O que é o Deep Fusion das câmeras do iPhone?

Saiba como funciona o Deep Fusion, recurso de fotografia computacional da Apple que melhora o nível de detalhes nas câmeras dos iPhones

Emerson Alecrim Paulo Higa
Por e

Deep Fusion é uma tecnologia de fotografia computacional criada pela Apple que melhora a qualidade das fotos, principalmente em condições de baixa luminosidade. O recurso estreou com as câmeras do iPhone 11 e está presente na linha desde então.

Como funciona o Deep Fusion no iPhone?

O Deep Fusion funciona otimizando texturas e removendo ruídos das imagens. Nessa tecnologia de fotografia computacional, múltiplas fotos são analisadas e mescladas com auxílio de um sistema de redes neurais de modo que somente os pixels mais apropriados sejam selecionados para compor a foto final.

A ação do Deep Fusion começa antes do disparo, de forma automática e em segundo plano. Assim que o usuário abre o aplicativo de câmera do iPhone, a tecnologia registra em um buffer quatro quadros (imagens) com curta exposição e outros quatro com exposição padrão.

Os quadros são constantemente renovados enquanto o app estiver aberto para somente os últimos serem utilizados no momento do disparo. Quando o usuário finalmente pressiona o botão, uma imagem de longa exposição é registrada, totalizando nove quadros.

A composição de uma fotografia no iPhone começa na lente, que direciona a luz capturada até o sensor da câmera. Depois, os quadros são analisados pelo processador de imagem (ISP), o Neural Engine e outros mecanismos ligados ao Apple Bionic, chip que comanda o iPhone.

O SoC do iPhone é responsável por executar o Deep Fusion, aumentando as chances de a imagem ser finalizada com alto padrão de qualidade, mesmo em condições desfavoráveis, como quando há pouca luz no ambiente. O processamento costuma levar menos de um segundo para ser concluído.

Foto feita com o iPhone 11 Pro (imagem: Thiago Mobilon/Tecnoblog)
Foto feita com o iPhone 11 Pro (imagem: Thiago Mobilon/Tecnoblog)

Qual é a diferença entre Deep Fusion e Photonic Engine?

O Photonic Engine é uma evolução do Deep Fusion introduzida na linha iPhone 14. Nela, a tecnologia funciona acionando o Deep Fusion mais cedo do que nos iPhones antecessores para tirar fotos não compactadas.

Depois, essas imagens são tratadas por um mecanismo de aprendizagem de máquina que remove imperfeições e aplica ajustes em parâmetros como contraste e nitidez. Essa abordagem melhora os níveis de detalhes e cores da imagem, explica a Apple.

Quais iPhones têm Deep Fusion?

Os iPhones lançados a partir de 2019, com chip Apple A13 Bionic ou superior, têm câmeras com Deep Fusion. A lista de modelos com suporte ao recurso inclui:

  • iPhone 11
  • iPhone 11 Pro
  • iPhone 11 Pro Max
  • iPhone 12 Mini
  • iPhone 12
  • iPhone 12 Pro
  • iPhone 12 Pro Max
  • iPhone 13 Mini
  • iPhone 13
  • iPhone 13 Pro
  • iPhone 13 Pro Max
  • iPhone SE (2022)
  • iPhone 14
  • iPhone 14 Plus
  • iPhone 14 Pro
  • iPhone 14 Pro Max
iPhone 13 Mini (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
iPhone 13 Mini (imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Como ativar ou desativar o Deep Fusion?

O Deep Fusion não pode ser ligado ou desligado manualmente pelo usuário. O recurso é usado pela câmera dos iPhones compatíveis quando as condições de luz são pouco favoráveis para imagens de boa qualidade. O seu acionamento é invisível, isto é, o usuário não percebe quando o Deep Fusion está em ação.

Quando o Deep Fusion foi lançado?

O Deep Fusion surgiu em setembro de 2019, quando a linha iPhone 11 foi anunciada. Na ocasião, a Apple descreveu a tecnologia como um “novo sistema de processamento de imagens acionado pelo Neural Engine do chip A13 Bionic”.

Anúncio do Deep Fusion no lançamento do iPhone 11, em setembro de 2022 (imagem: reprodução/Apple)
Anúncio do Deep Fusion no lançamento do iPhone 11, em setembro de 2022 (imagem: reprodução/Apple)

A chegada do Deep Fusion coincidiu com a estreia do Modo Noite, que otimiza a exposição e outros parâmetros quando os níveis de luz são baixos para tornar as cenas mais claras e nítidas.

Na linha iPhone 14, lançada em 2022, a Apple introduziu o Photonic Engine como uma tecnologia melhorada de fotografia computacional. O recurso não substitui o Deep Fusion. Em vez disso, o aciona em uma etapa anterior do processamento de imagem para preservar detalhes e texturas, de acordo com a companhia.

Esse conteúdo foi útil?
😄 Sim🙁 Não

Relacionados