Início » Jogos » Blizzard passa por rodada de demissões na produção de Diablo 4

Blizzard passa por rodada de demissões na produção de Diablo 4

Demissões na Blizzard começam a ocorrer, enquanto nomes envolvidos na produção de Diablo 4 e WoW são dispensados da empresa

Felipe Vinha Por

Uma pequena rodada de demissões começou a ocorrer na Blizzard, após dias do escândalo de assédios sexuais denunciados pelo processo que a empresa encara – registrado pelo governo da Califórnia. Três nomes considerados importantes deixaram a empresa, entre eles Jesse McCree, designer líder de Diablo 4 e que também inspirou o nome de um dos personagens de Overwatch. Entenda todo o caso envolvendo as acusações na Blizzard.

Jess McCree foi uma das demissões na Blizzard (Imagem: Divulgação/Blizzard)

Jess McCree foi uma das demissões na Blizzard (Imagem: Divulgação/Blizzard)

McCree saiu também junto com Luis Barriga, diretor de Diablo 4. Além deles, Jonathan LeCraft, designer da equipe de World of Warcraft, deixou a empresa nesta semana. A Blizzard, contudo, não abriu os motivos para as saídas.

No máximo, a Blizzard comunicou que “novos líderes foram designados” e que a empresa estaria “rumo a um ambiente de trabalho seguro e produtivo para todos mundo”. Vale lembrar que, recentemente, o diretor J. Allen Brack também deixou a empresa, “em busca de novas oportunidades”.

Possíveis motivos

Ainda que a Blizzard não tenha dado um possível motivo para a saída dos novos nomes revelados, a situação pode ser explicada por um caso que foi exposto nas redes sociais, há alguns dias, com a chamada “Suíte Cosby”.

Ao que parece, durante os dias em que ocorriam a BlizzCon, funcionários da Blizzard tinham um quarto especial reservado em um dos hoteis de Anaheim, onde realizavam festas e possivelmente orgias. O nome se dá por conta do comediante Bill Cosby, que já recebeu diversas acusações de abuso sexual durante anos.

Em uma foto registrada em 2013, um grupo de homens é visto na cama, segurando um enorme quadro com a imagem de Bill Cosby. Jesse McCree e Jonathan LeCraft, demitidos agora, estão entre estes homens.

Além disso, o próprio LeCraft é um dos homens citados nominalmente entre os processos registrados contra a Blizzard, de acordo com o Kotaku. Logo, a coisa meio que se explica automaticamente.

Os novos nomes apontados para os cargos de quem foi dispensado não foram revelados pela empresa.

Com informações: Eurogamer, Kotaku.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando