Início » Negócios » SpaceX, de Elon Musk, recebe US$ 850 mi para investir em Starlink e mais

SpaceX, de Elon Musk, recebe US$ 850 mi para investir em Starlink e mais

Além dos satélites de internet Starlink, SpaceX captou US$ 850 milhões para outros projetos, como os foguetes Starship

Emerson AlecrimPor

Recentemente, a SpaceX passou a ser avaliada em aproximadamente US$ 74 bilhões. Em parte, isso é efeito de uma nova rodada de investimentos: na semana passada, a companhia comandada por Elon Musk recebeu US$ 850 milhões que deverão ser usados na ampliação da rede de internet por satélite Starlink e na construção dos foguetes Starship, por exemplo.

Lançamento do Falcon 9 com 60 satélites Starlink

Lançamento do Falcon 9 com 60 satélites Starlink (imagem: Reprodução/SpaceX)

Apesar de a SpaceX não ter soltado nenhuma nota a respeito do investimento, um documento da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês) confirma o recebimento do montante.

Os US$ 850 milhões obtidos correspondem apenas a uma rodada de investimento. Nela, a companhia poderia ter captado muito mais. Uma pessoa ligada ao setor financeiro revelou à CNBC que, em apenas três dias, a SpaceX recebeu cerca de US$ 6 bilhões em ofertas de investimentos.

Tamanho interesse vem das expectativas sobre o futuro da SpaceX. A companhia continua expandido o serviço de internet Starlink, por exemplo. A rede já conta com mais de 1.100 satélites e, ainda em 2021, Elon Musk fala em fazer o serviço oferecer conexões de 300 Mb/s (megabits por segundo) com latência na casa dos 20 milissegundos.

Foguetes Starship

Quando estiver plenamente operacional, a rede Starlink poderá vender planos de acesso à internet de alta velocidade em várias partes do mundo. Mas não é só isso que torna a SpaceX tão atraente: a companhia também vem trabalhando em um novo tipo de foguete reutilizável.

Chamado de Starship, o novo projeto promete muito mais capacidade de carga que o atual Falcon 9, foguete que vem sendo usado para transportar os satélites Starlink. Estima-se também que o Starship será capaz de levar cerca de 100 passageiros em missões para a Lua ou Marte, por exemplo.

A SpaceX já fez vários testes com protótipos do Starship. Dois deles explodiram durante as tentativas de pouso, porém. Atualmente, a companhia trabalha na construção de novas unidades para os experimentos.

Foguete Starship SN9 (imagem: Flickr/SpaceX)

Foguete Starship SN9 (imagem: Flickr/SpaceX)

Investimentos para o longo prazo

Só com o exemplo do Starship fica fácil entender que a SpaceX tem custos altíssimos e, por isso, precisa de aportes generosos regularmente. É importante considerar ainda que projetar, testar e construir foguetes reutilizáveis requer não só grandes investimentos, mas também muito tempo.

Dá para dizer o mesmo da rede Starlink. O projeto prevê que 12 mil satélites estarão em operação nos próximos anos. Elon Musk já comentou que o serviço terá custo total de aproximadamente US$ 10 bilhões.

Os custos dos dois projetos e o tempo dedicado a eles são elevados, mas os investidores apostam em retorno de longo prazo. Como a SpaceX trabalha em ritmo constante e não esconde a evolução de ambas as iniciativas, o mercado olha para a companhia com interesse crescente à medida que os resultados positivos vão surgindo.

Note que esses são só exemplos. A SpaceX também se dedica a outros projetos, como a cápsula tripulada Crew Dragon.

Com informações: TechCrunch.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando