Início » Celular » BlackBerry morre de novo: parceria com TCL chega ao fim

BlackBerry morre de novo: parceria com TCL chega ao fim

TCL não vai mais fabricar celulares Android com marca BlackBerry

Emerson Alecrim Por

Se havia alguma chance de um BlackBerry com Android ser lançado neste ano, agora, só com um milagre: a TCL Communication, que vinha respondendo por alguns aparelhos da marca desde o final de 2016, desistiu de continuar com a parceria.

BlackBerry Motion

BlackBerry Motion

Em nota divulgada nesta segunda-feira (3), a TCL comunica que, a partir de 31 de agosto, não venderá mais nenhum aparelho com o selo BlackBerry. Após a data, a companhia também perderá o direito de projetar ou fabricar dispositivos móveis baseados na marca. É o fim de uma parceria que teve início em dezembro de 2016, mas não foi das mais produtivas.

Por algum tempo, a BlackBerry foi líder no segmento de celulares para uso corporativo. Porém, com a chegada do iPhone e o avanço do Android, a companhia perdeu espaço progressivamente, até que, em 2016, se viu forçada a abandonar esse mercado.

Com a decisão, a BlackBerry (outrora, RIM) passou a se dedicar ao fornecimento de softwares para comunicação e segurança, sobretudo para ambientes corporativos. Ao mesmo tempo, a companhia decidiu licenciar a sua marca para fabricantes dispostos a lançar aparelhos com o selo BlackBerry.

Foi aí que a chinesa TCL apareceu. Após o acordo de licenciamento, a companhia lançou alguns smartphones BlackBerry que rodam Android, como o modelo com teclado físico BlackBerry KeyOne, o BlackBerry Motion, o BlackBerry Key2 e, como último produto, o BlackBerry Key2 LE, anunciado em agosto de 2018.

BlackBerry Key2

BlackBerry Key2

Nenhum desses aparelhos registrou vendas expressivas e, entre usuários que tiveram acesso a eles, houve um número considerável de críticas negativas. A TCL já havia deixado claro que pretende se focar em celulares com a sua própria marca, mas é provável que os mencionados fatores é que tenham pesado para o fim da parceria com a BlackBerry.

Isso significa que a BlackBerry morreu de novo, pelo menos no universo dos celulares. Pode ser que a empresa consiga um novo acordo de licenciamento com outro fabricante, mas não vai ser tarefa fácil: o fracasso da parceria com a TCL é uma prova forte de que a marca não tem o apelo de antes.

Para quem comprou um celular BlackBerry da TCL, a companhia promete suporte até 31 de agosto de 2022.

Com informações: TechCrunch.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido

Vocês me desculpem, mas esses telefones projetados por outras empresas que só botam o nome da marca, são lixos que nunca vão ser iguais aos criados pelos originais.

@ksio89

Poxa, mas os Android da Nokia (feitos pela HMD) não são bons?

Matheus Motta

Como algo morto consegue morrer??

Eduardo Alvim

Uma pena. Sempre quis ter um Blackberry, por fetiche mesmo. Não deu.