Início » Jogos » Hackers de CoD: Warzone estão chegando aos consoles, avisa analista

Hackers de CoD: Warzone estão chegando aos consoles, avisa analista

Os trapaceiros estão usando hacks mais avançados que enviam comandos para o controle do jogador em Call of Duty: Warzone

Murilo Tunholi Por

A comunidade de Call of Duty: Warzone sofre com jogadores trapaceiros no PC desde o lançamento do game, em 2020, e essa situação ainda pode piorar. O analista de sistemas anti-trapaças conhecido como GamerDoc avisou que uma nova onda de hackers está chegando ao Battle Royale nos consoles, com cheats mais avançados e difíceis de detectar.

Call of Duty: Warzone (Imagem: Divulgação/Activision)

Call of Duty: Warzone (Imagem: Divulgação/Activision)

No Twitter, GamerDoc usa a conta @AntiCheatPD para compartilhar informações sobre os novos hacks de CoD: Warzone. O Anti-Cheat Police Department — Departamento de Polícia Anti-Trapaça, em português — investiga o desenvolvimento de cheats para encontrar e desativar as organizações responsáveis pela criação desses programas.

Segundo GamerDoc, os desenvolvedores de trapaças criaram um hack que funciona via hardware em vez de software. Basicamente, quando o programa é colocado em um console, ele pode executar comandos direto no controle, driblando os robôs detectores de cheats da produtora de CoD: Warzone, a Raven Software.

“A trapaça usa aprendizado de máquina e envia comandos para o seu controle sempre que detecta alvos válidos. Isso é uma assistência de mira, porém aprimorada para que você não precise fazer nada. Só o que você precisa fazer é mirar em uma área qualquer e a máquina faz o trabalho para você”.

Hack de CoD: Warzone é mais difícil de ser detectado

Por funcionar a partir do controle, o novo hack de CoD: Warzone é mais difícil de ser detectado. Isso acontece pois a trapaça faz parecer que um humano está jogando em vez de uma máquina. GamerDoc ainda disse que esse tipo de cheat já existe nos computadores há um tempo, mas estão começando a chegar agora aos consoles.

Essa notícia deve preocupar não só a Raven Software, como também qualquer outra produtora de jogos competitivos que usam controles. A ideia do perfil do Departamento de Polícia Anti-Trapaça é tornar os usuários mais conscientes sobre trapaças e inibir a ação dos hackers. Porém, para evitar o crescimento de cheaters nos consoles, as desenvolvedoras também precisam criar novas formas de proteção para seus games rapidamente.

Com informações: GameRant, Dexerto.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando