Início » Celular » Apple deve vender iPhone 12 sem carregador e sem fone na caixa

Apple deve vender iPhone 12 sem carregador e sem fone na caixa

Próximo celular da Apple, iPhone 12 não deve trazer carregador e fones de ouvido com fio na caixa do smartphone

Bruno Gall De Blasi Por

A Apple não deve incluir o carregador e os fones de ouvido na caixa do iPhone 12. Segundo o analista Ming-Chi Kuo, conhecido por adiantar informações sobre lançamentos da marca, os sucessores do iPhone 11 podem chegar ao consumidor somente com o cabo USB. A Apple não comentou sobre o assunto.

Sucessor de iPhone 11 (foto), iPhone 12 não deve trazer carregador e fone na caixa

Os rumores sobre a remoção de acessórios do iPhone 12 não são recentes. Em maio, informações de bastidores revelaram a possibilidade de a Apple não incluir os fones de ouvido EarBuds na caixa dos próximos telefones da marca. Para compensar os custos, a expectativa é de que a marca ofereça uma promoção para adquirir os AirPods.

Agora, a decisão deve afetar, também, o carregador do celular. De acordo com o analista, a Apple deve remover o carregador que acompanha o smartphone, mantendo somente o cabo USB para carregar a bateria. No lugar, o cliente teria de comprar o acessório separadamente, assim como o fone de ouvido.

O analista explica que a remoção se dá, possivelmente, para reduzir o preço final do produto por conta do aumento nos custos de produção do iPhone 12 devido à conectividade 5G. Para o analista, a alteração é uma alternativa para a Apple vender os novos celulares na mesma faixa do iPhone 11, cujos valores começam em R$ 4.999.

A remoção, ainda assim, pode aumentar o custo final do iPhone 12 ao consumidor, caso mantenham o mesmo preço do iPhone 11. Na Apple Store do Brasil, os EarPods com conector Lightning são encontrados por R$ 249. Já o carregador de 5 watts está à venda por R$ 149 na mesma loja. Confira a soma dos produtos com valores desta segunda-feira (29):

Produto Preço no Brasil Preço nos Estados Unidos
iPhone 11 (64 GB) R$ 4.999 US$ 699
EarPods com conector Lightning R$ 249 US$ 29
Carregador USB (5 watts) R$ 149 US$ 19
Total R$ 5.397 US$ 747 (cerca de R$ 4.075 em conversão direta)

Kuo ainda espera o lançamento de um carregador de parede de 20 watts. Segundo o analista, o acessório irá substituir as tomadinhas de 5 W e 18 W, e deve ser capaz de entregar recargas mais rápidas aos celulares. Além disso, a fonte de energia deve trazer entrada USB-C no lugar do conector USB-A.

Outro celular que deve vir desacompanhado do carregador de 5 watts no futuro é o iPhone SE (2020), ainda de acordo com Ming-Chi Kuo. As gerações atuais do iPad, iPad Air e iPad Mini, porém, não devem ser afetadas e continuarão a trazer com o adaptador de 12 W.

Espera-se que a Apple apresente quatro celulares no segundo semestre de 2020: iPhone 12, iPhone 12 Max, iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max. A expectativa é de que os celulares tragam mudanças no visual, tela de 120 Hz e ficha técnica atualizada, com o recém-anunciado iOS 14.

A data e preço de lançamento do iPhone 12 no Brasil ainda são um mistério.

Com informações: MacRumors e Cnet

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
24 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@LeandroCSC

A justificativa pra essa bizarrice seria redução de custos? Pra empresa que mais lucra com aparelhos no planeta? Que no Brasil pratica um dólar exorbitante por custo unitário? O capitalismo as vezes me dá nojo! Eu quero ver o argumento dos fanboys caso essa palhaçada se confirme.

Lucas (@guaip)

Os fones e carregadores estão caros até para a própria Apple. Percebem a ironia disso?

@doorspaulo

Pagar 5k num smartphone, e não vir nem com carregador kkkkkkkkkkkkkkk

Só usuário da Apple mesmo.

Zanac_Compile (@Zanac_Compile)

Não é questão de Fanboy. Os LEGOS são assim, o PS5 vai ser assim, o SURFACE nem tem aqui, pois seria impraticável. Um Android da Philco custa 500 reais a mais só por mais 64GB de memória, baitas mercenários. Isso é geral, só que toma essa proporção quando é da Apple.

