TB Responde Antivírus e Segurança

Como entrar na deep web utilizando o Tor

Saiba como entrar na deep web usando o Tor, conheça suas características e veja o passo a passo de como usar o navegador

Paulo Higa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Não existe uma forma única de acessar a internet profunda. Isso porque a deep web é composta por várias redes separadas, que não conversam entre si. A rede mais conhecida é o Tor, software de anonimato de código aberto, que frequentemente aparece na mídia. Entre as páginas conhecidas está o Silk Road, um site de venda de drogas derrubado pelo FBI, mas que rapidamente ressurgiu em outros endereços.

JosepMonter / iceberg / Pixabay / modificado / Deep Web
Diferença entre Surface Web e Deep Web (Imagem: Reprodução/JosepMonter)

Tempo necessário: 5 minutos.

A forma mais comum de acessar a deep web é usando o Tor, um navegador baseado no Firefox, da Mozilla, que se conecta à rede de mesmo nome.

Pelo Tor, você consegue navegar praticamente de forma anônima por sites da deep web, como a Hidden Wiki, que vamos detalhar mais a frente. Antes disso, leia mais abaixo:

  1. Baixe o Tor

    O primeiro passo é baixar o Tor, que possui versões para Windows, Mac e Linux. A maneira mais prática de começar a acessar os sites da deep web é baixar o Tor Browser, que traz um pacote completo com o software que se conecta à rede Tor e um navegador pré-configurado para acessar a rede. Você pode baixar o Tor Browser na página oficial do Tor Project (torproject.org).Fazendo o download do navegador Tor

  2. Execute o instalador

    Na sequência, basta executar o instalador e seguir as instruções na tela. É provável que o assistente pergunte se você possui uma internet “livre de obstáculos”; a não ser que você esteja em uma rede censurada ou filtrada, basta clicar no botão “Connect” e o navegador será aberto imediatamente. Você está pronto para acessar a deep web!Fazendo o download do navegador Tor

  3. Acesse o diretório de links

    Para acessar os sites escondidos na deep web, é preciso entender que não é possível encontrá-los em um buscador convencional, como o Google. Por isso, o ponto de partida mais comum é procurar um diretório de sites. No Tor, os links são formados por caracteres aleatórios seguidos da terminação .onion.

    O diretório mais famoso do Tor é a Hidden Wiki. Pelo Tor Browser, abra o endereço.Fazendo o download do navegador Tor

Como você está conectado ao Tor, pode navegar em qualquer site pelo Tor Browser como anônimo. Isso porque, em vez de acessar diretamente o servidor do site de destino, seu computador se conectará a uma máquina do Tor, que se conectará a outra máquina, que se conectará a outra máquina e assim por diante, como em um túnel. O site de destino, portanto, receberá não o seu endereço IP, mas o IP de outro nó da rede.

Recomendações de segurança na deep web

É necessário tomar algumas precauções de segurança na deep web. Como a rede que você está acessando não é censurada, ela também está cheia de conteúdos ilícitos, que não poderiam estar facilmente disponíveis na internet.

Isso inclui pornografia infantil, encomendas de assassinatos e venda de drogas não legalizadas. Lembre-se que, embora a deep web não seja censurada, os governos podem monitorar o Tor (o que levou à queda do Silk Road original) e você é responsável pelos atos cometidos na rede.

Além disso, todas as recomendações de segurança que você considera ao acessar a internet também devem ser seguidas na deep web — só que com ainda mais cautela.

Malwares e brechas de segurança ainda não descobertas podem ter sido injetadas em páginas aparentemente inocentes da deep web. Por isso, pode ser uma boa ideia criar uma máquina virtual ou utilizar outro computador antes de se aventurar.

Agora é com você. Boa navegação!

Nas profundezas da web

Ainda não entendeu muito bem pra que serve a Deep Web? Conversamos sobre ela no episódio 027 do Tecnocast. Dá o play aí embaixo e vem com a gente!

Esse conteúdo foi útil?

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista, com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque