Início » Telecomunicações » Internet Starlink de Elon Musk é liberada pelo Reino Unido

Internet Starlink de Elon Musk é liberada pelo Reino Unido

Com autorização, SpaceX passa a testar programa beta de acesso à internet da Starlink no Reino Unido

Emerson AlecrimPor

Se por um lado a Rússia cogita multar quem contratar a internet por satélite Starlink, da SpaceX, por outro, o Reino Unido dá as boas-vindas ao serviço: a companhia liderada por Elon Musk obteve aprovação dos órgãos reguladores para oferecer acesso à internet na região.

Satélites da Starlink

Satélites da Starlink (imagem: divulgação/SpaceX)

Com a permissão, que, apesar de divulgada agora, foi concedida em novembro de 2020, a SpaceX pode testar o serviço no Reino Unido. Kits para o programa beta da Starlink já estão sendo distribuídos para usuários da região que se cadastraram para o teste.

Apesar de beta, o programa não é gratuito. No Reino Unido, o kit custa £ 439 mais £ 84 de assinatura mensal.

Philip Hall, um dos testadores, está satisfeito com o serviço. Ele mora em uma área rural no sudoeste da Inglaterra e vem registrando uma média de 85 Mb/s de download com a Starlink. Com o seu provedor anterior, a BT, a conexão não passava de 0,5 Mb/s.

Por e-mail, a SpaceX informou aos testadores que eles poderão obter taxas entra 50 e 150 Mb/s. Essa é praticamente a mesma média que usuários nos Estados Unidos estão registrando. Por lá, o programa beta da Starlink teve início no segundo semestre de 2020.

No longo prazo, o objetivo da SpaceX é oferecer acesso à internet em escala global com taxa de 1 Gb/s por conexão. Para isso, a companhia prevê colocar pelo menos 12.000 satélites Starlink em operação nos próximos anos. Hoje, a rede do serviço é formada por pouco mais de 800 satélites.

A chegada da Starlink ao Reino Unido contribui para a expansão do serviço na Europa. Por lá, a SpaceX já havia obtido licença para operação na Alemanha e Grécia. A empresa também já conseguiu autorização para operar na Austrália.

Ao ingressar no Reino Unido, a rede Starlink passa a rivalizar diretamente com a OneWeb, que também desenvolve um serviço de acesso à internet via satélite.

Com informações: Bloomberg, Business Insider.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jedielson (@Jedielson)

Meu sonho isso chegar ao BR. O kit pode ser caro que parcelo em 10x, mas a mensalidade tem que ser mais em conta pra valer à pena. Até uns 200 por mês eu pago, só pela comodidade e não depender mais dos provedores de baixa qualidade.