Acho o preço do iPhone aqui uma utopia desproporcional, assim como um Samsung top de linha, porém eu troco a cada 5 anos, a qualidade, o desempenho, a segurança que trás vale o investimento. Depois de anos, comprei o iPhone 11 e não pretendo trocar até 2025 pelo menos.

Quem comprar o iPhone 12, vai se dar mal, se o custo aumentar tanto por um 5G que não vai AGREGAR NADA, até de fato essa tecnologia valer a pena. Eu consigo com minha rede 4G uma taxa de 100Mbps de download e 60Mbps de upload, já é muito bom, não tenho nenhuma carência por uma rede 5G.

wesley soares (@wesley_soares)

Cara vc é fanboy, só não percebeu ainda. Cuidado com viés de confirmação. Abs

Diogo Silva (@uzu)

Feature !!

Thiago Mobilon (@mobilon)

Lembrando que já discutimos essa possibilidade, na época em que a UE queria padronizar cabos e conectores, lembram?

Tem vários tópicos bons aqui na Comunidade. Gravamos até um Tecnocast:

A conclusão foi que a única forma de reduzir o lixo eletrônico, seria se os smartphones viessem SEM cabos, carregadores e fones, pra reaproveitarmos os que já temos hoje.

Se a Apple cortar ~50 dol no preço dos aparelhos, eu vejo a mudança com bons olhos.

Naldis (@zepolenta)

Fanboy detected. HAHAHAHAHAHAHA

Querer justificar essa palhaçada da Apple, é no mínimo levianismo.

Giovani (@Giovani)

Sou a favor de tirar a caixa também, se vc for ver bem ela é bem “chique” e diminuiria o custo final, o produto pode ser entregue num saco de papel pardo por exemplo, bem mais em conta.

 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido (@Wardz_de_souzA)

Aí a Samsung faz a mesmíssima coisa e os flocos vão se tocar em êxtase elogiando a atitude, afinal, não foi a Apple.

Tem hora que o ser humano dá sono.

Diego Nascimento (@Dieg0)

Rapaz, nem sei dizer o quanto absurdo é isso! Pior que tem gente que defende essa escrotice!
O próximo passo é vender o aparelho em peças com um manual de montagem.

Clark Kent (@Clark_Kent)

Particularmente para mim tanto faz, nem tirei o carregador e headphone da caixa dos meus últimos celulares, tenho vários da Samsung, Motorola e LG aqui sobrando na minha gaveta!

imhotep (@imhotep)

Isso tá q nem empresa de sabão em pó ou chocolate, q diminui o volume de produto na caixa mas vende pelo mesmo preço.
A diferença é q o sabão em pó vc leva menos, mas fora o prejuízo financeiro, tem lá o produto ok pra usar.
Para que serve um telefone sem carregador?
Ok, vão falar q as pessoas acumulam carregadores de aparelhos antigos. Pode até ser. Mas é papo furado qd falam de meio ambiente e redução de lixo eletrônico. Isso é só greenwashing.
Quanto ao fone, eu pessoalmente não uso os fones padrão, pois tenho fones melhores. Mas carregador é diferente. Se ainda existisse um padrão de entrada e consumo ok, mas não é o caso.

Quanto a reduzir o lixo eletrônico, a única forma q existe é reduzindo o consumo, ou seja, reduzindo a obsolescência programada e usando o aparelho até estragar ou, ao menos, até ficar lento demais para o uso normal (tudo tem um tempo de vida). O resto, como disse, é apenas greenwashing e usar a luta a favor do meio ambiente como política de marketing.

Gabriel Lode (@Gabriel_Lode)

Lamentável, daqui a pouco vão querer que os consumidores paguem assinatura para ter acesso ao sistema do aparelho, ou vão vender sem câmera, alto falantes e quem quiser terá que comprar a parte, tenho iPhone, mas a Apple merecerá um boicote caso isso realmente aconteça, não existe explicação no mundo que me faça aceitar tal conduta.

Emmanuel Carvalho (@seomanel)

É uma idéia. A caixa do Kindle é feita de papelão pardo, reciclado e reciclável, bem mais sustentável que o luxo da Apple… mas quem compra Apple compra o luxo. Até hoje lembro da sensação de abrir meu primeiro MacBook Air (a primeira versão)… devia ser a caixa mais bonita que eu já vi num eletrônico.

Exibir mais comentários