Início » Celular » Apple inicia pré-venda do iPhone 12 no Brasil; confira os preços

Apple inicia pré-venda do iPhone 12 no Brasil; confira os preços

Apple dá a largada em pré-venda de iPhone 12 no Brasil com preços a partir de R$ 6.999; celulares têm 5G e visual remodelado

Bruno Gall De Blasi Por

A Apple começou a pré-venda do iPhone 12 no Brasil nesta sexta-feira (13). O iPhone 12 Mini, iPhone 12, iPhone 12 Pro e o iPhone 12 Pro Max já podem ser reservados com preço sugerido entre R$ 6.999 e R$ 13.999, 5G, novo visual e MagSafe. O carregador e os fones de ouvido, porém, não acompanham mais os smartphones.

Apple inicia pré-venda de iPhone 12 no Brasil (Imagem: Divulgação/Apple)

Apple inicia pré-venda de iPhone 12 no Brasil (Imagem: Divulgação/Apple)

Os novos celulares da Apple, enfim, estão chegando ao Brasil. Com lançamento marcado para o próximo dia 20, os sucessores do iPhone 11 já podem ser reservados com frete grátis e envio entre quatro e seis dias úteis na loja virtual oficial da fabricante. Também é possível comprá-los com 10% de desconto no pagamento à vista.

Assim como no exterior, os celulares estão no catálogo do Brasil com armazenamento entre 64 GB e 512 GB, a depender do modelo. Além disso, o iPhone 12 e o Mini contam com opções em azul, branco, preto, verde e vermelho, enquanto as variantes mais avançadas (Pro e Pro Max) são vendidas nas cores azul, dourado, grafite e prata.

A nova geração, no entanto, não é mais acompanhada pelo adaptador de tomada e fones de ouvido na caixa. No lugar, os consumidores os acessórios terão de adquirí-los separadamente, com exceção do cabo Lightning para USB-C. A Apple foi notificada pelo Procon-SP devido à remoção.

Pré-venda do iPhone 12 no Brasil (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Pré-venda do iPhone 12 no Brasil (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Quanto custa o iPhone 12 no Brasil?

Confira, a seguir, os preços do iPhone 12 no Brasil:

Modelo Espaço Preço no Brasil Preço nos EUA
iPhone 12 Mini 64 GB R$ 6.999 US$ 729
128 GB R$ 7.499 US$ 779
256 GB R$ 8.499 US$ 879
iPhone 12 64 GB R$ 7.999 US$ 829
128 GB R$ 8.499 US$ 879
256 GB R$ 9.499 US$ 979
iPhone 12 Pro 128 GB R$ 9.999 US$ 999
256 GB R$ 10.999 US$ 1.099
512 GB R$ 12.999 US$ 1.299
iPhone 12 Pro Max 128 GB R$ 10.999 US$ 1.099
256 GB R$ 11.999 US$ 1.199
512 GB R$ 13.999 US$ 1.399

Quais são as novidades do iPhone 12?

Ao todo, quatro smartphones da Apple vão suceder à família iPhone 11 em 2020. Compatíveis com o futuro 5G do Brasil, os lançamentos repetem a estética do iPhone 5, com laterais metálicas retas, e contam com certificação IP68 e tecnologia Ceramic Shield, que promete mais resistência ao display OLED dos celulares.

2020 também é o ano de estreia do iPhone 12 Mini, com tela de 5,4 polegadas e câmera dupla, assim como o iPhone 12, que tem tela de 6,1 polegadas. O iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max contam com telas de 6,1 e 6,7 polegadas, respectivamente, e trazem câmera tripla com sensor LiDAR, como no iPad Pro (2020).

Em comum, os celulares trazem o processador Apple A14 Bionic, de 5 nanômetros. A nova safra ainda marca o retorno do MagSafe, que permite tanto recarregar a bateria dos telefones quanto acoplar acessórios no celular, como uma carteira de couro. A Apple revelou os preços dos acessórios no dia 6.

iPhone 12 Pro Max com capa para MagSafe (Imagem: Divulgação/Apple)

iPhone 12 Pro Max com capa para MagSafe (Imagem: Divulgação/Apple)

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
7 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jin (@Jin)

iPhone 12 mini de 64gb mais caro que o Galaxy Note 20 ultra com 256gb… realmente tem algo de muito errado nisso

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Todos os iPhones são importados, os modelos Galaxy chegam importados, mas logo já se inicia a produção nacional, e então a Samsung prática o valor que pretendia desde o começo, e fica essa sensação de ser mais barato. Mas é uma desvalorização artificial.

Fora questão de posicionamento de marca. A Apple sempre está no ranking mundial de aparelhos mais vendidos por modelo único. Chegando a emplacar muitas vezes mais de 4 modelos em posições diferentes. A Samsung por outro lado precisa dar brinde pra atrair consumidores (para suas linhas mais premium), isso quando não começa a criar derivações do mesmo produto pra ver se apela pra algum nicho.

Existe também diferenças bruscas no comportamento de um usuário Apple, para um usuário Android. Quem usa Apple e gosta, a escolha lógica sempre é pegar o novo iPhone, não interessa se tem outro melhor na concorrência.

Já o usuário Android está sempre flutuando de marca em marca, seja por preço ou por spec. Tanto que, é por isso que as marcas laçam tantos aparelhos consecutivos e tendo variações tão pequenas, tentando cobrir cada buraco na faixa de preço.

Algumas pessoas podem olhar e pensar que o comportamento do usuário Apple é irracional e “burro”, mas quando você tem um workflow tão bem estabelecido, mudar só por mudar acaba não sendo vantajoso. Nem mesmo a diferença de preço as vezes compensa. E ser caro e barato também é relativo ao bolso de quem compra.

brad (@brad)

¨ Já o usuário Android está sempre flutuando de marca em marca, seja por preço ou por spec."

Que bom, usuários de Android tem muito mais opções!

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Não disse que é algo ruim, apenas que são hábitos de consumo diferentes.

Reinaldo Boson (@Ticano)

Explica, mas no Brasil não justifica…