar. Mas não recomendo, o programa crasha direto.
Sérgio
Ir pro Ubuntu, passar raiva e ficar com trauma de Linux…
Igor Antonio
Faz sentido, a Microsoft e a Canonical tem uma parceria forte, fica como mais uma opção… Sobre o office, não sir como fica usar no navegador direto o office 365…
Fabricio de Oliveira Silva



FFMarini:

recentemente troquei o Windows 7 do notebook da minha namorada pelo deepin, o maior problema é o Office.


Esse ano faz 10 anos que uso Linux. Pra mim o Office foi o mais fácil de se adaptar, já que o LibreOffice tem a maioria das funções, exceto algumas que quase não uso. O últmo program que migrei foi do PaintToolSAI pro Krita, que tem um excelente guia de migração. Pra trabalhar já faz tempo que deixei o Corel pelo Inkscape.
Eric Viana
Mas pessoal, o Office 365 via navegador já é bem competente no que faz. Se não precisa de funções super avançadas é possível usar sem problema algum via chrome ou firefox.
Marcelo Ferreira
eu uso e recomendo o Linux Mint Mate
@GuilhermeE

Mas pessoal, o Office 365 via navegador já é bem competente no que faz. Se não precisa de funções super avançadas é possível usar sem problema algum via chrome ou firefox.

Via navegador é terrível! Assinei por um mês pensando em substituir o Google Drive (Office + 6TB de espaço foi tentador) mas ele não chega nem perto de um Google Docs ou mesmo de um Wordpad, de tão limitado que é. Foi uma das piores experiências que tive com um app de escritório online.
@GuilhermeE

O problema não é acostumar, é a compatibilidade com os arquivos do word. Ele nunca fica perfeito, sempre apresentando erros de formatação

Padrões da MS são tão despadronizados que criei um documento no Office 365 em casa e no Office 2019 do trabalho ficou todo desconfigurado.
Fabricio de Oliveira Silva



Eric_Viana:

o Office 365 via navegador já é bem competente


Ainda acho o LibreOffice uma melhor opção. Já vem instalado na maioria das distribuições, é gratuito e tem compatibilidade com os arquivos do MS Office.
Eric Viana
Caramba, nunca tive problemas…
Participe da discussão