Início » Finanças » Cartões do Itaú não irão mais pontuar no PicPay e RecargaPay

Cartões do Itaú não irão mais pontuar no PicPay e RecargaPay

Cartões do Itaú não acumularão pontos em transações em carteiras de pagamento PicPay e RecargaPay a partir de novembro

Bruno Gall De BlasiPor

Os cartões do Itaú deixarão de acumular pontos em transações feitas no PicPay e RecargaPay. Segundo o banco, a mudança entrará em vigor “a fim de desestimular o uso indevido de cartões de crédito e evitar riscos ao ecossistema financeiro”. Os cartões cadastrados em carteiras como Apple Pay e Samsung Pay continuarão a pontuar.

Cartões do Itaú no Apple Pay (Imagem: Tecnoblog)

Cartões do Itaú no Apple Pay (Imagem: Tecnoblog)

Cartões do Itaú terão alteração no programa de pontos

A alteração no regulamento do programa de pontos foi anunciada através de um e-mail enviado aos clientes. No comunicado, o banco afirmou que, a partir de 27 de novembro de 2020, “todas as transações feitas com cartão de crédito cadastrados em carteiras de pagamento não acumularão mais pontos no seu programa”.

Procurado pelo Tecnoblog, o Itaú afirmou que, neste momento, a medida será aplicada às carteiras RecargaPay e PicPay. Transações realizadas com o Apple Pay, Google Pay, PayPal, Samsung Pay, e com “carteiras vinculadas a sites e aplicativos”, como Ame Digital, Magalu Pay, Mercado Pago, Rappi, iFood e mais, ainda irão pontuar.

“A fim de desestimular o uso indevido de cartões de crédito e evitar riscos ao ecossistema financeiro, os programas de fidelidade vinculados a todos os produtos do Itaú Unibanco deixarão de acumular pontos originados por transações via carteiras de pagamentos que desrespeitem regras estabelecidas pelas bandeiras de cartões e/ou normas das autoridades que regulam esse mercado”, afirmaram.

O novo regulamento estará disponível aos clientes no próximo dia 27. Confira o posicionamento do Itaú desta quinta-feira (12) na íntegra: 

“A fim de desestimular o uso indevido de cartões de crédito e evitar riscos ao ecossistema financeiro, os programas de fidelidade vinculados a todos os produtos do Itaú Unibanco deixarão de acumular pontos originados por transações via carteiras de pagamentos que desrespeitem regras estabelecidas pelas bandeiras de cartões e/ou normas das autoridades que regulam esse mercado. A medida terá validade a partir de 27 de novembro de 2020 e será aplicada, neste momento e em função de tais critérios, às carteiras RecargaPay e PicPay. Vale ressaltar que os pagamentos realizados com carteiras digitais como Apple Pay, Google Pay, PayPal, Samsung Pay e carteiras vinculadas a sites e aplicativos de comércio eletrônico, como, por exemplo, Ame Digital, Magalu Pay, Mercado Pago, Rappi e iFood, entre outras, continuarão pontuando normalmente. As compras realizadas por qualquer carteira digital continuarão sendo consideradas nas metas de gastos para a isenção de anuidade dos cartões com essa possibilidade. Atualizações sobre o assunto serão comunicadas previamente aos clientes”.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
8 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

LekyChan (@LekyChan)

o pessoal devia estar usando o picpay para pagar a fatura do próprio cartão de credito.

Pedro Henrique de Campos Xavier (@cidopina)

Fosse apenas isso, porque o Recarga Pay também rodou? E pq as outras continuam pontuando? Isso tem cara de abuso com os concorrentes. Preservar o sistema financeiro? Ah conta outra Itaú…

Emanuel Schott (@Emanuel_Schott)

Recarga Pay também permite pagar boletos. E se tiver o Recarga Pay+, tem limite de R$3000 sem taxas.

Dark (@Darkalliance)

Estranho, o Itaú afirma que tais praticas prejudicam o mercado financeiro e blablabla. Mas em nenhum momento elenca quais são essas praticas e o por que prejudica e seus possíveis malefícios.

A situação fica ainda mais esquisita e estranha quando outros serviços semelhantes não são igualmente bloqueados no esquema de pontuações.

Isso está me cheirando a puro e simples boicote, e na tentativa de ludibriar e confundir seus clientes, emitem esse comunicado extremamente confuso e que não expõe todos os fatos de maneira clara.

Enfim é por essas e outras que to fugindo desses bancos comuns, estou avaliando seriamente todas as fintechs e os benefícios que elas estão me propondo, por enquanto eu já estou no Nubank, mas aberto a outros bancos que me apresentar melhores benefícios e segurança.

Kadu (@kadu)

Como os colegas falaram, realmente é muito estranho que o Itaú tenha escolhido apenas essas duas carteiras. Soa como abuso de poder econômico. Perceberam que o Itaú sequer cita a sua própria carteira, o Iti, no comunicado?

Naldis (@zepolenta)

Isso aí é pra estimular o uso do Pague Contas deles (Itaú), que cobra uma taxa de 2,99%.

Naldis (@zepolenta)

Não existe almoço grátis.

Kadu (@kadu)

O que entendi desse movimento foi o seguinte: Itaú quer boicotar as carteiras digitais, mas não poderia fazer um boicote geral pois isso desestimularia o uso do próprio cartão do Itaú. Se boicotassem o MercadoPago, todas as compras do Mercado Livre não pontuariam; Ame, todas as lojas B2W, e por aí vai. Seria uma enorme desvantagem dos cartões do Itaú para quem se interessa por programas de pontos e provavelmente levaria muitos clientes a buscarem outras opções.

Assim, o banco optou por uma medida no meio do caminho: boicotar somente os aplicativos que não são associados diretamente a nenhum e-commerce — portanto, RecargaPay e Picpay —, deixando de fora do boicote os associados a algum e-commerce e os que não permitem pagamento de boletos com cartão de crédito (Samsung Pay, Google Pay, Paypal etc).

O curioso é que a medida se mostra incoerente de qualquer lado que se olhe: por um lado, o Iti, do próprio Itaú, não é associado a nenhum ecommerce mas não faz parte do boicote (por que será, né?); e por outro, o Ame permite pagamento de boletos com cartão de crédito, mas não entrou no boicote.

Ou seja, a decisão foi totalmente arbitrária e sem critério. Tão arbitrária que só conseguiram dar uma desculpa pra lá de genérica: “evitar riscos ao ecossistema financeiro”.