Início » Internet » Ícone do começo da web, Geocities encerra atividades

Ícone do começo da web, Geocities encerra atividades

Avatar Por

Fóssil vivo da era da inocência da internet – quando conseguir uma conexão discada era um pequeno sacrifício, a fonte comic sans era socialmente aceitável e pornografia se resumia em procurar por fotos da Gillian Anderson – o Geocities encerrará suas atividades hoje, dia 26 de outubro, depois de 15 anos de serviços bem prestados aos internautas de outros tempos.

Fundada por David Bohnett e John Rezner (obrigado, Wikipedia!) o serviço entrou no ar dia 18 de janeiro de 1995 e foi uma das primeiras grandes empresas da internet, que ensinou a todo um universo de usuários recém-chegados a um novo mundo que qualquer pessoa com um mínimo de disposição poderia abastecer a rede com informações e espalhá-la para qualquer canto do planeta, coisa inimaginável até então.

Comprada pelo Yahoo por US$ 3.57 bilhões pouco antes do estouro da Nasdaq, os primeiros boatos a respeito de seu fechamento datam de 2001, mas com sua empresa-mãe afundada em crises e cada vez mais acuada pela concorrência, o encerramento do serviço foi anunciado no começo do ano como parte de uma “reestruturação”.

Na prática, todas as páginas hospedadas nos servidores do Geocities serão excluídas, para desespero dos arqueólogos digitais. E eles não devem ser poucos, já que de acordo com a empresa de consultoria web Alexa, ainda que meio esquecido nos últimos tempos suas páginas ainda recebiam cerca de 8 milhões de visitas diárias. Agora o único serviço de hospedagem Yahoo é seu Web Hosting, que ao contrário de seu finado "irmão", é pago.

Em homenagem ao fim desta era, a tirinha eletrônica-ubbergeek XKCD está usando um template comemorativo em homenagem ao template das antigas páginas do serviço. Confira:

Capture

XKCD presta suas homenagens ao Geocities.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação