Início » Software » Microsoft demonstra Windows 8 Developer Preview

Microsoft demonstra Windows 8 Developer Preview

Por
7 anos atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Agora há pouco acabou na Califórnia a conferência Build, na qual os executivos da Microsoft apresentam uma série de novidades referentes a produtos da companhia para desenvolvedores ávidos por código-fonte novo. A bola da vez é Windows 8, próxima versão do sistema operacional que muito provavelmente não se chamará “Windows 8“.

Em resumo, a MS libera hoje pela primeira versão do Win8 para desenvolvedores.

Menu Iniciar no Windows 8 | Clique para ver maior

O Windows 8 Developer Preview será disponibilizado na noite de hoje através do site Dev Center, que faz parte da MSDN, a rede da Microsoft para desenvolvedores. A companhia promete que os programadores terão muita facilidade em criar aplicativos com o visual Metro (o mesmo do Windows Phone 7) utilizando combinações de HTML5 e JavaScript, C e C++, e C# e XAML.

Claro que eles estão propagandeando principalmente o uso de HTML5 e JavaScript — seria uma forma rápida e prática, utilizando a mesma linguagem hoje em dia amplamente disponível na internet, para construir aplicativos verdadeiramente funcionais.

Mais: Conheça o super-tablet feito especialmente para testar o Windows 8

A demonstração do Windows 8 mostra algumas boas novas. Iniciar o sistema leva poucos segundos (menos de 8 segundos, pelo que eles dizem) em dispositivos com a tecnologia de boot UEFI. Sem depender do recurso de hibernação, de acordo com as informações fornecidas por executivos da Microsoft.

Um monitor de atividades mostrou inclusive que ao solicitar que o sistema entre em hibernação, há uma queda brusca no uso de processamento, mas o Windows 8 ainda utiliza uma certa quantidade de recursos para dar aos aplicativos a chance de salvarem suas sessões para quando o sistema for reativado. E aí sim temos um Windows que, de volta às atividades normais a partir da hibernação, retoma os aplicativos abertos rapidamente.

Tela de login no Windows 8 | Clique para ver maior

A tela de login foi modificada. Em vez de digitar senhas complexas, os usuários têm a opção de colocar um PIN de 4 dígitos para destravar o computador rodando Windows 8. Além das senhas tradicionais, com caracteres alfanuméricos, a equipe de desenvolvimento do Windows também adiciona nesse Developer Preview o login por imagens — similar aos desenhos que são bem comuns em dispositivos rodando o Android.

Visual Metro

A grande aposta da Microsoft para o Windows 8 são os monitores com tecnologia touchscreen. Em vez de utilizar mouse e teclado para controlar a máquina, a interface do Windows está sendo moldada para que os usuários metam os dedos na tela. Assim como acontece nos tablets e smartphones de hoje.

Meio que definindo diretrizes para aplicativos futuros, a Microsoft diz que espera apps em tela cheia e controles bem simples para o Windows 8. Os aplicativos nesse formato tiram proveito do visual Metro, similar ao que encontramos no Windows Phone 7.

Windows 8: visualização de arquivos armazenados no computador

Como no Android

Um dos recursos até então não especificados do Metro são as laterais do monitor. Ela são sensíveis ao toque — quando o usuário encontra na parte da direita ou da esquerda da tela, descobre uma série de botões que normalmente ficarão ocultos no Windows 8.

Ao tocar no canto da esquerda, o usuário tem a opção de escolher outro aplicativo para abrir no computador. No canto da direita estão as opções para o aplicativo em execução: buscar, compartilhar, menu Iniciar, dispositivos, e configurações. Mais ou menos como o botão de opções presente no Android ou no Windows Phone.

Para os viciados em produtividade, uma boa notícia: ao utilizar dois monitores ligados num mesmo PC, o usuário pode rodar o visual Metro em um deles e a área de trabalho convencional do Windows, tal qual vemos no Windows 7, no segundo monitor (ou vice-versa).

Bing no Windows 8 | Clique para ver maior

Apenas exemplos

Curiosamente, todos os aplicativos apresentados no Build não serão comercializados. Eles servem apenas de exemplo para mostrar o potencial do sistema operacional, de acordo com Steven Sinofsky, o responsável pela divisão de Windows da Microsoft. Diferentemente da Apple, que costuma incluir apps em seus sistemas, a Microsoft aparentemente (ênfase no aparentemente) permitirá que os desenvolvedores tirem proveito desses recursos para criar apps competitivos para o Windows 8.

O Windows 8 vai funcionar tanto em x86 como em x64. Além disso, a Microsoft garante que o sistema roda bem na arquitetura ARM, ainda que ela demande especificações específicas para cada dispositivos que for utilizar o sistema.

Mais sobre: , , ,