Início » Celular » Cliente compra iPhone 12 Pro de R$ 8 mil mas recebe saco de areia

Cliente compra iPhone 12 Pro de R$ 8 mil mas recebe saco de areia

Moradora de Brasília compra iPhone 12 Pro por R$ 8 mil mas se depara com um pequeno saco de areia dentro da caixa do celular

Bruno Gall De Blasi Por

E se você comprasse um iPhone 12 Pro, mas, ao receber a encomenda e abrir a caixa, se deparasse com um pequeno saco de areia em vez do celular? É o que aconteceu com uma moradora de Brasília (DF) nesta segunda-feira (1) após adquirir o novo smartphone da Apple por R$ 8 mil nas Casas Bahia através de venda direta, não por marketplace.

Cliente compra iPhone 12 Pro de R$ 8 mil mas recebe saco de areia no lugar do celular (Imagem: Reprodução/Facebook)

Cliente compra iPhone 12 Pro de R$ 8 mil mas recebe saco de areia no lugar do celular (Imagem: Reprodução/Facebook)

Em uma publicação no seu perfil do Facebook, a publicitária Lilian Estevanato, de 32 anos, contou que adquiriu o produto “com um descontinho à vista” e “vendido e entregue pelas Casas Bahia”. No entanto, ao abrir a embalagem, o telefone da Apple anunciado em 2020 não estava presente.

Cliente recebe saco de areia em vez de iPhone 12 Pro

A cliente de Brasília explicou ao Metrópoles que não chegou a desconfiar quando recebeu a encomenda. Isto porque, além da presença da nota fiscal da loja onde comprou o telefone, a caixa do celular da Apple, que custou R$ 8 mil, veio lacrada.

Após o recebimento da encomenda sem o produto, a publicitária contou que chegou a ligar para a loja para reclamar e que estavam evitando lhe atender “de todo jeito”. Durante o atendimento, as Casas Bahia informaram à cliente que, em até dez dias úteis, alguém entraria em contato.

O caso ganhou repercussão em seguida, após ser relatado nas redes sociais e no Reclame Aqui até a empresa oferecer duas opções para resolver a situação: o envio de um outro celular ou a devolução do valor da compra. “Em tese, vou receber um novo produto até dia 11 de fevereiro”, disse Lilian pelo Facebook.

A loja disse ao UOL que entrou em contato com a cliente e que irá realizar uma nova entrega até o dia 11. As Casas Bahia ainda afirmaram que estão investigando o caso junto à transportadora e que “repudia qualquer tipo de prática danosa ao consumidor”.

Com informações: Metrópoles e UOL

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
11 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Diego Nascimento (@Dieg0)

O que mais me impressiona é alguém pagar fuckings 8mil reais(!) num celular.

² (@centauro)

Por essas e outras que é sempre bom gravar a abertura de encomendas. É importante ter provas.

Diogo Nóbrega (@diogoan)

Não deveria ser nem necessário o consumidor ter que gravar o vídeo pra conseguir a troca ou mesmo o dinheiro de volta. O consumidor é parte hipossuficiente da relação cliente-loja, ou seja, é a loja (juntamente com a transportadora) quem tem que provar que o produto saiu do estoque e chegou na casa do consumidor, até porque eles quem tem os meios para monitorar e averiguar isso. É por isso que quando se compra em uma loja física, normalmente os caixas/vendedores abrem e testam o produto na frente do cliente. Mas a gente sabe que gravar a abertura de uma encomenda pode acelerar um pouco as coisas, em termos de acionar a loja ou a justiça.