Início » Celular » Moto G20 é homologado e pode vir com processador barato da Unisoc

Moto G20 é homologado e pode vir com processador barato da Unisoc

O provável Moto G20 utiliza um processador Unisoc T700, semelhante aos concorrentes Helio P22, A22 e Snapdragon 439 e 450

André FogaçaPor

Rumores sobre o Moto G20 surgiram dentro de uma ferramenta de benchmark bastante conhecida, o Geekbench. O provável próximo smartphone intermediário da Motorola deu as caras na lista de resultados do aplicativo, exibindo informações sobre um processador mais econômico e que é fabricado pela Unisoc.

Suposto Moto G100 (Motorola Nio) (Imagem: Reprodução/@NilsAhrDE)

Suposto Moto G100 (Motorola Nio) (Imagem: Reprodução/@NilsAhrDE)

Aos poucos os Moto G vão se espalhando em modelos ainda mais numerosos, gerando uma sensação nostálgica de quando este aparelho representava a marca no concorrido mercado de dispositivos intermediários de 2013 – junto do Moto X na gama maior e com mais recursos.

Agora, oito anos depois do mundo conhecer o primeiro modelo desta linha, detalhes do Moto G20 apareceram dentro da base de dados utilizada pelo Geekbench. O que chama atenção é a adoção do processador Unisoc T700, com oito núcleos em 1,8 GHz ou 2 GHz, junto de 3,4 GB de RAM. O valor é quebrado e deve ser referência para a 4 GB, quantidade comum de memória em intermediários mais simples.

Resultado de suposto teste do Moto G20 (Imagem: divulgação/MySmartPrice)

Resultado de suposto teste do Moto G20 (Imagem: divulgação/MySmartPrice)

A base de dados mostra que o conjunto do Moto G20 é capaz de registrar 1.545 pontos em um só núcleo, junto de 4.775 pontos para o teste multi-core. Este SoC utiliza litografia de 12 nanômetros e suporta RAM LPDDR4. Apenas por comparação, ele é semelhante ao que conseguem os concorrentes Helio P22 e A22 da MediaTek ou os Snapdragon 439 e 450 no lado da Qualcomm.

Ainda dentro do rumor, o suposto smartphone já chega para o usuário com Android 11 instalado de fábrica, o que é bastante positivo.

Moto G20 já foi homologado e passou pela Anatel

Reforçando os boatos, o aparelho da Motorola já foi homologado pela FCC, equivalente à Anatel para os Estados Unidos. Por lá o Moto G20 apareceu com bateria de 5.000 mAh, Wi-Fi dual-band, rádio FM e ele vem com carregador de 10 watts na embalagem. No Brasil o aparelho também está registrado, mas ainda sem documentos para levantar informações sobre o dispositivo, como onde ele será fabricado e quais acessórios estão na caixa – para além do carregador.

Olhando para a própria família de dispositivos Moto G, este suposto G20 deve ficar próximo do Moto G10 Power. Este modelo traz bateria de 6.000 mAh, processador Snapdragon 460, 4GB de RAM, quatro câmeras traseiras e tela de 6,5 polegadas com resolução HD+.

Com informações: 91mobiles e MySmartPrice.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eu (@Keaton)

Por que infernos eles usaram o Benchmark 4.5? Score muito mais alto que o 5? :I
Não faz sentido usar um benchmark tão antigo…

Pra ter idéia de quão antigo… olha o release note dele… Dezembro de 2018. Geekbench 4.3.2 - Geekbench

Edit: Ah… já descobri porque.
image1440×1520 227 KB
À esquerda o GeekBench 4.3.2 (do APKPure) rodado no meu Redmi 7.
À direita o GeekBench 5.3.2 (do Google Play) rodado no meu Redmi 7.

O processador parece ser pouca coisa melhor que um processador que já estava defasado em 2019…