Início » Negócios » Multilaser acelera expansão na América Latina e mira em outros mercados

Multilaser acelera expansão na América Latina e mira em outros mercados

Depois de Uruguai e Argentina, Multilaser leva seus smartphones, computadores e demais produtos a mais países da América Latina

Bruno Gall De Blasi Por

A Multilaser teve um ano bem movimentado. Além da estreia na bolsa de valores em julho, a empresa alcançou parcerias estratégicas nos últimos meses. É o caso de marcas de grande porte, como a Toshiba e a Sony, para vender televisões e fones de ouvido, respectivamente, no Brasil. Mas agora a empresa quer marcar a sua presença em mais países da América Latina e também está em conversas para alcançar outras regiões.

Multilaser H (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Multilaser H (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

A expansão global é uma das novas apostas da empresa. É o que conta o vice-presidente de produtos da Multilaser, André Poroger. Em conversa com o Tecnoblog nesta terça-feira (24), o executivo explicou que a empresa começou a atravessar as fronteiras brasileiras para o Uruguai e Argentina em 2019. Mas a ideia, agora, é acelerar o ingresso em outros países da região.

De acordo com o VP de produtos, o plano é uma “expansão maior para outros países da América Latina”, como Bolívia, Chile, Colômbia, México e Peru. “A América Latina entra como o primeiro foco”, afirmou. “Mas a gente também está olhando para os mercados de língua portuguesa, como Portugal, Angola e Moçambique”.

A iniciativa é uma aposta para a empresa brasileira alcançar novos ares, mas ainda mantendo o foco no Brasil. Para isto, a Multilaser está preparando um armazém no Uruguai que atuará como um hub logístico na região. A companhia também conta com o apoio do diretor global de vendas, Felipe Duarte, que cuida dessa nova divisão.

Smart Lâmpada Multilaser Liv (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Smart Lâmpada Multilaser Liv (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Projeto vai levar celulares Multilaser para outros mercados

A Multilaser é conhecida pela sua grande variedade de produtos, inclusive de outras marcas. No ano passado, a fabricante brasileira começou a distribuir celulares Nokia no Brasil. A empresa também possui outras parcerias globais, como a Sony, para fones, e a Toshiba, para telas. Segundo Poroger, atualmente, a empresa tem treze verticais, mais de 5.000 produtos e duas fábricas no Brasil.

Mas nem todo esse portfólio será levado para o exterior neste momento. Ao Tecnoblog, o executivo informa que cerca de 500 produtos marcarão presença em outros países inicialmente. É o caso de smartphones, computadores, tablets, equipamentos para áudio, entre outras categorias. Além disso, a fabricante vai se concentrar em produtos que carreguem a sua assinatura.

“A ideia é, inicialmente, focar na linha Multilaser”, explicou. “A medida em que a gente for expandido, vamos avaliar a possibilidade de parcerias com essas marcas, também, no mercado internacional”.

Ultra Notebooks 300 Series com tecla Netflix (Imagem: Divulgação/Multilaser)
Ultra Notebooks 300 Series com tecla Netflix (Imagem: Divulgação/Multilaser)

Portfólio diversificado é chave para expansão

A expansão global é mais um elemento importante para alavancar o crescimento da Multilaser fora do Brasil. Esta é a avaliação feita por André Poroger, vice-presidente de produtos da fabricante brasileira. E, para atingir este novo objetivo, a companhia pretende contar com o auxílio de seu portfólio diversificado.

“A Multilaser, hoje, é uma empresa quase que única em relação a tamanho de portfólio. Talvez nenhuma empresa de tecnologia de consumo tenha um portfólio tão amplo, que atua em tantas verticais de produtos de uma forma forte no varejo”, afirmou.

Mas esta não é a única frente que será aproveitada nesse processo. O executivo explica que a empresa também tem sistemas proprietários de venda, de mapeamento de estoque do canal e de incentivos de venda. Para ele, a ideia não é apenas colocar o produto à venda, mas replicar os diferenciais da marca em outros países que às vezes não têm o mesmo porte do Brasil.

“A gente tem várias oportunidades dentro do portfólio e a expansão entra como mais um pilar de crescimento da companhia”, concluiu.

A expansão ganha tração logo após o IPO da Multilaser. Em julho, a companhia captou cerca de R$ 1,9 bilhão em sua oferta pública inicial na B3 e alcançou R$ 9 bilhões de valor de mercado. A empresa também teve um lucro líquido de R$ 395,9 milhões no primeiro semestre de 2021, um aumento de 376,2% em comparação com 2020.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
9 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eu (@Keaton)

OLHA SÓ ONDE ELES COLOCAM A TECLA DO NETFLIX…
mds… melhor lugar… perfeito para um notebook usado para digitação de textos… aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhh

Ai o novo nome da Multilaser vai remeter à marca xing ling. hahaha

Eu (@Keaton)

Não me pareceu publieditorial. Mas a multilaser produz produtos com qualidade bem interessante se tu levar em conta o preço… (não invente de comparar um produto de 15 reais da multilaser com um de 150 da concorrencia… hahaha)

Eu (@Keaton)

Agora relendo melhor, percebo que ainda não acordei direito. hahaha (To proibido de tomar café por enquanto)

Dark (@Darkalliance)

Cara eu só consigo imaginar vc está digitando um texto no World nesse notebook e sem querer aperta a tecla da Netflix achando que é a barra de espaço ou o AltGr.

Imagina a cara do sujeito digitando e percebendo que o note deu uma congelada e do nada abre o app da Netflix e uma boa parte do que ele digitou não escreveu no World.

É pra bater num engenheiro desse, que teve a ideia bilhante dessa de colocar o botão ali.